WW-Portuguese-Cover

Capítulo 7 "Casto e Respeitoso"

“... ao observar o vosso
casto e respeitoso comportamento.”
— 1 Pedro 3:1-2

Alguém de nós realmente entende o verdadeiro significado de ser casta? Não é muito falado nestes dias e era, e ser respeitoso com alguém (além de nós mesmos) tem sido completamente eliminado do nosso pensamento. Comecemos procurando na Palavra de Deus para encontrar o quão importante ser “casta” e “respeitosa” realmente é:

Casto

O que é casto?

Existem três referências para casto nas Escrituras. Vejamos os dois que são especificamente direcionados às mulheres.

Comportamento casto e respeitável. “Da mesma maneira, vocês, esposas, sejam submissas aos seus maridos para que mesmo que uns deles sejam desobedientes à Palavra, possam ser ganhos sem nenhuma palavra pelo comportamento de suas esposas, enquanto observam seu casto e respeitável comportamento.” Na versão King James é declarado, “Enquanto eles observam sua casta conversa juntamente com temor” (1 Pedro 3:1-2).

Ser discreta, casta. “As mulheres idosas, semelhantemente, que sejam reverentes no seu viver... A serem moderadas, castas...” (Tito 2:3, 5, João Ferreira de Almeida Atualizada).

A Concordância Strong define a palavra casto como: inocente, modesto, perfeito, puro, limpo. O Dicionário Webster define casto de duas maneiras: 1. Inocente de relação sexual imoral (fornicação); inocente de uma maneira de falar (isto é o que aprendemos em “Bondade Está na Sua Língua.”) 2. Vestir, modesto, contido, puro, não adornado.

O Dicionário de sinônimos de Webster define casto como: genuíno, imaculado, puro, sem culpa, inocente, sincero, imaculado, virgem, honesto, limpo. Agora procuraremos, estudaremos e olharemos mais profundamente nas ousadas palavras que definem casto. Primeiramente, o que as Escrituras dizem sobre ser inocente – significando livre de culpa ou pecado? Vejamos Daniel.

Daniel

Por causa de sua inocência. Daniel é um exemplo de um homem inocente. Nós somos muito conscientes de sua vida de teste contínuo, mas por causa de sua inocência, Deus o libertou. “O meu Deus enviou o Seu anjo e fechou a boca aos leões, para que não me fizessem dano, porque foi achada em mim inocência diante Dele; também contra ti, ó rei, não cometi delito algum” (Daniel 6:22). O que as Escrituras dizem sobre ser irrepreensível (que significa livre de culpa)? Vejamos Jó.

Irrepreensível, temente a Deus e que se desvia do mal. Jó é um exemplo de um homem íntegro que agradou a Deus. “Disse o Senhor a Satanás: Notaste porventura meu servo Jó, que ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, que teme a Deus e se desvia do mal?” (Jó 1:8).

Qual era o segredo da vida inculpável de Jó? Ele temia ao Senhor. Nós, também, devemos temer ao Senhor acima de todas as coisas. “Mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada” (Provérbios 31:30).

Jó também se desviou do mal. “Aparte-se do mal, pratique o que é bom” (1 Pedro 3:11). Quando você está se apartando do mal, você deve substituí-lo por fazer o bem. (Veja “Ganho Sem Palavras” porque “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento...” (Oséias 4:6).) Portanto, Deus abençoou Jó: “Bem-aventurados os irrepreensíveis no seu caminho” (Salmo 119:1). Nós, também, seremos abençoados se praticarmos essas três coisas: viver irrepreensivelmente, temendo ao Senhor, se desviando do mal.

A maioria de nós está consciente de Jó e de suas circunstâncias difíceis. Ele também tinha uma esposa não crente. Lembre-se, ela disse a Jó para “amaldiçoar Deus e morrer!” Se seus maridos não te apóiam, ou se eles até te tentam a se voltar do seu relacionamento com o Senhor, você não deve deixar isso te abalar ou deter sua caminhada de fé. Agora, e a vida irrepreensível de Paulo?

Paulo

Já que as Escrituras nos falam que Paulo viveu uma vida irrepreensível, nós devemos dar uma boa olhada no que ele fez e disse. “Esta é a minha [Paulo] oração: Que o amor de vocês aumente cada vez mais em conhecimento e em toda a percepção, para discernirem o que é melhor, a fim de serem puros e irrepreensíveis até o dia de Cristo” (Filipenses 1:9-10). Verdadeiro conhecimento é conhecimento do que é bom. Não são as futilidades com as quais o mundo de hoje está tão preocupado. Não é o conhecimento do mal que os jornais nos dão tão vividamente. Não é a educação de drogas e sexo que as crianças são ensinadas na escola. É conhecimento Escritural; é conhecimento do que é bom. Paulo também diz que precisamos de “toda a percepção” com aquele conhecimento (estudaremos discernimento mais à frente neste capítulo).

Nossas Filhas

Ajudar nossas filhas a se manterem puras, e encorajar outras mulheres jovens a fazer o mesmo, deveria ser um objetivo importante das mulheres cristãs hoje.

Imaculada é definido por “sem mancha.” O amor que a mulher experimentou no Cântico de Salomão na Bíblia foi um resultado de seu compromisso à pureza. Você não quer este tipo de amor para suas filhas e para as outras mulheres jovens da sua vida? Cantares de Salomão 6:9 diz, “Mas uma só é a minha pomba, a minha imaculada...” Esta mulher era especial e era separada (santa). Ela foi tratada de uma maneira especial, não foi?

Jesus - santo, inocente, imaculado. Nosso exemplo como cristãos, “seguidores de Cristo”, é o próprio Jesus que foi descrito como “inocente e imaculado.” “Porque nos convinha tal sumo sacerdote (Jesus), santo, inocente, imaculado...” (Hebreus 7:26).

Virgem. Uma virgem é uma mulher que é intocada. Os sacerdotes no Antigo Testamento deveriam tomar uma virgem em casamento por causa do que a “impureza” faria aos seus filhos. “A mulher que ele [o sacerdote] tomar terá que ser virgem. Assim ele não profanará a sua descendência...” (Levítico 21:13, 15).

Nos nossos dias, a virgindade está quase extinta. Nós cristãos seguimos o mundo e baixamos nossos padrões morais para nos doutrinar em televisão e filmes imorais até que não pareça errado. Uma mulher deve ser intocada para que ela seja tratada como algo especial! Virgindade não significa somente uma menina que não foi “até o fim” – significa “intocada”. Isto é basicamente impossível se uma menina está namorando.

Meninas, namorar é uma invenção do século 20. Como mãe, pense novamente sobre esta ideia de namorar. Nós devemos colocar o namoro à luz das Escrituras. Nós devemos dar uma boa olhada no fruto apodrecido que resulta desta prática perigosa. Nós precisamos encorajar a ideia de “fazer a corte” com sua filha e fazer com que ela guarde o namoro para depois que ela esteja casada.

Virtude significa excelência. Virtude e excelência são palavras que são usadas de modo trocável nas Escrituras. Rute é um exemplo de uma mulher excelente e virtuosa na Bíblia. “Agora, minha filha, não tenha medo; farei por você tudo o que me pedir. Todos os meus concidadãos sabem que você é mulher virtuosa [de excelência]” (Rute 3:11).

Mesmo nos tempos de Salomão, uma esposa excelente ou virtuosa era difícil de se encontrar – agora ela é ainda mais difícil de se encontrar. Nós precisamos desesperadamente encontrar jovens mulheres virtuosas para nossos filhos se casarem e mulheres virtuosas mais velhas para ensinar nossas mulheres jovens. “Uma esposa exemplar, feliz quem a encontrar!” Na versão João Ferreira Revista e Atualizada diz, “Mulher virtuosa, quem a achará?” (Provérbios 31:10).

Por que um homem jovem procuraria por uma mulher virtuosa? É porque “A mulher exemplar (ou virtuosa) é a coroa do seu marido...” (Provérbios 12:4).

Deus nos chamou para sermos mulheres de virtude e de excelência. Nós devemos ser mulheres que são imaculadas, inocentes e irrepreensíveis. O mundo, entretanto, tem tentado nos convencer que homens e mulheres são iguais; não são! O mundo nos diz que uma esposa deve agir como uma meretriz – antes e depois do casamento. Isso, o mundo diz, irá manter nossos maridos longe do adultério. Aquelas que acreditam nessa mentira e agem como meretrizes descobriram que o que é verdade é exatamente o oposto disso! Isso os torna famintos por meretrizes!

A Mulher Adúltera

Quais são os frutos de imitarmos prostitutas e suas maneiras? Não há mais homens em adultério do que já houve? O adultério não corre exuberante até na igreja? Se compramos e usamos roupas que imitam uma prostituta ou pôster de uma revista, se posamos para fotos que nos fazem parecer como que posamos para uma revista lasciva, não seremos tratadas como as prostitutas são? Prostitutas são mulheres que estão sofrendo profundamente – elas são usadas e abusadas e não amadas ou estimadas pelos homens que as procuram. Tiago 4:4 diz, “Adúlteros, vocês não sabem que a amizade do mundo é inimizade com Deus? Quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus.”

Da próxima vez que você for tentada a comprar um artigo de roupa que uma prostituta usaria, ou seduzir seu marido como uma prostituta faria, pergunte a si mesma se você não está se deixando levar pela infidelidade do seu marido. Ao invés disso, vamos nos erguer acima disso no mundo. Até mesmo as mulheres nas igrejas estão sendo enganadas.

Se você caiu nessa armadilha armada pelo inimigo, sem dúvidas você vai ter também outras características da mulher adúltera. Faça estas perguntas a si mesma:

Suas palavras são doces e de cura? A Palavra diz, “Mas no final [a voz da adúltera] é amarga como fel, afiada como uma espada de dois gumes” (Provérbios 5:4). (Para mais, veja “Bondade Está em Sua Língua,” porque “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porquanto rejeitaste o conhecimento...” (Oséias 4:6).)

Os seus caminhos são firmes e fundados na rocha? “Ela [a adúltera] nem percebe que anda por caminhos tortuosos, e não enxerga a vereda da vida” (Provérbios 5:6).

Seu  motivo  é  “dar”  ou  “receber”  do  seu  marido  ou  namorado?  “[A adúltera] seduziu-o com as suas muitas palavras, com as lisonjas dos seus lábios o arrastou”. (Provérbios 7:21).

Você é gentil, quieta e submissa? “Ela [a adúltera] é espalhafatosa e provocadora, seus pés nunca param em casa” (Provérbios 7:11). (Para entender por que devemos buscar ficar em casa ao invés de seguir uma carreira, veja o capítulo 14 “Os Costumes de Sua Casa” porque “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento” (Oséias 4:6).)

Você é humilde; consegue  admitir quando está errada? “Este é o caminho da adúltera: ela come e limpa a boca e diz: ‘Não fiz nada de errado’” (Provérbios 30:20).

Se você descobriu, ao fazer estas perguntas a você mesma, que você tem se parecido mais com uma prostituta ou com uma mulher adúltera do que com uma mulher excelente e virtuosa, então é hora de confessar. “Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz” (Tiago 5:16).

Seria sábio confessar a outra mulher que entenderá seu arrependimento e seu desejo de mudar. Se você confessar isso para o seu marido ou namorado, confusão vai provavelmente dominar, já que, infelizmente, a maioria dos homens dirá que gosta de você do jeito que você é – sedutora, bajuladora, atraente – porque ele está sendo “prisioneiro das cordas do seu pecado” (Provérbios 5:22).

Virtude

Como uma mulher de Deus, tenha cuidado sobre o que você fala, especialmente ao seu marido. Quando você vir uma mulher vestida indecentemente ou uma mulher atraente, não chame tolamente a atenção dele para ela – “Oh, olhe para ela!” Também, seja cautelosa para não falar sobre coisas pervertidas ou sensuais que você leu no jornal, viu na televisão ou em filmes, ou ouvir no trabalho. Sem perceber, você estará esmagando o Espírito Santo em você e aqueles que você espera que mudem. Que as suas conversas sejam, ao invés, castas e respeitosas: “Muitas mulheres procedem virtuosamente, mas tu a todas sobrepujas” (Provérbios 31:29). Esta mulher em Provérbios 31 fez melhor que todas as outras. Por que? “Enganosa é a graça, e , a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada” (Provérbios 31:30).

Adicione à sua fé, virtude. “Por isso mesmo, vós, reunindo toda a vossa diligência, associai com a vossa fé a virtude; com a virtude, o conhecimento” (2 Pedro 1:5). Nós vemos que o fundamento da virtude é fé, nossa fé no Senhor que nos salvou pela graça e lavou os nossos pecados. Somente depois que ganhamos fé no nosso Salvador (que Ele nos perdoou e lavou-nos) que nós podemos adicionar virtude. Depois da virtude, nós acrescentamos conhecimento; conhecimento nos ajudará saber quais Escrituras devemos nos apegar em tempos de tribulação que vêm em nossas vidas diárias. Uma vida limpa é pura e inocente. Deus diz que devemos nos esforçar para ter três coisas limpas:

  1. O temor do “O temor do Senhor é limpo, e permanece para sempre” (Salmo 19:9).
  2. Mãos “Quem poderá entrar no Seu Santo Lugar? Aquele que tem as mãos limpas e o coração puro” (Salmo 24:3-4).
  3. Um coração “Cria em mim um coração puro, ó Deus...” (Salmo 51:10). Quando você está limpa diante de Deus você pode então receber as bênçãos de Deus: Ele sempre será bom para você. “Com efeito, Deus é bom para com Israel, para com os de coração limpo (puro)!” (Salmo 73:1).

Discrição

Discrição é uma ação que é baseada em cuidado. Vejamos outras palavras que podem ser mais familiares a nós para que tenhamos um entendimento melhor sobre discrição e ser discreta. Discreto no dicionário de sinônimos é definido como: atento, cuidadoso, que considera, discernente, prudente, sensível, pensativo, sábio, separado, distinto, prudente, cuidadoso, especialmente no falar.

 Discernente e sábia. Por causa da vida de provas e tribulações de José, ele adquiriu discernimento como também sabedoria. “Depois disse Faraó a José: Porquanto Deus te fez saber tudo isto, ninguém há tão entendido e sábio como tu” (Gênesis 41:39).

Respondeu discretamente. Jesus viu o coração deste homem por sua resposta discreta. “E quando Jesus viu que ele [o escriba] respondeu discretamente, Ele disse a ele, ‘Tu não estás longe do reino de Deus’” (Marcos 12:34).

Discrição te guardará. Sendo discreta, você é protegida. “A discrição o guardará, e o discernimento o protegerá, para te livrar do mau caminho...” (Provérbios 2:11-12).

Vida à sua alma. Discrição é também o que dá vida à sua alma. “Meu filho, não deixe-os sair da sua vista; mantenha a sensatez e a discrição, e serão vida à sua alma e um enfeite para o seu pescoço. Então você seguirá o seu caminho em segurança, e não tropeçará; quando se deitar, não terá medo, e o seu sono será tranquilo” (Provérbios 3:21-24).

atenção à sabedoria e ao entendimento. A base da discrição é sabedoria e entendimento. Quando você obtiver estas duas características dadas a você por Deus, você será capaz então de usar a discrição. “Meu filho, dê atenção à minha sabedoria, incline os ouvidos para perceber o meu discernimento. Assim você manterá o bom senso, e os seus lábios guardarão o conhecimento” (Provérbios 5:1-2).

Ensinando ou exercitando autoridade sobre um homem. Ter discrição também te ajudará a treinar seus lábios a guardarem o conhecimento que você encontrou nas Escrituras, especialmente de seu marido. “Não permito que a mulher ensine, nem que tenha autoridade sobre o homem. Esteja, porém, em silêncio.” (1 Timóteo 2:12). (Para mais conhecimentos, veja o capítulo 4, “Bondade em Sua Língua”, pois “O Meu povo foi destruído pela falta de conhecimento. Porque vocês rejeitaram o conhecimento...” (Oséias 4:6)).

Uma mulher em quem falta discrição. A ilustração a seguir é incrivelmente vívida e cada uma de nós deveria ponderar nela quando nossas palavras e ações faltam em discrição. “Como anel de ouro em focinho de porco, assim é a mulher bonita, mas indiscreta” (Provérbios 11:22).

Respeitoso

Agora que aprendemos o que significa ser casta, também precisamos entender o verdadeiro significado de respeito. No mundo hoje nos é dito que respeito é algo que nós devemos exigir dos outros e que a única pessoa que nós devemos respeitar é a nós mesmos.

Comecemos mais uma procurando por palavras que são similares a fim de chegarmos a um entendimento mais profundo da palavra respeito. A definição de respeito é: uma estima ou consideração especial que alguém tem por outra pessoa.

A palavra respeito no dicionário de sinônimos é definida como: admiração, consideração, estima, honra, reverência, admiração, apreço, notar, apreciar, estimar, sustentar, dar valor. Os antônimos (palavras que significam o oposto) são desprezo, culpa, censura. Agora, nós estudaremos as palavras que estão em negrito em mais profundidade:

Consideremos uns aos outros. O que as Escrituras falam sobre considerar as pessoas? Ser alguém que considera as pessoas é definido como ser atencioso para com os outros. Hebreus nos fala que precisamos encorajar os nossos maridos e os outros. Por nossas atitudes, podemos estimular os outros a amarem e buscarem fazer o bem. “E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras” (Hebreus 10:24).

As obras da carne são evidentes. Aqui está uma lista de pecados declarados em Gálatas. “Ora, as obras da carne são manifestas, as quais são: a prostituição, a impureza, a lascívia [sensualidade], a idolatria, a feitiçaria, as inimizades [hostilidade], as contendas, os ciúmes, as iras, as facções, as dissensões [diferença de opiniões], os partidos [ações artificiais], as invejas, as bebedices, as orgias, e coisas semelhantes a estas, contra as quais vos previno... que os que tais coisas praticam não herdarão o reino de Deus.” Leia novamente e sublinhe estes pecados que são normalmente cometidos por homens – os que nós na igreja chamamos de verdadeiros pecados. Depois, circule os pecados que as mulheres (e a igreja) parecem ignorar – os que são primariamente cometidos por mulheres. (Gálatas 5:19-21).

Restaure com mansidão. Muitas mulheres sentem que é responsabilidade delas punir ou castigar outros que pecam, especialmente seus próprios maridos e outros mais próximos a elas. As Escrituras nos ensinam diferente e nos mostram as consequências dessas ações orgulhosas e tolas. Que nenhuma de nós se esqueça da trave nos nossos próprios olhos. Lembre-se de que todos os pecados são a mesma coisa para Deus. Não deixe o inimigo te enganar e levar a pensar que o pecado de alguém (especialmente daqueles mais próximos a nós: um marido, pai ou mãe, filho, ou mesmo um pastor) é pior do que o seu próprio. “Irmãos, se alguém é surpreendido em algum pecado, vocês, que são espirituais, deverão restaurá-lo com mansidão [consideração]. Cuide-se, porém, cada um para que também não seja tentado. Levem os fardos pesados uns dos outros e, assim, cumpram a lei de Cristo. Se alguém se considera alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo” (Gálatas 6:1-3).

Considere os outros mais do que vocês mesmos. Você está surpresa de que as Escrituras dizem que devemos estimar e ter maior consideração por outros? Nosso mundo pegou a ordem de Deus “para considerar os outros mais que a nós mesmos” e a torceu par nos enganar para nos edificarmos a nós mesmos, ao invés de outros. “Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens” (Filipenses 3:2-7).

Considere-os bastante. Nossos maridos trabalham por nós e têm autoridade sobre nós. Você faz o trabalho deles mais fácil ou mais difícil? “Agora lhes pedimos, irmãos, que tenham consideração para com os que se esforçam no trabalho entre vocês, que os lideram no Senhor e os aconselham. Tenhamo-nos na mais alta estima, com amor, por causa do trabalho deles. Vivam em paz uns com os outros” (1 Tessalonicenses 5:12-13). Se você também trabalha e acha que está isenta desse princípio, vá para o capítulo 13 “Os Costumes de Sua Casa” porque “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque vocês rejeitaram o conhecimento...” (Oséias 4:6).

Digno de toda honra. O que as Escrituras falam sobre honra? Honra é definida como “respeitar grandemente os outros”. Nos é dito para respeitarmos nossos maridos como “dignos de honra”. “Todos os servos que estão debaixo do jugo considerem seus senhores dignos de toda honra, para que o nome de Deus e a doutrina não sejam blasfemados” (1 Timóteo 6:1). Quando não honramos aqueles sobre nós, como nossos maridos, nosso pastor, nossos chefes, ou nossos pais, então o nome de Deus e a doutrina da nossa fé será blasfemada pelos outros – não é um bom testemunho.

Serva de Jesus Cristo. Quando lemos sobre ser o servo de alguém, o “eu” em nós ama se levantar – juntamente com o cabelo nas nossas nucas! Senhoras, nós somos simplesmente escravas do Senhor. “Paulo, servo (isto é, escravo) de Jesus Cristo...(Romanos 1:1) Este verso diz, “Mulheres, sujeite-se cada uma ao seu marido, como ao Senhor” (Efésios 5:22). Isto significa que as mulheres servem ao Senhor quando cada uma é sujeita a seu próprio marido. Nós sabemos que o próprio Deus disse que não podemos ter outros deuses além dEle. Ele não fez exceção com os maridos. Seja submissa; faça isso pelo Senhor!

Seus atos O negam. Lembrem-se que ao mostrar honra ao seu marido, você traz glória a Deus. A consequência de não mostrar respeito desonra a Deus e Sua Palavra. “Eles afirmam que conhecem a Deus, mas por seus atos o negam; são detestáveis, desobedientes e desqualificados para qualquer boa obra” (Tito 1:16). “....a serem... bondosas e sujeitas a seus maridos, a fim de que a Palavra de Deus não seja difamada” (Tito 2:5). “Mulheres, sujeite-se cada uma ao seu marido, como ao Senhor” (Efésios 5:22).

Honra

Trate-a com honra. Nós, como mulheres, ansiamos que nossos maridos nos tratem como é dito no verso a seguir: “do mesmo modo vocês, maridos, sejam sábios no convívio com suas mulheres e tratem-nas com honra, como parte mais frágil e co-herdeiras do dom da graça da vida, de forma que não sejam interrompidas as suas orações” (1 Pedro 3:7). Esforçando-se para ser quieta e gentil e dando honra ao nosso marido de uma maneira casta e respeitosa, podemos muitas vezes (e no final) receber a bênção de ter maridos que nos honram e entendem. Aqui estão alguns versos para como receber a honra que nós ansiamos receber:

Sendo graciosa. “A mulher graciosa alcança honra” (Provérbios 11:16).

Honrando e sujeitando-se de coração. “Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de Mim” (Mateus 15:8).

Sendo humilde. “A humildade antecede a honra” (Provérbios 18:12).

Novamente, sendo humilde. “O orgulho do homem o humilha, mas o de espírito humilde obtém honra” (Provérbios 29:23).

A esposa deve reverenciar seu marido. O que as Escrituras falam de reverência? Reverência é ter um sentimento de grande respeito, amor, temor respeitoso, e estima; temer. Muitas das mulheres não respeitam ou mostram reverência a seus maridos. Porém, como pode uma esposa, como uma mulher cristã, ignorar as Escrituras? “E a mulher reverencie a seu marido” (Efésios 5:33, João Ferreira de Almeida Atualizada). Na versão NVI é dito, “e a mulher trate o marido com todo o respeito.” Mais uma vez, deixe-me lembrá-la de que isto não tem nada a ver com um marido merecer respeito.

Onde está o seu tesouro? O que as Escrituras dizem sobre apreço? Apreço é definido por ter reconhecimento favorável; tratar com carinho, gostar, dar valor, entender; ter como tesouro (especialmente aqueles no seu lar ou família); tomar cuidado amoroso de; manter vivo (em emoção). Nós falamos anteriormente sobre fazer coisas do coração, então se aqueles na sua família não são um de seus tesouros, o seu coração não está com eles. “Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração” (Mateus 6:21).

Algumas vezes quando perdemos alguém ou algo, percebermos o quão importante aquilo é para nós. Você precisa perder seu marido, como eu perdi, para que você o aprecie? Ou para vocês que estão pedindo ao Senhor para que Ele restaure seu casamento, foi preciso que você perdesse seu marido para que você percebesse o que você tinha? Foi o que aconteceu comigo!

 Uma lingual serena. Como você pode cuidar do seu marido espiritualmente e mantê-lo vivo emocionalmente? Fale docemente e gentilmente com ele sempre. “A língua serena é árvore de vida, mas a perversa quebranta o espírito” (Provérbios 15:4). Esta bênção pode ser tua. “Todos os dias do oprimido são infelizes, mas o coração bem disposto está sempre em festa” (Provérbios 15:15).

Aqui está um cuidado. Tome cuidado com o que você diz sobre aqueles que você afirma amar (seu marido, seus filhos, até seus pais) e como você os corrige na companhia de outros (e até quando estão a sós). Vergonha é um câncer emocional. “A mulher exemplar é a coroa do seu marido, mas a de comportamento vergonhoso é como câncer em seus ossos” (Provérbios 12:4), ou na Almeida Revisada e Atualizada “podridão nos seus ossos”. Podridão é definido como decair por cáries; decair como que por comida de vermes. E se diz sobre a adúltera: “Mas o fim dela é amargoso como o absinto, agudo, como a espada de dois gumes” (Provérbios 5:4).

Ansiedade no coração. Quando o seu marido tem preocupações, lembre-se de ter uma boa palavra para encorajá-lo. (Deus a livre da ansiedade ser por sua causa.) Lembre-se, seu marido não é o seu ajudador; você que é a ajudadora dele. Leve os seus problemas ou preocupações ao Senhor. “O coração ansioso deprime o homem, mas uma palavra bondosa o anima” (Provérbios 12:25).

A lingual do sábio. A sua língua pode ter dois efeitos opostos; qual você escolherá? “Há palavras que ferem como espada, mas a língua dos sábios traz a cura” (Provérbios 12:18). Cura também vem de um coração alegre. “O coração alegre é bom remédio, mas o espírito abatido faz secar os ossos” (Provérbios 17:22).

Um coração alegre. Deixe o seu rosto mostrar a alegria que está em seu coração. “A alegria do coração transparece no rosto, mas o coração angustiado oprime o espírito” (Provérbios 15:13).

Alegre e Contente

 Já que estamos no assunto, aprendamos mais sobre ser alegre e contente. Alegre é definido por contente, regozijando, ser uma boa mulher, agradável, preciosa, doce, agradecida, concordante.

Regozije sempre. Mas às vezes em nossas circunstâncias nos sentimos tristes. Como podemos possivelmente ser alegres? “Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: Alegrem-se!” (Filipenses 4:4). Quando devemos nos alegrar? “Alegrem-se sempre” (1 Tessalonisenses 5:16). Pelo que somos gratos? “Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus” (1 Tessalonisenses 5:18). Você agradece a Deus todas as vezes que você pensa em seu marido? Paulo disse, “Agradeço a meu Deus toda vez que me lembro de vocês.” (Filipenses 1:3).

Entre em acordo depressa. A Escritura a seguir não diz que o seu marido é seu adversário; está dizendo que você deve entrar em acordo com todos depressa, mesmo seu adversário. “Entre em acordo depressa com seu adversário que pretende levá-lo ao tribunal. Faça isso enquanto ainda estiver com ele a caminho...” (Mateus 5:25). Lembre-se, “Bem-aventurados os pacificadores!” (Mateus 5:9).

Sem murmuração. Você ama reclamar? Você resmunga e murmura em sussurros sobre todas as suas infelicidades? A Bíblia nos alerta a “Fazei todas as coisas sem murmurações nem reclamações” (Filipenses 2:14).

Aprenda o segredo. Nós podemos pensar que nas nossas circunstâncias, temos razão para resmungar. Aprendamos sobre ser contente. “... pois aprendi a adaptar-me a toda e qualquer circunstância. Sei o que é passar necessidade... Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade” (Filipenses 4:11-12). AMÉM E AMÉM!

 Desdém, culpa, censura

Antônimos de respeitoso são desdenhar, culpar ou censurar. Você desdenha seu marido? Você culpa o culpa de suas falhas passadas? Você censura aonde o seu marido vai ou o que ele diz? Então você precisa RENOVAR a sua mente para entender quem é o líder da família. (Veja o capítulo 9 “Ajudadora Idônea”, pois “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque vocês rejeitaram o conhecimento...” (Oséias 4:6)).

Amor e Respeito

Uma aplicação Prática

 Muitas mulheres, muitas vezes sem saber, constroem a situação de “ficar se o seu homem” o que elas detestam. As Escrituras nos dizem que “a mulher sábia edifica a sua casa, mas com as próprias mãos a insensata derruba a sua” (Provérbios 14:1). Eu já ouvi mulheres falarem sobre seus maridos para outras mulheres, e elas não tinham ideia de que estavam verbalmente “derrubando” seus próprios maridos e seus próprios lares. De algum modo, elas acham que se “desafiarem” seus maridos, isso pode de alguma maneira causar que eles tentem com mais intensidade.

Quão ridículas e tolas nós mulheres somos! A Palavra diz que o povo de Deus perece por uma falta de conhecimento. Nós mulheres certamente perecemos por nossa falta de conhecimento nesta área de nossas vidas. Nós sentimos que quando somos firmes, que isto é uma motivação. Pelo contrário! As Escrituras nos dizem que é a doçura do falar e bondade em nossas palavras que aumenta a persuasão (Provérbios 16:21). Também “o amor cobre a multidão de pecados.”(1 Pe.4:8). E nós temos a promessa que “O amor nunca falha...!” (1 Coríntios 13:8). Então vamos começar com o amor!

Amar é um verbo; é uma ação. É comum ouvir as frases “Eu te amo, mas... Eu não posso viver com você, mas eu não quero ser casado com você,” etc. Também, “eu não estou “apaixonado” por você,” como se o amor fosse algum tipo de “feitiço mágico” debaixo do qual você deveria estar. Olhemos para o Autor do amor e Sua definição em 1 Coríntios 13:4-8: “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha...” Pergunte a si mesma estas perguntas:

Você é paciente com seu marido?

Você é bondosa em tudo que você faz e no que você diz?

Você tem inveja da vida do seu marido, o que ele tem ou sua posição, ou como cabeça da sua família?

Você tem que se vangloriar para os outros ou agir orgulhosamente sobre aquilo com o que Deus te abençoou? Lembre-se, o orgulho vem antes da queda. Pode ser que você queira reler “Uma Mulher Contenciosa”.

Você age inconvenientemente e maltrata na frente do seu marido? Em outras palavras, de maneira que não agiria na frente dos seus amigos?

Você luta pelo seu interesse?

Você se lembra de tempos no passado quando seu marido fez algo errado e você o lembrou daquilo para vencer uma discussão? O que as Escrituras falam sobre perdoar?

Você se alegra sobre as coisas erradas ou sobre as coisas certas?

Você carrega a carga das coisas em sua vida sem reclamar?

Você crê no seu marido quando ele te diz algo, ou você normalmente suspeita?

Você espera o melhor para ele?

Você suporta todos os testes que Deus traz à sua vida, mesmo aqueles trazidos através do seu marido?

Você tem pensado ou falado sobre divórcio?

Se você respondeu “sim” para qualquer uma das perguntas acima, então nós devemos pedir a Deus para colocar em nossos corações o amor que vem somente de Deus – o amor ágape, o amor incondicional. Se nós não demonstramos este tipo de amor, então tristemente a Verdade diz, “Ainda que eu fale a língua dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, se não tive amor, nada serei. Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me valerá” (1 Coríntios 13:1-3).

Respeito

 Faça a si mesma estas perguntas para ver se você respeita o seu marido:

Você pergunta a que horas ele estará em casa? Você cria um “horário de recolher”?

Você dá ao seu marido privacidade em seus pensamentos e quando e aonde ele vai? Ou você pergunta a ele “O que você está pensando?” ou “Onde você está indo?”.

Você demanda presença nas refeições na sua casa? “É melhor você estar em casa a tempo para o jantar desta vez.”

Você fica de olho no talão de cheques e nos gastos dele? “O que você comprou? Para que você comprou aquilo?”

Você é o pequeno espírito santo do seu marido ou a sua mãe? “Querido, você deveria mesmo...”

Você ama distribuir “conselho não pedido” ou crítica? “Eu acho... blá, blá, blá ...!”

Você sentiu que essas perguntas revelam bastante sobre as formas que você não demonstra respeito pelo seu marido? Use estas perguntas como um guia para mudar sua atitude e a maneira que você fala com seu marido. Senhoras, se vocês dizem “mas este homem não é digno deste tipo de respeito,” deixe-me contar-lhe um pequeno segredo. Se você o trata da maneira que gostaria de vê-lo, da maneira que você sabe que ele gostaria de ser se pudesse, você vai permitir que ele seja aquela pessoa! Aqui estão mais algumas maneiras de você demonstrar respeito:

Por ouvi-los:

Pare o que você está fazendo e olhe para ele.

Não o interrompa.

Tente acenar com a cabeça e manter contato visual.

Concentre-se em usar expressões simpáticas, em não virar os olhos ou suspirar profundamente.

Ensinando as crianças a não interromperem.

Responda com “Sim, vamos” ao invés de “Sim, mas”.

Pela maneira de falar com eles:

Não falar sobre coisas que você sabe que não o interessará.

Quando você tem algo a dizer, seja breve.

Não dê um sermão ou o ensine.

Não resmungue ou reclame.

Por aceitá-los ao invés de tentar mudá-los:

 Se o seu marido diz que está saindo, não faça um questionamento, os atordoe ou fique brava. Ao invés disso, diga ao seu marido “Eu esperarei acordada,” e o dê um beijo de tchau.

Vá aonde o seu marido quer ir: eventos de esporte, viagens, etc. Se você não for, outra pessoa irá no seu lugar!

Respeite suas decisões.

Não debata ou questione a autoridade do seu marido, faça bico ou tente provar que ele está errado. Lembre-se, foi Eva, a primeira esposa e mãe, que foi grandemente enganada!

Desenvolva interesse no que ele gosta.

Aprecie o que ele faz para você – agradeça entusiasticamente! Este é o oposto das expectativas.

A sua aparência quando ele está por perto demonstra respeito. Você usa maquiagem? Arruma seu cabelo? Ele odeia o que você usa?

Dê as roupas que o seu marido não gosta; então você não será tentada a usá-las – especialmente aquelas roupas de dormir desalinhadas!

Ria de piadas e aprecie suas histórias; se você não o fizer, outra pessoa o fará!

Faça uma lista.

Faça uma lista de cada característica boa do caráter dele, e comece dizendo a ele como você o admira. Ele é uma pessoa honesta, carinhosa, fiel, gentil, engraçada, um bom ouvinte, um trabalhador árduo, econômico? O seu marido é um bom provedor ou um bom protetor? Se você realmente não consegue achar quaisquer boas qualidades, peça a Deus para apontá-las para você.

Também, volte a quando você primeiramente se apaixonou por seu marido e lembre-se que qualidades ele tinha nesta época. Lembrar-se de tempos atrás muitas vezes ajuda você a reacender alguns daqueles primeiros sentimentos. Então conte a ele do que você lembrou. “Busquem e encontrarão!” (Lucas 11:9). Se você procurar pelo que há de bom nas pessoas, isto é o que você encontrará.

Marabell Morgan escreveu um livro há vários anos chamado “Total Woman”. Nesse livro ela dizia que para fazer com que seu homem se sinta amado, você deve praticar os quatro “As” – Aceitar, Admirar, Adaptar e Apreciá-lo. Eu creio que isso cubra muito do que falta em nós, você não acha? (Eu não aconselho que você leia esse livro, pois ele fala como lutar na carne ao invés de lutar no Espírito).

Minha declaração final é esta... Se você fizer isto para obter algo do seu marido, nunca funcionará. Ao invés disso, você deve fazer “como para o Senhor”. Você deve fazer isso pois isso traz honra para Deus. Ele colocou o seu marido acima de você. Se você não respeita seu marido, você não respeita a Palavra de Deus. Qualquer coisa que você não goste nas atitudes ou na aparência de seu marido você deve entregar ao Senhor. Quando a batalha é Dele há sempre a vitória! Honre a Deus honrando seu marido. Não tente agradar seu marido; deixe que sua motivação seja agradar ao Senhor através do respeito e reverência que Deus ensina. “Deleite-se no Senhor, e Ele atenderá aos desejos do seu coração” (Salmo 37:4).

“E ele não terá falta de coisa alguma.” (Provérbios 31:11).

 Compromisso pessoal: demonstrar um comportamento casto e respeitoso para com meu marido. “Baseada no que eu acabei de aprender da Palavra de Deus, eu vou me esforçar para ser casta em minha vida. Eu também me comprometo a demonstrar uma atitude respeitosa para com meu marido por causa do exemplo que isso dá aos outros e a glória que dá a Deus e Sua Palavra.”

 

Se você está pronta para se comprometer com DEUS em terminar o curso, em concordando e clicando aqui você então estará pronta para documentar esta próxima etapa ao longo de sua jornada de restauração no formulário "Meu diário". Não se apresse, sente-se, pegue seu café ou chá e derrame seu coração no seu Diário.

 Como “Semelhantemente, as mulheres mais velhas ...devem ensinar o que é bom. Devem instruir as mulheres mais jovens...” (Tito 2:3), você terá a oportunidade de falar com as mulheres mais jovens que ainda são solteiras como parte de seu ministério.