Leia o Testemunho de Casamento RESTAURADO
"Tendo um belo recomeço"

Esse testemunho foi tirado de um de nossos muitos livros
Palavra de Seu Testemunho
Para ajudar VOCÊ
A superar qualquer medo e dúvidas na
Habilidade e Desejo de Deus em
Restaurar SEU Casamento!

* Em Breve Palavra dos Seus Testemunhos.
Leia ao seu Encorajamento diário para o anúncio.

Capítulo 12 "Buscando a Deus"

 

“Eu amo os que Me amam;
e os que cedo Me buscam, Me acharão.”
—Provérbios 8:17

wRYM-Portuguese-Cover

Quando uma mulher está tentando restaurar seu casamento, há sempre muitas perguntas que surgem no decorrer de sua restauração. Deixe-me dizer que ao longo dos dois anos da minha restauração e durante os muitos anos em que estive ministrando, eu descobri que ninguém, a não ser Deus sabe as respostas que você precisa, ninguém, incluindo eu, ninguém em nossa comunidade, um conselheiro, seu pastor, nem ninguém. Só Deus tem suas respostas.

Este livro, os nossos outros recursos, e este capítulo não vão lhe dar todas as respostas, porque Deus quer e anseia que você O procure! Ao ler as diferentes perguntas e as respostas bíblicas, você verá que há tantas variáveis ​​em cada situação. As coisas se tornam extremamente complicadas quanto mais pecado permitimos em nossas vidas e quanto mais nos desviamos do plano perfeito de Deus para Seus filhos.

Voltar para o caminho de alcançar Seu plano perfeito é impossível para você, mas não é impossível para Deus!

Ao longo deste capítulo, vão surgir muitas perguntas em sua mente; quando isso acontecer, simplesmente peça a Deus para mostrar a resposta. Deus irá guiá-la e revelará a resposta que você precisa para cada pergunta que você perguntar. Aqui está a sua promessa:

“E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. (Tiago 1:5)

Peça a Deus

E Se Meu Marido For Infiel e Cometer Adultério, Então Posso Divorciar-me Dele?

Não! A Bíblia diz que o marido pode divorciar-se por causa de fornicação somente (que é ter relações sexuais antes do casamento), se a mulher tiver sido deflorada, não de outra forma. Esta exceção refere-se ao tempo do noivado. Fornicação e adultério não são o mesmo pecado. Se fossem iguais não teriam sido citados duas vezes no mesmo versículo: “Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos (fornicadores), nem os idólatras, nem os adúlteros...” (1 Coríntios 6:9-10).

Divorciar-se dela secretamente. O divórcio por causa da fornicação era permitido durante o período do noivado, como no caso de Maria e José. Os termos noiva e noivado não eram utilizados durante este período da história. O termo “marido” foi utilizado porque José já estava comprometido em ser o marido de Maria. “Então José, seu marido, (...) intentou deixá-la secretamente” (Mateus 1:19). Isto foi antes de seu casamento, porque o divórcio só era permitido no caso de fornicação.

Noivado. O versículo anterior explica que o ‘divórcio’ ou ‘anulamento do casamento’ iria acontecer antes do casamento! “Estando Maria, sua mãe, desposada (prometida em casamento) com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo” (Mateus 1:18). No máximo, o casamento poderia ser anulado imediatamente após a noite de núpcias, se a MULHER (não o homem) não fosse virgem. Novamente, não há versículo bíblico que permita à mulher divorciar-se de seu marido!

Muitas igrejas e pastores dizem que o divórcio é correto em algumas circunstâncias, mas este versículo diz: “Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus” (Mateus 5:19). Portanto, nós, como ensinadores da Palavra, não vamos anular nenhum dos mandamentos de Deus — em outras palavras, não vamos dizer que os versos sobre o divórcio não são válidos.

Como posso ter certeza de que o que este livro diz é certo e o que muitas igrejas estão dizendo é errado? “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. (...) Nem todo o que me diz: ‘Senhor, Senhor!’ entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?’ E então lhes direi abertamente: ‘Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade’” (Mateus 7:15-23). Não estão sendo destruídos muitos dos casamentos de sua igreja e famílias sendo dissolvidas? Estes são os maus frutos.

Muitos pastores têm ‘lá no fundo’ uma convicção a respeito do casamento, mas não querem ‘ofender’ ninguém, especialmente todos aqueles ‘membros da igreja’ que estão em seu segundo ou terceiro casamento. “...não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus” (Tiago 4:4).

A forte decisão de lutar pelo casamento não é uma condenação àqueles que são divorciados ou recasados​​, mas em vez disso, a intenção é impedir que outros cometam o mesmo erro. Da mesma forma, eu não gostaria de deixar uma mulher desconfortável porque ela fez um aborto, mas eu não quero deixar de compartilhar as consequências e a vontade de Deus para outros que poderiam cometer o mesmo erro.

Comichão nos ouvidos. Se um pastor ou uma igreja tomam posição contra o divórcio ou recasamento, são rotulados como legalistas ou críticos. E aqueles que querem ‘fazer conforme seu próprio desejo’ irão para outra igreja ouvir o que querem ouvir.

“Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas” (2 Timóteo 4:3-4).

Uma Vez Que Já Estou Divorciada ou ‘Solteira’ de Novo, Eu Não Poderia Casar Novamente ou Namorar e Então Pedir a Deus para Me Perdoar?

Em primeiro lugar, você não é solteira. Somente alguém que nunca foi casada (ou é viúva) é solteira. “Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido” (Romanos 7:2-3).

Em segundo lugar, você colherá o que plantar. “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará” (Gálatas 6:7). Você estará voluntariamente pecando. “Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado” (Tiago 4:17).

Uma coisa horrenda. Você atraíra para si a vingança de Deus. “Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados. Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários. (...) De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça? Porque bem conhecemos Aquele que disse: Minha é a vingança, Eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo” (Hebreus 10:26-31).

Deus não se deixa escarnecer; você nunca pode se beneficiar ao ignorar a Palavra de Deus, nem negociando a obediência para um “melhor casamento” (ou relacionamento) com alguém novo; você vai colher o que você tem semeado. Sim, Deus pode perdoar você, mas isso não apaga a consequências que será pior do que o que você sente que está vivendo agora.

Durante muitos anos de ministério, o Senhor tem me mostrado continuamente informações sobre aqueles que rejeitaram as nossas crenças e a verdade da Palavra de Deus. Alguns dos mais horríveis, abomináveis e comoventes testemunhos que ouvi, vieram de mulheres que “sabiam a verdade” e ainda assim ignoraram para fazer “o que queriam”.

Alguém Pode Casar-se Novamente, Então?

“A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor” (1 Coríntios 7:39). Para as viúvas, é importante saber que, quando o verdadeiro “Homem Certo” aparecer, ele também tem que ser viúvo ou nunca ter sido casado. Lembre-se, Satanás normalmente traz o seu ‘melhor’ primeiro, mas o Senhor faz você esperar, e então traz o Seu melhor! “Espera no Senhor e guarda o Seu caminho” (Salmos 37:34).

E Se Eu Já Estiver Em um Segundo (ou Terceiro) Casamento?

Primeiramente, você deve pedir perdão a Deus, quer tenha sido casada antes de ser salva ou não. Você não pode ser efetiva em sua caminhada Cristã se não consegue admitir seus pecados passados. “O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia” (Provérbios 28:13). “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” (1 João 1:8-9).

Tempo para arrepender-se. “E dei-lhe (a ela) tempo para que se arrependesse da sua prostituição (imoralidade); e não se arrependeu. Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras” (Apocalipse 2:1-2). “Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tiago 5:16).

Em seguida, busque a Deus para ver se é o desejo Dele  restaurar o seu casamento. É muito importante que, não importa qual o casamento você esteja tentando restaurar (primeiro, segundo ou subsequente) que você busque a Deus. Vimos que ouvir de Deus em seu coração (que Ele realmente quer restaurar o seu casamento) vai ajudar você a “terminar o curso” e “perseverar até o fim”, sem falar que manterá você na direção certa.

Se você não consegue discernir a vontade de Deus para qual casamento ou qual marido Ele quer a restauração (como é o caso de muitas mulheres), então Deus está dizendo que, por agora, Ele quer você toda para Si mesmo. Ele quer que você sinta o seu amor perfeito, que você nunca merece ganhar — mas que você não precisa merecer, porque Ele o dá livremente, mesmo quando você se sente indigna. Ele quer curá-la de todas as suas feridas do passado. Ele quer que você seja tão cheia Dele ao ponto de não precisar de qualquer marido terreno. Este é o lugar onde todas as mulheres precisam estar. Quando somos necessitadas, nós estamos vulneráveis ​​à dor e, muitas vezes afastamos o marido. Deixe Deus ser seu Marido e ver o que é o verdadeiro amor! (Veja Isa 54:4-6 ).

O meu adultério de estar em um segundo (ou subsequente) casamento pode ser perdoado?

Sim. Em João 8:11 Jesus pergunta a mulher pega em adultério se alguém a condenou, “ E ela disse, ‘Ninguém, Senhor.’ E Jesus disse, ‘Nem eu te condeno. Vá e não peques mais.’”

Alguns têm lido no verso que “vai e não peques mais” significa que, se ela estava em um casamento adúltero que ela precisava se ​​divorciar do marido, a fim de ser limpa. Nada poderia estar mais longe da verdade!

Ignorando ou minimizando o poder do sangue de Cristo. Quando você acredita que Deus não perdoará um segundo ou subsequente casamento, mas o vê somente como um adultério constante, você está dizendo que o sangue de Jesus não é capaz de cobrir o pecado do adultério causado por terem se divorciado e casado novamente.

Mas este versículo nos diz diferentemente: “Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, (...) herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus” (1 Coríntios 6:9-10). Aleluia! Deus pode perdoar e perdoa o adultério, todo e qualquer adultério! “E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais” (João 8:11). Impossível, você acha?

Quando Jesus falou de ser “mais fácil de um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um homem rico entrar no reino de Deus” que é certamente impossível de fazer, Seus discípulos questionaram: “Então quem pode ser salvo?” “E olhando para eles Jesus disso, ‘Para o homem isso é impossível, mas para Deus tudo é possível’” (Mat 19:24-26).

Mas me disseram que já que meu marido foi casado antes (ou eu fui casada antes) que eu estou em adultério “contínuo”.

Se nós formos além do Seu sangue derramado e Seu perdão pela “necessidade” de “fazer a coisa certa” e não ficar em um segundo casamento (que, por sinal, constituiria um divórcio que Deus diz que Ele odeia), então uma pessoa que roubou alguma coisa teria a necessidade de “fazer a coisa certa”, devolvendo o que ele tinha roubado. O que seria bom se a pessoa ainda tivesse o que ela tomou, e caso ela não tivesse mais os bens ou dinheiro, ela certamente poderia trabalhar para pagá-los de volta. No entanto, se alguém assassinou e precisa fazer “o que é certo”, como poderia ser feito? A pessoa assassinada está morta. Portanto a “solução” de “fazer o certo” não funciona, pois não é aplicável a todos os pecados.

Além disso, a essa ideia se acrescenta “obras” na equação do perdão enquanto Tito 3:5 diz claramente que “não é por obras da justiça que nós fazemos, mas segundo a Sua misericórdia, Ele nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo”.

Há ministérios de casamento que acreditam que somente aqueles que estão no primeiro casamento são abençoados e confirmados por Deus (uma vez que eles mesmos estavam no primeiro casamento). No entanto, eles negligenciam o poder do Seu sangue que cobre todo o pecado. A verdade é encontrada na bondade de Deus, Ele é um Deus de esperança para todos os que se achegam a Ele, não importa o quão confusa a vida deles possa ser.

Além disso, Deus confirmou a sua vontade por meio de muitos casamentos restaurados daqueles que estavam no segundo ou subsequente casamento. Deus não faz acepção de pessoas: Ele perdoa, e Seu sangue cobre todos os pecados sem que tenhamos de acrescentar obras à equação.

Nós não estamos mais sob a lei, mas vivemos pela graça. “Para qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, ele tornou-se culpado de todos “(Tiago 2:10). “Mas Deus, sendo rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, mesmo quando estávamos mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo (pela graça sois salvos). . . Porque pela graça sois salvos mediante a fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus . . .” (Efésios 2:4–5, 8).

Um presente não é algo que você pode ou deve conquistar, é livre e carinhosamente dado! Tentando viver sob a lei era uma maldição, mas “Cristo nos resgatou da maldição da lei” (Gl 3:13). Aleluia!

A maioria dos que querem acreditar que um casamento adúltero é um “pecado imperdoável” são as mesmas pessoas que estão olhando para a trave no olho de outra pessoa, mas não conseguiram notar a trave em seu próprio olho. Se você está julgando alguém deste modo, lembre-se que vai ser como Deus irá julgá-la. “Pois da maneira que você julga, você será julgado, e pelo seu padrão de medida, será usada para medir vocês.” (Mt 7:2).

O ‘Recasamento’ Não é Permitido se Estiver Dentro das Circunstâncias Certas?

Quando alguém vê o perdão de Deus para com aqueles que foram perdoados de adultério em um segundo ou subsequente casamento, é muito tentador se casar novamente, em vez de buscar a restauração, especialmente quando é tão doloroso.

Se você continuar a procurar o que você deseja e não a vontade de Deus para a sua vida, você nunca vai experimentar a vida abundante que Ele tem à sua espera.

Devo Buscar a Restauração Deste Casamento ou Voltar ao Meu Primeiro Marido?

Sua vontade. Depois de confessar seu pecado de ter corrido adiante de Deus e casado novamente ou casado com alguém que já era casado, você deve colocar a sua vontade de lado e pedir ao Seu Pai Celestial pela vontade Dele a respeito de seu casamento atual. O Senhor quer que você continue buscando a restauração deste casamento que está se desfazendo? Muitas mulheres enfrentaram esta tarefa difícil, mas Deus é sempre fiel e Ele a guiará se buscá-lo. Ore pela direção de Deus. “O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância” (João 10:10).

Um fundamento adúltero. Seu casamento atual é o resultado de um relacionamento adúltero? Você ou seu marido eram casados com outra pessoa? Este primeiro(a) esposo(a) permaneceu sem se casar? Se você respondeu sim a todas as três perguntas, pode ser que o Senhor queira que você ajude a restaurar seu casamento anterior.

Novamente, é a busca ao Senhor por Sua vontade que lhe trará a paz que excede todo o entendimento. Entregar-se totalmente a Ele, arrependendo-se de seus pecados e ser perdoado, estando disposto a perdoar, e, em seguida, colocar sua confiança em Deus, que tem um futuro maravilhoso, uma esperança e uma vida abundante esperando aqueles cujos corações são completamente Dele — isto é o que Ele está pedindo que você faça.

Não permita que o inimigo a coloque sob condenação. Você saberá que é o inimigo se você sentir “falta de esperança” em seu espírito. Deus não condena, mas em vez disso, nos convence e “gentilmente” prepara-nos para cumprir a Sua vontade, com a ajuda do Espírito Santo e por Sua maravilhosa graça.

E se meu marido se casou novamente?

Quando as mulheres que se divorciaram começam a ver seus maridos se casarem com a OM, eu “pensava” que sabia a resposta com base no plano que eu tinha quando o meu marido me disse ia se casar com a OM. Deus me lembrou em Isaías 55:8-9: “’Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos Meus caminhos’, diz o Senhor. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os Meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os Meus pensamentos que os vossos pensamentos. '“

Eu tinha me convencido (voltando quando meu marido tinha ido embora), que se ele se casasse com a outra mulher, então eu acreditava que Deus estava me dizendo para me dedicar a Ele, aos meus filhos e a ministrar para mulheres mais jovens—que não era mais para eu buscar a restauração. A primeira parte era verdade: era para eu me dedicar ao Senhor, para os meus filhos, e a ministrar às mulheres, mas a segunda parte de “não mais buscar a restauração” me faria ficar aquém do Seu plano perfeito.

Deus é bom o tempo todo! É Seu desejo dar esperança a todos os que o buscam! Deus tem revelado fielmente Seu plano para as mulheres cujos maridos voltaram a se casar através de dois testemunhos de casamentos restaurados que Ele trouxe para mim quando eu supliquei a Ele para que me ajudasse a ministrar de uma forma eficaz para este grupo de mulheres em nossa irmandade. No primeiro testemunho, Deus deu a uma mulher (cujo marido havia se casado novamente) a fé para acreditar e perseverar até o fim, e ela recebeu o seu marido e família de volta!

Esta mulher continuou a orar e a acreditar, mesmo depois de seu marido ter se casado novamente com a OM, mas logo sentiu que ela poderia estar louca por continuar a acreditar, já que ninguém concordava com ela (que foi exatamente o que eu senti até a metade da minha restauração). Em seu ponto mais baixo, ela clamou a Deus, que a levou a Esdras 9 e 10. Foi lá que ela encontrou a esperança para continuar a crer e suportar a provação final, quando o Senhor a guiou a dar a sua casa ao seu ex-marido e as suas duas filhas. Apenas duas semanas depois, seu marido “quebrou”. Ele deu sua vida para o Senhor, se divorciou de sua esposa, e se casou com esta esposa crente. Além disso, ele se tornou um ministro da Palavra de Deus, embora ele tenha sido um profissional criminoso!

No começo eu estava descrente, mas quando comecei a estudar as Escrituras em Esdras (que Deus deu à mulher cujo marido havia se casado novamente), eu ganhei a fé e as verdades bíblicas para acreditar que, se Deus restaurou o casamento dela, isto estava disponível para todas as mulheres cujo marido haviam se casado novamente! Aqui está o que eu encontrei:

Esdras 10:10-11 diz, “Então se levantou Esdras, o sacerdote, e disse-lhes, ‘Vós tendes transgredido, e casastes com mulheres estrangeiras, aumentando a culpa de Israel. Agora, pois, fazei confissão ao Senhor Deus de vossos pais, e fazei a sua vontade; e apartai-vos dos povos das terras, e das mulheres estrangeiras.”

Então em Esdras 10:14 nós lemos “Ora, ponham-se os nossos líderes, por toda a congregação sobre este negócio; e todos os que em nossas cidades casaram com mulheres estrangeiras venham em tempos apontados, e com eles os anciãos de cada cidade, e os seus juízes, até que desviemos de nós o ardor da ira do nosso Deus, por esta causa.

Eu pesquisei em Esdras e consultei o termo mulheres “estrangeiras” ou “estranhas”, que os homens deveriam se “apartar” ou se “separar” na tradução original do grego. O que eu vi foi que as palavras “estrangeiro” e “estranho”, na King James Version foram traduzidas como “adúltera”. Isto significa que Deus está dizendo que se um homem está em um casamento fruto de adultério, e Deus o guia, então Deus diz para que ele se “aparte” (ou se separe) daquele casamento. “Isso significa que se um homem é casado em um casamento fruto de adultério, através da orientação de Deus, ele pode na verdade ser orientado a apartar-se (ou se separar de) desse casamento.” O Capítulo 10 de Esdras termina com este verso: “Todos estes tomaram mulheres estrangeiras; e alguns deles tinham mulheres de quem tiveram filhos.” (Esdras 10:44). Se este versículo diz respeito a você , lembre-se que quando Sarah disse a Abraão para mandar Hagar e o filho de Abraão embora, Deus lhe disse para ouvi-la! “E Deus disse a Abraão: ‘Não se angustie por causa do moço e sua empregada doméstica, em tudo o que Sarah te diz, ouve a sua voz...’” (Gen 21:12).

Deus se preocupou com Agar e seu filho Ismael depois que Abraão a mandou embora. “Então se levantou Abraão pela manhã de madrugada, e tomou pão e um odre de água e os deu a Agar, pondo-os sobre o seu ombro; também lhe deu o menino e despediu-a; e ela partiu, andando errante no deserto de Berseba.” (Gen 21:14). Mais tarde, quando eles estavam prestes a morrer, Deus disse a Agar, “Ergue-te, levanta o menino e pega-lhe pela mão, porque dele farei uma grande nação.” (Gen 21:18).

Depois de eu ter visto o primeiro testemunho e estudado os versos de Esdras e Genesis com o testemunho de Abraão, mais uma vez eu busquei diligentemente a Deus em oração para me certificar de que o que eu acreditava estava correto. Uma ou duas semanas mais tarde, Deus fielmente confirmou Seu direcionamento quando um homem nos enviou o testemunho de seu casamento, que foi restaurado depois de ter sido casado novamente e de ter sido levado a se divorciar ou se “apartar” da esposa do casamento adúltero. Ele estava em um estado de  quebrantamento que ele se viu em uma prisão, devido ao seu casamento com a OM. (Você pode ler esses dois testemunhos no livro “Pela Palavra do Seu Testemunho”).

Mais uma vez, isso nos mostra que não importa qual seja a sua situação—casada, separada, divorciada, marido casou novamente, em primeiro, segundo ou terceiro casamento—você deve buscar ao Senhor sobre a restauração e permitir que Ele a conduza! Se o seu marido se casou novamente, há esperança! Somente com base nas estatísticas de divórcio, há apenas 15% de chance de que esse casamento sobreviva. Quando você adiciona suas orações e fé a esta equação, você pode facilmente “esperar contra a esperança” e acreditar! (Veja Rom. 4:18).

Enquanto você continua a buscar a face de Deus e a seguir Seus princípios para a restauração, Deus estará ocupado fazendo com que o casamento do seu marido termine em divórcio.

Graça, Graça e Mais Graça

Fechamento o segundo capítulo que lida sobre o divórcio e das questões sobre re-casamento, pode parecer que este capítulo contradiz o capítulo anterior, “Eu Odeio O Divórcio” — mas este caso não é mais contradizente do que o caso do Antigo Testamento que contradiz o Novo Testamento. O Antigo Testamento é a lei que o povo de Deus foi incapaz de manter, então, no Novo Testamento, Jesus entra, Seu sangue derramado cobre todo o pecado e a graça abunda!

Por que ensinar esse caminho e não ficar com a “letra da lei”? “[Ele foi] que nos fez idôneos [fazendo-nos para estar em forma e digno e suficiente], como ministros e dispensadores de uma nova aliança [de salvação através de Cristo], não [os ministros] da letra (da legalidade do código escrito), mas do Espírito, porque o código [da Lei] mata, mas o Espírito [Santo] torna vivo “(2 Coríntios 3:06).

Este capítulo nos lembra da graça abundante de Deus! Ele é um Deus da segunda, terceira, e muitas chances! Jesus nos disse para perdoar setenta vezes sete—quanto mais Deus está disposto a nos perdoar e a todos os que pecam e estão destituídos da glória de Deus?

O segredo para a compreensão desses capítulos é em busca Dele. Eu não tenho todas as respostas, nem ninguém, exceto Deus! Mesmo Jesus, quando os saduceus perguntaram qual marido deveria ficar com a esposa que tinha sido transmitida através de sete irmãos (como eram os seus costumes, quando um homem morria deixando uma viúva e sem filhos), Ele não lhes deu uma resposta direta, mas em vez disso, os corrigiu no que diz respeito à sua compreensão das Escrituras e do poder de Deus! (Veja Mateus 22:23-33).

Isso significa que cabe a você buscar a Deus por sua restauração para toda e qualquer pergunta que você tem e pelo poder de Deus! Não deixe ninguém te privar de um relacionamento íntimo com o Senhor ou de escutar diretamente Dele. Deus permitiu esta provação em sua vida para atraí-la para mais perto Dele, para que você possa experimentar alegria no meio dessa provação e em cada provação futura que você experimentar em sua vida!

Façamos um compromisso pessoal de

BUSCARMOS AO SENHOR

PESSOALMENTE

e encorajar todos a fazer o mesmo!

Compromisso pessoal: de buscar ao Senhor para saber se devo procurar a restauração do meu casamento atual (ou passado) agora ou no futuro. “Baseada no que aprendi da Palavra de Deus, comprometo-me a perguntar a Deus se devo ou não buscar a restauração deste casamento. Colocarei de lado minha própria vontade, desejando somente a Sua vontade, já que Ele é o meu Senhor. Eu prometo esperar para que Ele me guie, e nesse meio tempo eu vou buscar uma grande intimidade com Ele. Adicionalmente, eu nunca julgarei ninguém que esteja num segundo casamento ou subsequente, mas saberei que o sangue de Jesus é capaz de cobrir o pecado do adultério.”

 

Testemunho: Restaurado Depois de o Marido ter Casado Novamente

Uma mulher da Califórnia escreveu para mim a respeito da restauração de seu casamento. As coisas progrediam muito bem e nós duas estávamos esperançosas de que seu casamento seria restaurado em breve. Entretanto, um dia ela soube através de uma amiga que seu marido havia casado com a outra mulher. Desapontada, ele escreveu para mim: “E agora?”

Compartilhei com ela muito do que você acabou de ler neste capítulo a respeito do recasamento. Ela escreveu de volta e agradeceu. Disse que, uma vez que ela se contentou com a aparente vontade de Deus para sua vida e abriu mão de sua própria vontade pela Dele, agora estava em paz e contente em viver sozinha, sem se casar (ela estava com trinta e poucos anos).

Dentro de um ano, ela escreveu novamente contando que recentemente seu ex-marido havia entrado em contato com ela. Ele disse que percebeu que cometeu o maior erro de sua vida! Ele já estava separado da nova esposa e estava dando entrada no divórcio. Ele queria saber se ela consideraria a idéia de sair com ele novamente ou se ela somente consideraria isto após ele estar legalmente divorciado. Ele disse que era seu desejo casar com ela de novo se ela o aceitasse!

Compartilhei este princípio de ‘deixar ir’ COMPLETAMENTE o marido após seu segundo casamento, com uma afirmativa firme para muitas outras mulheres. Todas elas rejeitaram o conselho, exceto esta Única mulher que atualmente tem seu casamento restaurado! Quando o seu marido tiver tomado a decisão de se casar com a OM, você deve fazer mais para deixar ir e deixar Deus trabalhar.

Uma vez que foi deixado só, seu marido foi capaz de sentir o impacto total de sua decisão errada de casar com a outra mulher. Ele não viu ou ouviu falar de sua primeira esposa durante este período, mas teve que procurar por ela para achá-la de novo (eles não tinham filhos). Eu digo isto àquelas que estão com medo de deixar ir, por temerem que Deus seja incapaz de trazer uma pessoa de volta.

Quando o marido ainda está na casa, o casamento é mais facilmente restaurado do que aquele em que eles estão separados. Um casal separado é mais facilmente restaurado do que aquele que passou por um divórcio. O mesmo é verdadeiro para um casamento que não apenas passou por divórcio, mas em que o marido se casou novamente. É preciso mais fé, a oração, a intimidade com o Senhor, deixando ir mais, e testes maiores.

Com Deus nada é impossível, mas longe Dele nós não podemos fazer nada.

Se você está pronta para fazer esse compromisso com Deus, de começar a seguir os princípios que aprendeu nesta lição, então Clicando Aqui você concorda com o que aprendeu, e está pronta para documentar essa parte de sua Jornada da Restauração no formulário “O que Eu Aprendi”.