Quem acha a sua vida a perderá,

e quem perde a sua vida  por minha causa a encontrará.

—Mateus 10:39 

 

Nas últimas semanas, especialmente enquanto dirijo, tenho sido atraída por uma canção que meus garotos cantam em sua banda de louvor. Eu gosto do tom otimista da melodia, mas as palavras é o que têm mais me cativado.

O refrão diz:

“Para encontrar a sua vida
Você tem que perdê-la
Todos os perdedores ganham uma coroa.”

Há menos de cinco meses atrás eu perdi a vida que eu tinha vivido e perseguido ativamente por 14 anos. Durante toda a minha vida, tudo que eu quis foi ser esposa e mãe; eu simplesmente amava ficar em casa e não me aventurar fora do meu mundinho.

Há menos de cinco meses atrás eu era a esposa de um pastor de uma igreja imensa e tinha começado um enorme ministério para milhares de mulheres, ministério este fundado a partir da restauração do meu próprio casamento. Eu era muito conhecida, admirada e amada como uma co-pastora, como a pastora das mulheres da nossa igreja, e estava frequentemente ministrando lado a lado com meu marido.

Até os meus filhos tinham posições de liderança dentro da igreja. E, devido à atenção que a mídia dispensava à nossa igreja, nossa família era conhecida em nossa área e mesmo fora do estado.

Claramente nossa família era famosa, tanto aqui nos Estados Unidos, quanto em muitos outros países. Então, um dia, meu mundo como eu o conhecia desabou completamente—meu marido entrou no nosso quarto e me disse que estava indo se encontrar com o advogado naquela manhã para dar entrada no divórcio, e que sua intenção era encontrar uma outra mulher e se casar.

O que fazer quando o seu mundo desaba?

A canção que eu amo cantar diz, “E mesmo se meu mundo desabar eu direi… Acima de TUDO eu vivo para a Sua glória!!”

Não imediatamente, mas algum tempo depois, eu compreendi que Deus vinha me preparando para aquele momento em minha vida há bem mais de um ano. E eu estava determinada a fazer apenas isso—viver para a Sua glória. Eu sabia que Deus estava no controle completo e que, não importava o que acontecesse, o Senhor era tudo que eu precisava e Ele era tudo que eu queria. Através do meu amor e confiança Nele eu sabia que a queda do meu mundo serviria para trazer glória a Deus.

O dia que o Senhor escolheu para me preparar para a minha jornada foi quando ouvi o sermão que mencionei no capítulo 1, ou pode talvez ter sido também através de algumas canções que eu não conseguia parar de ouvir, e que me fizeram reexaminar a minha vida. Havia uma que falava sobre encontrar o meu lugar neste mundo, era sobre uma pessoa que antes já havia movido montanhas, mas agora havia desaparecido. Eu queria me sentir daquela maneira novamente, queria ser aquela pessoa que se sente tão viva que consegue acreditar em Deus para o impossível, e vive se segurando em um único galho, com a minha fé sendo a única coisa me impedindo de cair.

Essa sensação doeu dentro de mim. Eu não tinha a menor ideia de como voltar a me sentir assim, então muitas vezes eu falava com Deus pela manhã, muito antes do sol nascer, e implorava a Ele, insistia para que Ele me ajudasse a voltar a estar naquela posição com Ele mais uma vez.

Quando comecei a minha jornada, bem no comecinho quando encontrei o RMI e queria restaurar meu casamento, eu estava mais interessada no que isso faria por mim. É onde todas nós começamos a nossa jornada— quando uma crise atinge a nossa vida. Naquela época eu queria parar de sentir dor e queria que a vergonha (da separação e depois do divórcio) fosse removida da minha vida. E eu também queria um pai para os meus filhos, não queria ser uma mãe solteira.

Contudo, em algum ponto da minha primeira jornada meu foco mudou, e, com ele, mudou também o meu coração. Passei a desejar mais o meu Senhor do que ter meu casamento restaurado. E, como era de se esperar, assim que eu não me importei mais com a restauração do meu casamento, com a volta do meu marido, Deus inclinou o coração dele de volta para mim (e para o nosso lar), e o meu casamento foi restaurado.

Essa mudança no meu foco (e depois no meu coração) foi a mesma coisa que aconteceu desta vez também. Eu entrei nesta jornada interessada no que uma caminhada mais próxima com Deus poderia fazer por mim. Eu queria me sentir amada, segura e apreciada—queria somente sentir aquelas coisas todas que toda mulher deseja sentir, mas que nunca irá conseguir receber de um marido terreno. E mais uma vez, logo, em um ponto da minha jornada o meu foco mudou. Assim que eu comecei a sentir todas estas coisas (amor, segurança e apreciação), eu então quis um relacionamento ainda mais íntimo com o Senhor por causa Dele, não tinha mais a ver comigo.

Foi então que comecei a refletir sobre o motivo de Deus ter criado a todos nós—Ele criou a humanidade para comungar com Ele. Um dia, quando o novo céu e nova terra forem criados, é isto que faremos continuamente, em uma terra onde não haverá mais dor, doença ou lágrimas. É suficiente para o nosso Senhor e Salvador esperar até que cada um de nós deixe esta terra para iniciar a nossa comunhão com Ele conforme fomos criados para fazer? Eu sabia que não seria suficiente, não quando eu refletia sobre tudo que Ele já havia me concedido.

Meu desejo mais profundo se tornou o de ser para Jesus o que Ele merecia e ansiava—de comungar com Ele de uma forma profunda e íntima. Eu queria ser, nesta época atual, como Adão (que caminhava com Deus na “viração do dia”), como Enoque (que foi elevado aos céus; talvez porque Deus apreciava demais a sua companhia), e como Moisés (que falava com Deus face a face, tanto que seu rosto “brilhava como o sol”). Era isto que agora eu desejava e ansiava por alcançar.

Embora eu saiba que não sou nada, e certamente não sou digna de ser uma companheira adequada para Jesus, Deus seguramente poderia fazer com que eu me tornasse o que Ele gostaria que eu fosse, se eu somente pedisse. Então eu pedi a Ele que me mostrasse, que me ensinasse, e que me tornasse a companheira do Senhor, a noiva que Ele desejava e tão ricamente merecia.

Como resultado do meu pedido, muitas coisas aconteceram no curso dos próximos meses que se seguiram; algumas eu me lembro, e outras o Senhor terá que trazê-las de volta à minha memória se for algo que eu deva compartilhar com você. A coisa mais importante que aconteceu, o ponto de virada, foi quando eu comecei a dizer a Ele que Ele era tudo que eu queria e tudo que eu precisava, como mencionei no capítulo anterior.

Pode ser que você não precise passar por tudo aquilo que Deus me levou a passar para alcançar o pináculo onde a sua vida mudará para sempre. Se você ainda não começou a dizer estas palavras ao Senhor, por favor comece neste minuto. Só para encorajá-la, deixe-me dizer que por muito tempo eu não sentia aquilo que estava dizendo com estas palavras, mas logo você verá, como aconteceu comigo, que o seu foco mudará, e com ele o seu coração.

Então, se prepare. Quando você tiver mudado o suficiente, Deus fará alguma coisa que irá virar a sua vida de cabeça para baixo. Se você estiver ouvindo, se tiver passado tempo suficiente em seu cantinho de oração, tempo sozinha com Ele, você ficará sabendo de tudo muito antes que aconteça. Isso te dará tempo suficiente para que você não fique abalada. “‘Embora os montes sejam sacudidos e as colinas sejam removidas, ainda assim a minha fidelidade para com você não será abalada, nem será removida a minha aliança de paz’, diz o Senhor, ‘que tem compaixão de você.’” Isaías 54:10. Ele irá te revelar, antes que aconteça, que o seu mundo como você o conhece estará prestes a desmoronar, exatamente como Ele fez comigo. “Não tremam, nem tenham medo. Não anunciei isto e não o predisse muito tempo atrás? Vocês são minhas testemunhas. Há outro Deus além de mim? Não, não existe nenhuma outra Rocha; não conheço nenhuma.” Isaías 44:8.

A razão da sua vida está prestes a desmoronar é porque o próprio alicerce dela foi criado, e tem sido mantido, por nós mesmas. Contudo o nosso desejo, e o desejo Dele, é nos dar uma nova vida. O alicerce que Ele está prestes a te dar é: a Sua vida por você e Seu fundamento que será no alto da Rocha, acima de seus inimigos, onde Ele colocará aquele “novo cântico em seu coração, um cântico de louvor ao nosso Deus!” em seus lábios.

“Para encontrar a sua vida
Você tem que perdê-la
Todos os perdedores recebem uma coroa.”

No momento em que meu mundo caiu, quando perdi a minha vida, eu encontrei Aquele para quem Deus me criou. A diferença é tão grande quanto a que existe entre este mundo e o céu. Minha jornada e meu foco agora é começar a compartilhar com as mulheres de todas as partes, como você, querida, como encontrar e viver a vida abundante para a qual Ele te criou.

Para mim já não basta querer esta vida para mim mesma, e ser a “companheira” do meu Marido Celestial, como eu sei que Ele merece e anseia. Eu desejo ser a Sua amada, e quero atrair para Ele quanto mais mulheres apaixonadas eu conseguir —quantas eu puder, enquanto eu viver esta vida que Ele me deu aqui na terra

O que você encontrará, ao se aventurar nesta “jornada de vida”, é uma vida explodindo com aquela ALEGRIA indescritível. É a realização de todas aquelas promessas esperadas. Vai além de qualquer coisa que você jamais esperou, clamou ou possa ter imaginado. Tudo que você tem se tornará nada em comparação com o que você está para receber através deste relacionamento com o AMADO da sua alma, e das mãos Daquele que anseia por você!

Eu oro para que este capítulo também crie em você um anseio ainda maior e muito mais profundo, um desejo tão apaixonado que você começará a dizer ao Senhor como você se sente (e quer se sentir) a respeito Dele. Todas as vezes em que você sentir dor, estiver desnorteada, sozinha, ou sentir que simplesmente não consegue mais continuar, você precisa ir para um lugar calmo (mesmo se essa calmaria for na sua mente porque há barulho à sua volta) e dizer a Ele que ELE é tudo que você quer, que ELE é tudo que você precisa.

Diga a Jesus que, tendo a Ele, você tem tudo que precisará para ser feliz, para se sentir segura e para que se sinta amada e completa.

Para concluir, deixe-me compartilhar mais algumas palavras da canção que mencionei no início do capítulo.

“Em sua fraqueza, Ele é mais forte.
Em sua escuridão, Ele brilha.
Quando você chora, Ele é o seu conforto,
Quando você estiver completamente sozinha, Ele estará te CARREGANDO!”

Diário