"Os sentimentos que sinto ao ver as altas montanhas -

agitações de desejo, anseios pelas alturas -

Lembre-me de você e sou mimada por mais alguém!

— Cântares de Salomão 7 A Mensagem

 

Sentimentos, uau, essas emoções podem nos ganhar ou quebrar; você percebeu? As mulheres já foram muito cuidadosas em manter seus sentimentos ocultos, muito para si. Basta assistir aos filmes mais antigos para ter uma idéia de como as mulheres costumavam ser. Mas agora, a mulher deste século não está apenas permitindo que seus sentimentos sejam conhecidos, mas suas emoções ganham pleno domínio sobre tudo. Sentimentos e emoções podem assumir e governar, ou devo dizer arruinar, sua vida. As principais razões pelas quais nossas emoções são destrutivas, acredito, é porque não temos idéia de quanto poder nossas emoções possuem, mais uma vez, para o bem ou para o mal. Pois, nós usamos imprudentemente, ou devo dizer, eles usam e logo nos destroem e tudo o que consideramos caro.

As mulheres, em particular, são compostas por muitos sentimentos gerados por nossas emoções, e essas emoções criam os altos e baixos de nossas vidas. Mas e se pudéssemos realmente aprender a nos beneficiar de nossas emoções, usando nossos sentimentos como barômetro. Este é o objetivo deste capítulo: ajudar cada uma de nós a aprender como medir as mudanças em nossa pressão emocional, o que indicará que nossa atmosfera espiritual está mudando e aparecerá em nossos sentimentos; devemos redirecioná-los para o bem, e não para o mal.

Ultimamente, as mulheres estão se debatendo em relação às suas emoções. Realmente não foi há muito tempo, quando uma mulher simplesmente ocultou ou controlou seus sentimentos total e completamente em público e até em particular; no entanto, pode muito bem ter sido o extremo que deu o deu origem ao outro extremo, que agora é "colocar tudo para fora". Muitas mulheres, hoje, estão literalmente fora de controle quando se trata de seus sentimentos, se assim for, ela está sendo totalmente manipulada por suas emoções, ao invés de usá-las, como eu acredito, e Deus pretende.

Bem então, devemos simplesmente controlar nossos sentimentos, ou devemos, em vez disso, aprender a usar como nos sentimos, para que possamos realmente nos beneficiar de nossas emoções.

No início do Movimento Feminista, muitas mulheres (que tentavam provar que uma mulher era como um homem) começaram a negar que tinham alguma emoção ou sentimento. Essas mulheres reprimiram suas emoções e sentimentos, apenas para que entrassem em erupção, algumas décadas depois, nas tolices que vemos na televisão e no cinema hoje. Ninguém imaginaria como os reality shows não apenas incitaria o mau comportamento, mas também o encorajariam. Quantas de nós já assistimos pelo menos um dos reality shows muito populares que retratam o triste estado de mulheres que estão completamente fora de controle, suas emoções voando por toda parte para o mundo ver, e elas não têm nem um pouco de vergonha? Leia o que a Bíblia diz: “‘Ficarão eles envergonhados da sua conduta detestável? Não, eles não sentem vergonha alguma,  nem mesmo sabem corar. Portanto, cairão entre os que caem;’ serão humilhados quando eu os castigar”,
declara o Senhor. (Jeremias 6:15).

Sabendo que as mulheres foram criadas, exclusivamente, com emoções, é, portanto, extremamente importante que compreendamos essas emoções e depois as utilizemos, redirecionando-as da maneira correta. Além disso, depois que você compartilha seus sentimentos com alguém, as emoções escapam; isso significa lidar com eles de novo e de novo e de novo. Ensinei meus filhos, especialmente minhas filhas (devido à forma como nós, mulheres, somos notórias por compartilhar nossas emoções muito abertamente), a nunca falar sobre nada quando há emoções negativas associadas a elas. Em vez disso, como uma tempestade, emoções negativas logo passarão e, uma vez novamente estáveis, só então é seguro compartilhá-las.

Então, quando nossas emoções começam a dificultar nossas vidas? Para muitas mulheres, é quando alguém nos machuca, geralmente por rejeição. No entanto, para a maioria das mulheres, é devido a ser negado o que queremos, quando acreditamos que merecemos melhor. Isto é especialmente verdade quando nós, como cristãos, acreditamos que alguém ou algo está no caminho de nosso milagre! Todas nós sentimos isso, não é?

Então, o que nós, como mulheres cristãs piedosas, mulheres que "sorriem para o futuro", mulheres que exibem um "espírito manso e quieto", devem fazer com nossos sentimentos muito reais? Uma maneira é usar um princípio sobre o qual escrevi em um capítulo anterior, quando a noiva do meu filho acreditava que o milagre de se casar era de Deus, mas ela não desejava ir contra à autoridade sobre ela, que era meu filho. Quando alguém está no nosso caminho (ou talvez seja apenas nossa capacidade limitada de fazer algo acontecer), quando é o que realmente acreditamos que Deus quer que façamos ou tenhamos, então é quando Deus está apenas nos pedindo para ponderar sobre esses desejos em nossos corações. Nas muitas vezes em que fiz isso, sinto que meu coração aliviado.

*Difícil de fazer? Sim, mas oh, tão poderoso! Isso porque, uma vez que esses desejos são ocultos da vista clara e não mencionados livremente, eles são colocados em um lugar onde Deus visita. E Ele está lá, a fim de nos dar nossos desejos mais secretos e preciosos! Lembra? “Deleite-se no Senhor; E ele te dará os desejos do seu coração” (Salmo 37:4). Indo além disso, enquanto observava este versículo, li todo o Salmo que realmente me abençoou. Leia você mesmo, porque confirma muito do que já foi dito. Leia devagar:

“Não te indignes [em estar preocupada, irritada ou agitada com alguma coisa] por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniquidade. Porque cedo serão ceifados como a erva e murcharão como a verdura. Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra e, verdadeiramente, serás alimentado. Deleita-te também no Senhor, e Ele te concederá o que deseja o teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor; confia Nele, e Ele tudo fará E Ele fará sobressair a tua justiça como a luz; e o teu juízo, como o meio-dia.

Descansa no Senhor e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos. Deixa a ira e abandona o furor; não te indignes para fazer o mal. Porque os malfeitores serão desarraigados; mas aqueles que esperam no Senhor herdarão a terra. Pois ainda um pouco, e o ímpio não existirá; olharás para o seu lugar, e não aparecerá. Mas os mansos herdarão a terra e se deleitarão na abundância de paz” (Salmos 37:1-11).

Observe como o segundo parágrafo começa com a palavra descansar. Como mãe, sei que não se espera que meus filhos ajam da melhor maneira possível quando estão muito cansados. Nós, mulheres também precisamos descansar, descansar de nossas emoções sobrecarregadas, e esse descanso só pode ser realizado quando entregamos cada cuidado (ou preocupação ou fardo) a Ele e quando simplesmente “esperamos pacientemente por Ele;” “e Ele fará isso”.

Sentimentos a Mudar

Agora, é hora de discutir como nossos sentimentos se relacionam com a movimentação de montanhas. Assim como tudo, resistir (até resistir a sentimentos, como medo) não é o caminho certo para lidar com essas emoções negativas, emoções que têm o potencial de causar tanto dano e impedir o nosso milagre. Então, o que podemos fazer com essa força poderosa e muitas vezes mortal (para um milagre) quando nossas emoções tentam nos vencer? O que eu descobri recentemente, quando um ataque de medo continuou fluindo sobre mim, medo que tentava penetrar em meu coração, ao invez disso eu escolhi usar esses sentimentos, modificando e redirecionando o medo para  animação e entusiamo. Foi quando percebi que realmente poderia me beneficiar a partir deles!

Você já reparou que o medo e o entusiamos são sentimentos opostos e, no entanto, eles são realmente apenas uma linha tênue? Há pessoas, por exemplo, que gostam de andar na montanha-russa, por causa da emoção. Existem outras, como eu, que não sentem emoção, mas que não sentem nada além de medo. Nossas emoções, simplesmente uma linha tênue, são muito semelhantes. O que é diferente está em nossa percepção do que estamos experimentando. E muito de como percebemos algo se deve ao quanto pensamos sobre isso, mas mais importante é a maneira como pensamos sobre isso.

Por exemplo, duvido que muitos dos jovens na fila do parque de diversões estejam pensando em como a montanha-russa é construída, mas eu seria; portanto, minha percepção resultaria em medo.

Os versículos que acabamos de ler acima (Salmos 37) apontam para a mesma coisa, que é: como pensamos sobre as coisas. Por exemplo, pensamos em quanto dinheiro não temos para pagar por algo ou o que as pessoas vão pensar de nós quando descobrem algo que fizemos ou não fizemos? A lista é interminável para o que podemos nos preocupar, o que pode até nos levar a fazer algo mau ou errado. E mesmo se não cometemos algo errado, apenas o medo, como muitos de nós aprendemos, é na verdade o oposto da fé, o que significa que não agradamos a Deus quando tememos. A Bíblia diz: “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11:6).

Recentemente, enfrentei algumas montanhas que pairavam sobre minha vida e toda vez que sentia medo do que poderia acontecer a seguir, ou do que poderia ser o resultado de minhas ações, atrapalhava o movimento dessa montanha, devido inteiramente como eu me sentia. O que eu descobri foi que, se eu desse um passo para trás e me concentrasse novamente na emoção do que eu sabia (na fé) estava prestes a acontecer, eu poderia usar esses sentimentos para alimentar a força espiritual necessária para mover a montanha através da força positiva da fé.

É quando escolhemos desviar os olhos do que parece estar acontecendo e, em vez disso, olhamos para o que Ele já fez por nós (e outros) no passado, que nossa percepção muda. Pensar em nossas mentes todas as outras montanhas que Ele moveu começa a nos animar e emocionar. E é aí que somos capazes de transformar nossa dúvida em força real, forças para mover montanhas.

Agora, vamos levar o princípio um pouco mais alto, lembrando também a nós mesmos, e a Ele, das promessas que Ele fez para nós, até promessas que Ele pode ter feito para você e para mim anos atrás. Essas promessas (adicionadas ao que Ele fez) aumentarão ainda mais nossa fé e moverão esses sentimentos do medo para entusiamo, e teremos os sentimetnos corretos de ver outra montanha ser lançada ao mar!

Como eu disse, o Senhor achou oportuno trazer uma montanha após outra na minha vida recentemente. E toda vez que eu dizia a mesma coisa, se realmente acreditada, não ficaria assustada ou preocupada, mas ficaria animada, portanto eu precisava deixar meus sentimentos refletirem o que eu acreditava.

Foi quando meus sentimentos se tornaram meu barômetro e uma maneira de me informar como eu estava pensando nessas montanhas e se minha montanha iria ou não se mover ou continuar aparecendo.

Outro aspecto importante é saber que a ausência de medo pode mover sua montanha. Quase todos os testemunhos de casamentos restaurados são de mulheres que vieram para o lugar onde não mais temiam ficar sozinhas, nem temiam que seus maridos não voltassem para elas. Uma vez que elas experimentaram ter um Marido Celestial e Seu amor, uma vez que sabiam que nunca estariam sozinhas, foi quando não houve mais medo. Depois que o medo se foi, quase instantaneamente elas viram suas situações mudarem e os corações de seus maridos foram inclinados para elas.

Aconteceu exatamente assim nas duas vezes comigo. A primeira vez que meu marido foi embora, minha vida inteira foi consumida pelo medo. Levou quase dois anos para me livrar do medo inimaginável (de ser mãe solteira sozinha com filhos pequenos e muitas vezes pensar em como isso os afetaria negativamente no crescimento). Foi só quando cheguei ao lugar onde não havia mais medo (tudo devido a conhecer e experimentar uma incrível intimidade com o Senhor); então, quando meu medo que tudo consumia se foi, meu marido voltou quase imediatamente.

Na segunda vez em que ele partiu e pediu o divórcio, não tive medo (desta vez devido a uma intimidade ainda maior com o Senhor, que estava no auge de todos os tempos), mesmo que eu tivesse muito mais a perder no segundo vez. Em vez de medo, descansei em minha confiança, conhecendo mais plenamente Sua bondade e sempre procurando o bem no que estava acontecendo. Estes ditaram minhas emoções. O resultado de não ter absolutamente nenhum medo, que foi substituído pela animação, mudou o coração do meu marido quase instantaneamente, na mesma medida.

A questão que tenho é: foi a mudança imediata devido a como me senti? Ou é algo que a outra pessoa pode sentir, como todos lemos nos livros de restauração do casamento de Erin? Será que nossas emoções negativas, como o medo, são uma força energética invisível que Deus criou e (inúmeras vezes) nos advertiu a não permitir que entrássemos em nossas vidas, porque é isso que inibirá nosso poder de mover montanhas dadas por Deus.

Uma música popular nos anos 80 dizia: "Sentimentos, nada mais que sentimentos ...?" Embora tentemos desconsiderar a importância de como nos sentimos, nossos sentimentos podem ser o fator decisivo para o movimento de nossa montanha ou não, ou parece crescimento maior e mais largo do que era antes. O que acreditamos em nossos corações irá determinar como pensamos e resultará em como nos sentimos em relação àquela montanha.

Por exemplo, se acreditarmos durante a cirurgia que nosso médico sabe o que está fazendo a cirurgia irá bem, aliviará nossos medos, e saberemos que terá um resultado bom e  uma cicatrização mais rápida. O que multiplica o resultado é quando os cristãos depositam sua confiança em Deus, que está sob controle total e absoluto. No entanto, se começarmos a pensar e a ensaiar todas as complicações possíveis, os muitos riscos e o que poderia potencialmente dar errado, nossos sentimentos serão muito diferentes, seremos tomadas de medo! A Bíblia nos diz, pelo menos três vezes, que o medo é como abrimos a porta para tudo que é assustador, para entrar em nossas vidas.

“Porque o que eu temia me veio, e o que receava me aconteceu” (Jó 3:25).

Temor e tremor me sobrevêm; e o horror me cobriu” (Salmos 55:5).

“O temor do ímpio virá sobre ele, mas o desejo dos justos Deus o cumprirá” (Provérbios 10:24).

Portanto, vemos que aquilo em que meditamos (pensamentos medrosos ou pensamentos confiantes) tem a capacidade de se manifestar em nossas vidas, e nossos sentimentos são o barômetro para saber o que realmente estamos permitindo em nossas vidas e o que finalmente está a nossa frente.

Carência ou Medo

O medo é o que transformou a maré da prosperidade em carência, na minha vida. E quando digo prosperidade, não falo apenas em finanças, mas em todas as áreas da minha vida.

A carência que entrou na minha vida, agora posso ver claramente, começou com uma série de eventos enquanto viajava. Um evento invadiu meu refúgio de descanso, fé e tranquilidade, a paz que excede todo entendimento que eu estava desfrutando. Tudo começou enquanto eu estava na África, na ponta do continente, na Cidade do Cabo. Pela primeira vez desde que saí de casa semanas antes, finalmente pude falar com minha filha, que foi morar com o pai pouco antes de eu sair. Embora eu estivesse extremamente feliz em ouvir a voz dela, isso tornou a realidade de "perdê-la" muito real.

Depois que desligamos, fui para o meu quarto, esperando uma ótima noite de sono, pois voltaria para Joanesburgo na manhã seguinte. Eu precisava dormir; Eu estava programada para falar lá quando cheguei. No entanto, na sala ao lado, havia uma festa louca, com pessoas ou móveis constantemente batendo na parede, vozes altas e berros e, pior ainda, fumaça de cigarro que começou a encher meu quarto. Não havia outro quarto disponível no hotel e, apesar de eu ligar para a gerência, a festa continuou durante toda a noite.

Salomão, que se diz ser o homem mais sábio que já viveu, disse-nos para tomar cuidado para “Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que fazem mal às vinhas, porque as nossas vinhas estão em flor” (Cantares de Salomão 2:15). Embora eu já tivesse passado por tantas coisas e, em comparação, isso não passava de um pouco de sono perdido, provou ser aquela raposinha que eu não conseguia pegar. Não foi só isso; também foi imediatamente depois que a realidade de minha filha não morar comigo me atingiu, e eu não tive tempo para falar com meu MC ou com o Pai da minha filha sobre isso. Uma vez que a porta do medo estava aberta, um medo liderava o caminho para outro. O medo me levou a me preocupar com meu vôo muito curto. Mais medo me levou a perder o meu voo programado, o que me colocou em outro vôo que decolou em uma terrível tempestade de trovões.

E, a propósito, você sabia que a derrota é o que muitas vezes segue grandes vitórias e atinge homens e mulheres muito poderosos? Aqui estão alguns exemplos. O primeiro é Jonas, que salvou toda a nação de Nínive da destruição. Então, logo após esta grande vitória, ele diz: Peço-te, pois, ó Senhor, tira-me a minha vida, porque melhor me é morrer do que viver” (Jonas 4:3). A maior parte de seu desespero foi devido aos sentimentos de Jonas pelas pessoas ímpias, que Deus escolheu poupar.

Outro exemplo é Elias, um dos profetas mais poderosos, que também foi consumido logo após sua surpreendente vitória, quando 450 profetas de Baal foram destruídos. Depois, "ele próprio fez uma jornada de um dia para o deserto e veio sentar-se sob um zimbro; e ele pediu para si mesmo que ele morresse, e disse: ‘Já basta, ó Senhor; toma agora a minha vida, pois não sou melhor do que meus pais’” (1 Reis 19:4).

Embora eu nunca tenha chegado ao ponto de querer que o Senhor tire minha vida, diferentemente desses dois homens. No entanto, posso ver como alguém é capaz de cair em desespero, depois de experimentar uma grande vitória espiritual, tudo devido a sentimentos negativos que não foram redirecionados de volta à fé.

Não foi nem uma semana atrás que meus sentimentos, devido principalmente ao que você leu no capítulo anterior, começaram a aumentar de maneira negativa. Comecei a me preocupar por ter “estragado tudo” e, portanto, não iria ver minha montanha se mover, e os sentimentos de medo começaram a travar uma guerra contra minha fé. Felizmente, devido há muito tempo escrevendo este capítulo, meus sentimentos provaram ser o barômetro que me dizia que, se eu quisesse ver a montanha cair em minha vida, eu teria que redirecionar minha preocupação para um sentimento positivo, com antecipação e expectativa . No entanto, a maneira como eu estava me sentindo era tão fraca que não tinha força emocional para mudar o curso das minhas emoções. Então, como noiva, simplesmente falei tudo para meu MC e pedi a Ele que fizesse exatamente isso, pedi a Ele que transformasse meus sentimentos de medo em animação, e Ele fez!

Antes de meus sentimentos mudarem, o Senhor abriu meus olhos para o fato de que eu estava no final desta parte da minha jornada e que não deveria desistir. Ele me disse que muitos santos desistiram, pouco antes de atingirem seu objetivo, o destino e que meus sentimentos errados eram a prova de que as coisas estavam perto do fim para minha montanha se mover. Embora minha cabeça soubesse que isso era verdade, meus sentimentos me impediram de transformar a força negativa em sentimentos positivos, e é por isso que falei imediatamente com meu MC, antes que eles pudessem se enraizar e me agarrar.

Quase imediatamente, levantei-me para tomar banho e enfrentar o dia com esperança e alegria! Meu dia correu bem? Absolutamente não; em vez disso, foi um dia cheio de centenas de testes, provas e tentações, mas continuei a usar cada prova para alimentar minha fé, sabendo que provava que estava a uma curta distância da montanha de dívidas que caíria no mar. Então veio o teste.

Na verdade, havia três grandes quantias de dinheiro que eu precisava semear como teste. Meu medo e sentimentos de “falta” queriam que eu recuasse, mas os olhos de fé e confiança me disseram para seguir em frente. O inimigo se certificou de que, no dia anterior, eu vi que não havia mais nada em minhas contas e que meus cartões de crédito estavam esgotados. No entanto, eu tive que seguir em frente. Enquanto me vestia, o Senhor me perguntou como eu realmente acreditava: Se eu realmente acreditava que minhas contas, que eu vi vazias, estavam realmente ligadas a Ele e à Sua fonte interminável? Ou acreditei no que vi? Ou eu realmente acreditava que Ele me conduziria por esse caminho e não teria um testemunho de dívida nenhuma? Eu sabia que o resultado de como me sentia e o que fiz naquele dia é o que determinaria se minha montanha de dívidas cairia.

Cada teste, provação e tentação serviu para fortalecer minha fé em tudo o que Ele fez por mim e continuará a fazer por mim. Embora minhas bênçãos transbordantes ainda não tenha se manifestado, sinto que “está terminado” e que é apenas uma questão de tempo quando vejo e posso anunciar que minha montanha de dívidas caiu. Não sei como isso vai acontecer, assim como não sei quando, mas, no entanto, está prestes a acontecer, posso sentir.

Querida noiva, nossos sentimentos podem ser apenas a força mais poderosa que pode fazer você e eu voar como águias, ou fazer com que desejemos nos enterrar embaixo da face da terra.

Conhecendo seu poder, precisamos, portanto, prestar muita atenção ao nosso barômetro espiritual, que aparece em nossos sentimentos, e quando sentimos a queda do barômetro, falamos com nosso MC e nos protegemos sob o Todo-Poderoso, não esperando até que eles se enraízem e agarre-nos. Mantendo os sentimentos negativos ocultos, devemos cobrir nossos sentimentos negativos com Suas promessas e refletir profundamente sobre o que Ele fez por nós (e outros) no passado.

Com nossas mentes renovadas, devemos simplesmente falar o que está oculto no fundo de nossos corações, o que reflete em nossos sentimentos, para que nossa montanha se mova na direção certa, em direção ao mar, e não projete mais sombras em nosso mundo.