“‘Não fiz nada de errado’”

—Provérbios 30:20

 

Quantas de nós pensou que fizemos algo de errado que causou a nossa tribulação atual? Se a tribulação está relacionada à nossa saúde, a um relacionamento, ou em relação às nossas finanças, acreditamos que deve ser nossa “culpa” que essa coisa terrível tenha acontecido.

No entanto, ao nos culparmos pela bagunça provamos um coração verdadeiro e humilde, já que a característica da adúltera é que ela acredita que ela não fez nada errado. Provérbios 30:20 nos diz: “Este é o caminho de uma mulher adúltera: ela come e limpa a boca e diz: 'Não fiz nada de errado'”.

Assumir a responsabilidade pelo fato de estarmos em nossa atual crise ou tribulação é um ótimo lugar para começarmos a encontrar a saída, já que isso nos leva a procurar o Senhor para examinar nosso coração. “Examina-me, ó Deus, e conhece meu coração; prova-me e vê meus pensamentos. Mostra-me se há em mim algo que te ofende e conduze-me pelo caminho eterno” (Salmos 139:23–24 NVT).

Entretanto, uma vez que você tenha se dado conta de si mesma, se arrependendo de qualquer coisa, então é hora de seguir para um princípio que poucos cristãos entendem. Infelizmente, até mesmo muitos pastores ignoram o princípio quando pregam. Entende-se que uma crise muitas vezes é mais sobre Deus obter uma glória maior e também para que Ele possa finalmente abençoá-la. Aqui está o princípio neste verso:

“Caminhando pela rua, Jesus viu um homem cego de nascença. Seus discípulos perguntaram: "Rabi, quem pecou: este homem ou seus pais, para que ele nascesse cego?" Jesus disse: "Vocês estão fazendo a pergunta errada, procurando a quem culpar. Não há nenhuma relação de causa e efeito aqui. Em vez disso, olhem para o que Deus pode fazer ”(João 9:1–2 MSG).

Nossa natureza humana gosta de culpar alguém pelo motivo de algo estar errado. Acreditamos que todo problema que nos atormenta é o resultado do pecado de alguém, o erro de alguém, alguém que está tentando nos pegar, quando, na verdade, muitas vezes é o Próprio Deus quem está por trás disto. Sabemos que isso é verdade porque diz neste verso: “Eu formo a luz e crio as trevas, promovo a paz e causo a desgraça; eu, o Senhor, faço todas essas coisas” (Isaías 45:7 NVI).

No entanto, os cristãos ainda se recusam a ver isso como uma possibilidade remota; a possibilidade de que poderia ser Deus, somente Deus quem está “permitindo” esse ataque “inimigo”, mas na verdade Deus foi quem criou a calamidade. No entanto, se formos além do Quem e dermos o próximo passo para o "porquê", então poderemos entender completamente: é devido a Deus buscar uma glória maior, mostrar aos perdidos (e ao crente) o que Ele pode fazer, o impossível.

“Eu sou o Senhor, o Deus de toda a humanidade. Há alguma coisa difícil demais para mim?” “Ah! Soberano Senhor, tu fizeste os céus e a terra pelo Teu grande poder e por Teu braço estendido. Nada é difícil demais para Ti”(Jeremias 32:27; 32:17)! E finalmente, “Pois nada é impossível para Deus” (Lucas 1:37). Se você se lembra, Erin disse que este versículo em Lucas é o princípio em que o RMI foi fundado, e que ainda continua nesse momento.

Então, deixe-me perguntar: Por que se sentir culpada ou se concentrar em culpar alguém quando estamos livres para passar para a parte excitante de cada crise, o que também ajuda a repelir o medo e a vergonha? Por que não se procurar pelo que Deus pode fazer e está prestes a fazer em nossas vidas quando uma crise atinge ou uma tribulação vem? Mude rapidamente a maneira como você pensa, lembrando que “foi para que as obras de Deus fossem reveladas”!

Nos últimos dois anos, me senti incrivelmente abençoada porque Deus realmente me escolheu para passar por algumas experiências incríveis e muitas vezes inacreditáveis, a fim de permitir que as obras de Deus fossem reveladas. Muitas vezes, quando as provações nos atingem, tememos, entramos em pânico, nos escondemos, nos sentimos culpadas e experimentamos todas as emoções negativas sob o sol. No entanto, ao permitir que pensamentos e sentimentos negativos sejam o nosso foco, o que geralmente nos consome, e perdemos a avanço e o entusiasmo do que Deus está prestes a fazer quando Ele aparece em nossa crise atual. E o medo pode até bloquear o que Ele quer fazer, exatamente como Jesus explicou em Marcos 6:5-6 “Ele não pôde fazer ali nenhum milagre, exceto impor as mãos sobre alguns doentes e curá-los. E ficou admirado com a incredulidade deles”. Em outra versão diz: “Ele ficou surpreso com a teimosia de sua incredulidade”.

É a teimosia que nos faz bloquear o que Ele quer fazer? Por que não apenas chegar a um lugar de total entrega, não perdendo mais tempo com o que fizemos de errado ou culpando os outros? É quando finalmente entendemos que Deus não está interessado em nos consertar por nossos erros. Então, por que sempre tentamos consertar algo quando nosso Pai ou nosso Marido está prestes a aparecer e fazer o impossível se simplesmente entregássemos tudo a Ele?

Aí reside outro mito, quando os cristãos nos dizem "Deus nunca está atrasado".

Absolutamente, não é assim .

Como eu compartilhei no último capítulo, foi depois do meu compromisso de pagar a construção, depois que o pastor disse que fomos liberados do pagamento, quando Deus me mostrou o caminho para fazer o pagamento, quando um milagre foi-me enviado do outro lado da terra!

Além disso, Jesus deve ser conhecido por chegar atrasado e estar atrasado de propósito. “Ouvindo, pois, que estava enfermo, ficou ainda dois dias no lugar onde estava. Chegando, pois, Jesus, achou que já havia quatro dias que estava na sepultura... Tendo, pois, Maria chegado aonde Jesus estava e vendo-o, lançou-se aos seus pés, dizendo-lhe: ‘Senhor, se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido’... Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?” (João 11:6, 17, 32, 40).

Jesus sabia que a espera faria, por isso Ele nunca se apressou em chegar, Ele sabia que isso traria mais glória ao Pai! Sim, se Jesus tivesse chegado lá "na hora certa", Ele teria curado Seu amigo doente e impedido as irmãs de Lázaro de lamentar quando seu irmão morresse. Mas para Jesus esperar, e estar atrasado de propósito, significava que os mortos seriam ressuscitados, provando que Deus pode ir além do que poderíamos ter acreditado ou compreendido!

A história de Lázaro ressuscitado dos mortos e o fato de Jesus ter chegado atrasado de propósito é significativo para mim, pessoalmente, porque essa é a história que o Senhor me disse para lembrar quando eu O busquei pela primeira vez em relação à minha crise financeira. Ele falou isso comigo na primeira vez em que eu estava na África do Sul e apenas algumas semanas em uma turnê muito longa e cansativa que me levou ao redor do mundo. Para meu horror, no dia anterior à minha partida para esta viagem de cinco semanas pelo mundo, minhas contas bancárias estavam totalmente vazias depois que eu retirei apenas uma quantia muito pequena de dinheiro para levar comigo! Até hesitei em sacar o dinheiro quando vi que, ao fazer isso, não teria mais nada, mas o Senhor insistiu (como eu O busquei).

É obedecendo as pequenas coisas (coisas do dia a dia) que te levam ao lugar de obedecer e confiar nEle nas grandes coisas. Se eu não tivesse procurado por Ele e também obedecido ao que ouvi, embora fosse aterrorizante fazê-lo financeiramente, jamais teria chegado à África do Sul. Quando eu estava pronta para deixar o país, descobri que precisava desse dinheiro para conseguir um visto de visitante inesperado para entrar no Brasil. E para me preparar para acreditar e aumentar minha fé, ainda mais, me disseram no aeroporto que levaria 6 meses para obter o visto de visitante. No entanto, apenas 25 horas depois de me inscrever, consegui o meu e consegui o último assento naquele avião! Aí estava a primeira prova de que Deus estava no controle e realmente começaria a usar mais crises em minha vida para provar que Ele estava me preparando para eventualmente me abençoar. Sim, financeiramente, mas o princípio se estende a todas as áreas de nossas vidas. Um princípio incrível é o de que poucos entendem, e menos ainda conseguem sobreviver porque não sabem ou não acreditam no que Ele diz. Eles não confiam nEle nas pequenas coisas, portanto, quando as crises maiores atingem, seus músculos espirituais são incapazes de levantar ou carregar o peso delas.

Muitas de nós riem dos tolos e infiéis israelitas, perambulando pelo deserto, pessoas que começaram a temer a cada passo, apesar de terem testemunhado em primeira mão os milagres que cercam as pragas que resultaram em sua fuga do Egito. E então, se isso não fosse suficiente para construir sua fé (enquanto rimos balançando a cabeça), eles até observaram o Mar Vermelho virar uma via expressa para o outro lado. Mas como podemos zombar quando tantos de nós agem da mesma maneira quando estamos experimentando muito menos dificuldades do que eles enfrentaram? Muitas vezes temos visto Deus trabalhar milagrosamente e precisamente de muitas maneiras em nossas vidas e nas vidas de outras pessoas. Tornamos os testemunhos de leitura um hábito diário e, ainda assim, quando Ele nos prepara para a próxima crise em nossas próprias vidas, imediatamente sofremos de amnésia e nos esquecemos completamente de Sua fidelidade, e de Seu tempo! 

É por isso que quando começamos a nos estressar sobre o tempo de Jesus (quando o tempo está se esgotando) é quando precisamos nos lembrar de que Jesus está sempre atrasado de propósito, para que Deus ganhe maior glória. Em vez de simplesmente curar um homem doente, o que é louvável, Ele está atrasado por quatro dias, quatro dias com um homem começando a feder em um túmulo. A cada hora mais pessoas estão se reunindo, quando Jesus aparece e grita: “Lázaro, sai para fora!” Querida amiga, esse é o tipo de milagre que abalará o mundo.

Quando cheguei à África do Sul, percebi que tinha que haver problemas financeiros nos Estados Unidos, mas toda vez que eu tentava ficar on-line para dar uma olhada nas minhas contas (que faço regularmente quando viajo), não importa o quanto eu tentei entrar, Deus me parou. Também não era a conexão à internet porque eu podia facilmente falar com meus filhos e vê-los claramente em todo o nosso bate-papo por vídeo. Mas não consegui entrar no banco para ver como as coisas se tornaram ruins em minhas contas bancárias. Por quê?

Você sabia que os milagres de Deus geralmente são formados em segredo? “Meus ossos não estavam escondidos de ti quando em secreto fui formado ” (Salmos 139: 15). Ele não quer apenas nos afastar da preocupação e dos muitos medos que nós sentiríamos se estivéssemos observando cada movimento Dele, Ele também gosta de nos edificar para a grande surpresa quando nosso milagre aparecer.

Deixe-me parar aqui para dizer que eu sei que a maioria das gestantes tem ultra-sonografias que contam não apenas o sexo do feto, mas muitas vezes detectam (possíveis) anormalidades. Embora muitos desses testes estivessem disponíveis mesmo quando eu estava grávida, eu me recusei a fazer esses exames, muitas vezes tendo que assinar uma renúncia liberando os médicos de qualquer responsabilidade futura ou processo judicial. Depois de completar quarenta anos, durante uma gravidez, tive uma médica Cristã que não entendeu por que eu me recusei. Ela disse que, mesmo que eu não escolhesse o aborto, eu deveria pelo menos saber se meu bebê nasceria com uma anormalidade para que eu estivesse “preparada”. Quando eu estava assinando o comunicado, eu simplesmente disse: “Se alguma coisa está errada, Ele vai consertar isto, ou Ele irá me preparar”. Uma que eu não levei em consideração foi Ele levando os filhos para estar com Ele antes que eles pudessem nascer com algo anormal, aquela menina em particular que eu perdi. Por que Ele não queria que eu me preocupasse com ela, apenas saber que Ele está olhando o que Deus determinou deveria estar “escondido” é o suficiente para eu confiar nEle. Ao longo dos anos, tenho visto tantas mães que sofreram desnecessariamente quando foram informadas sobre qualquer coisa, desde a incapacidade de conceber até erros óbvios no diagnóstico que não estavam presentes quando seus bebês nasceram ou anormalidades de que eles cresceram (em outras palavras, foram curados).

Por favor, entenda que não estou dizendo, nem digo a ninguém para viver neste nível de fé. Você precisa engatinhar antes de caminhar, andar antes de correr e praticar sua fé diariamente antes de entrar ou vencer as Olimpíadas. Simplesmente viver feliz em qualquer nível de fé que você tem e confiar em Deus para criar uma variedade de tribulações para ajudar a aumentar sua fé.

O que me fez continuar, e o que me faz continuar agora, é parar de ver como as coisas estão ruins. Felizmente, a maioria das minhas contas é feita por pagamentos automáticos; portanto, não preciso ficar olhando para o que está acontecendo com minhas finanças. Sim, eu poderia, mas eu não faço. Em vez disso, eu olho para cima, para o Seu rosto, focando na Sua bondade e fidelidade, lembrando tudo o que Ele fez por mim no passado para manter minha fé edificada.

A verdade é que Deus não me empurrou para este deserto sem primeiro me mostrar a Sua grandeza e Sua fidelidade por muitos e muitos anos. Em duas ocasiões, recentemente, Deus me mostrou um incrível milagre financeiro bem diante dos meus olhos. O primeiro aconteceu quando eu concordei em aceitar toda a dívida familiar e ministerial quando meu marido pediu o divórcio. Foi mais do que esmagadora desde que meu marido me disse honestamente que eu não seria capaz de pagar todas as contas, e devido a minha doação e estupidez, eu perderia a nossa casa também.

Como Deus tinha tido tempo para me fazer parecer tola, para mim era uma evidência de que Ele faria algo um pouco radical, o que significava que Ele me chamava para algum tipo de obediência radical.

O Senhor me levou a pagar milhares de dólares que lhe contei no Capítulo 1. E, como resultado, como você também leu, um milagre aconteceu. Então, para que eu tivesse dois milagres financeiros para lembrar quando as coisas chegassem à enorme crise que estou vivendo agora, Deus me permitiu acordar uma manhã e descobrir que eu não tinha dinheiro em nenhuma das minhas contas. Foi logo depois do Natal, iniciando o Ano Novo, certo?

Então, deixe-me compartilhar este testemunho com você; porque, adivinhe? Compartilhar o que Deus já fez não apenas pode encorajá-la, mas também me leva adiante, sabendo o que Ele está prestes a fazer agora, quando eu preciso ainda mais Dele! Embora eu não saiba os detalhes de como Ele vai fazer isso (porque se eu soubesse disso, eu poderia ficar com medo), eu sei, no entanto, como isso termina!

O que Ele fez, e os testemunhos que compartilho com você ao longo deste livro nunca foram feitos apenas para mim. Deus preparou-me, permitindo-me viver essas provações por você, para que você possa acreditar nEle para cada uma de suas crises financeiras. E, por favor, não pense nelas dentro das restrições de suas finanças, cada um de Seus princípios é bom para tudo que aflige você! Todas as coisas que causa medo em você e puxando você para trás fazendo você recuar ao invés de avançar em fé com Ele ao seu lado.

Para esta crise, o Senhor me disse que isso não aconteceria imediatamente e me disse para “lembrar de Lázaro”. Eu preciso ser honesta, apenas o pensamento de eu estar em uma tumba financeira e começar a cheirar mal (financeiramente) muitas vezes me faz sentir um pouco desconfortável ou enjoada. No entanto, todo dia eu acordo e escolho transformar esses sentimentos perturbados em pensamentos de entusiasmo, de ressurreição, ao invés de uma mera cura, e é por isso que Ele escolheu me fazer esperar até eu ser enterrada.

Para ter certeza, minhas finanças estão começando a cheirar, ah, mas com aroma de um milagre bem próximo! E mesmo que eu tenha feito o meu melhor para fazer isso em silêncio, quanto mais pessoas acabarem sabendo o que está acontecendo na minha vida agora, mais ridículo, estranho ou irresponsável eu estou sendo acusada. No entanto, este lugar de estar desesperadamente precisando DELE é o único lugar que eu quero estar.

Testenhumho Financeiro n◦4

"Ela deu a sua pobreza"

Antes de começar, deixe-me estabelecer um princípio. Lembre-se comigo da história da "Viúva Pobre" da Bíblia, que compartilhei em um capítulo anterior. E apenas para refrescar nossas memórias, vamos lê-lo novamente: “Jesus sentou-se em frente do lugar onde eram colocadas as contribuições, e observava a multidão colocando o dinheiro nas caixas de ofertas. Muitos ricos lançavam ali grandes quantias.  Então, uma viúva pobre chegou-se e colocou duas pequeninas moedas de cobre, de muito pouco valor. Chamando a si os seus discípulos, Jesus declarou:  Afirmo-lhes que esta viúva pobre colocou na caixa de ofertas mais do que todos os outros. Todos deram do que lhes sobrava; mas ela, da sua pobreza, deu tudo o que possuía para viver” (Marcos 12: 41-45).

Embora eu tivesse ouvido a história muitas vezes, não entendia até que me pediram para dar quando eu estava em total ruína que eu finalmente entendi o que significava sair de uma necessidade, ao invés de uma abundância ou pelo menos ter o suficiente.

Era dezembro, apenas cinco meses depois que meu divórcio foi finalizado. Deus fora incrivelmente fiel, e eu fiz o melhor que podia para ser obediente em tudo o que Ele me dissera ou me mostrava, desde que assumira a família e as finanças do ministério cerca de oito meses antes.

Como mencionei em meu testemunho no Capítulo Um, não apenas assumi toda aquela dívida, concordando em não ter pensão para as crianças, mas meu ministério também estava lentamente desmoronando. Em março do mesmo ano, Erin decidiu que não deveríamos mais ministrar aos homens, o que representava mais de 50% da renda do meu ministério através da venda de livros; os homens tendiam a comprar mais do que as mulheres.

A decisão de fazer o RMI apenas para mulheres foi postada nos sites de Erin e meu no dia anterior ao meu aniversário de 50 anos, em março do mesmo ano (meu aniversário e o de Erin têm menos de uma semana de intervalo). Uma vez que meu marido me contou sobre o pedido de divórcio, ele sugeriu que eu reconsiderasse os recursos para ministrar homens. Só por causa da decisão de Erin, não havia uma boa razão para eu cometer o mesmo erro que ela estava cometendo, ele disse. No entanto, eu sabia que tinha sido Deus quem o colocou nessa ordem e que Ele estava usando Erin, mais uma vez na minha vida. Deus sabia que ser uma mulher recém-divorciada poderia me colocar em uma posição vulnerável se eu tivesse alguma coisa a ver com a interação de ajudar homens que também haviam perdido suas esposas.

Além disso, usar dinheiro para tomar minhas decisões é uma armadilha. “Não te canses para enriqueceres; dá de mão à tua própria sabedoria. Porventura, fitarás os olhos naquilo que não é nada? Porque, certamente, isso se fará asas e voará ao céu como a águia” (Provérbios 23: 4–5).

Então, mesmo antes do meu divórcio ser finalizado, os recursos para homens estavam fora do meu site e minha renda foi imediatamente cortada pela metade, assim como o RMI.

Entre, a próxima fase de crises.

Mesmo antes do divórcio ser finalizado, o primeiro de vários ataques ocorreu. Mas antes de continuar, por favor, tenha em mente que, embora esses ataques tenham ocorrido através do meu ex-marido, não faz sentido olhar para “quem” seu “inimigo” poderá ser. Deus deve ser bem conhecido por colocar o seu povo em situações em que as probabilidades não estão a nosso favor, e Ele faz isso de propósito! Não importa quem Ele escolhe usar, por favor nunca perca de vista Quem cria tribulações e com que propósito. Ele faz isso para nos fazer prosperar, alogando-nos, permitindo-nos ser colocados em situações precárias para que Ele nos resgate no momento certo, mesmo quando estiver atrasado (de propósito).

Embora alguns possam debater este fato, há um lugar em particular que há prova real desse princípio quando Gideão é instruído a se livrar de mais e mais de seu exército, cortando seu exército de 22.000 para apenas 300. Deus propositalmente diminuindo as probabilidades contra ele, sabendo que seria o barulho das trombetas, não o combate do exército, que venceria a guerra. É o mesmo com nossas vidas. Não é o que nos resta, mas simplesmente nossos gritos de louvor que vencerão qualquer batalha em nossa vida.

Então, como eu poderia possivelmente fazer quando metade da minha renda foi embora? Antes que eu tivesse a chance de pensar sobre isso, Deus escolheu cortar minha renda ainda mais quando meu marido fez mais exigências. Mas como eu disse anteriormente, não importa quem o Senhor escolha usar. Minha única razão para mencionar isso a você é para que você possa se familiarizar com a minha história e deixar de lado todos os “detalhes” de sua crise atual ou futura. Minha esperança é que você se lembre de sempre manter os olhos em onde Deus está indo e quem está segurando sua mão. Seu Marido.

Por mais catastrófico que tenha sido, pude ver quase imediatamente que essa era a oportunidade pela qual eu estava esperando. Durante anos, eu queria apenas dar, mas nunca estava na posição de autoridade para fazê-lo. Então, agora, sem precisar da permissão de um marido, consegui distribuir o resto do conteúdo da minha livraria, dando a maior parte de graça, e a primeira caixa que eu registrei foi enviada para a África! Impressionante, não é mesmo?

No entanto, uma vez que o entusiamo acabou, fiquei cada vez menos com renda. Felizmente, eu não sou a melhor em lidar com finanças, então eu não estava ciente de como as coisas estavam se tornando horríveis. Não até uma manhã de dezembro. Aqui, então, é meu testemunho.

Quando acordei cedo naquela manhã de dezembro, eu estava acordada desde muito cedo com muito para me manter ocupada. Ainda não era de madrugada quando entrei no meu banco on-line e descobri que as contas da nossa família e do meu ministério, mais uma vez, estavam totalmente vazias. Eu estava online para pagar contas, mas sem dinheiro, então não ia acontecer! Foi quando o Senhor falou comigo sobre reduzir o preço do restante da minha livraria online e depois dar 50% de desconto para os membros da irmandade do RMI (basicamente, isso significaria simplesmente cobrir o custo do que eu recebia). Eu paguei por eles, o que significava que eu não estaria obtendo lucro algum).

Não importa o quão louco parecia, eu simplesmente pensei: "O que isso importa de qualquer maneira desde que eu estou basicamente limpa, arruinada?" Então, eu fui em frente, seguindo o que o Senhor disse que eu precisava fazer. Naquela mesma noite, fiz outra coisa estranha ao responder e-mails. Eu nunca fiz isso (e ainda não faço), já que me faz pensar muito à noite e não consigo dormir. Mas naquela noite eu fiz, e foi aí que recebi um email que me surpreendeu totalmente! Outra querida e preciosa companheira minha, que vive na Ásia, escreveu para me dizer que estava enviando uma doação de mais de quinze mil dólares! Leia isso novamente. Em um instante, Deus foi fiel, porque propositalmente diminuiu as probabilidades contra mim e me levou a fazer algo absurdo, dar quando eu realmente não tinha nada para dar. E quando eu simplesmente obedeci, não escondendo nada, Ele deu abundantemente!!

Querida noiva, embora você possa estar se afundando cada vez mais em dívidas, Deus tem um plano e seu Marido não se preocupa nem um pouco. Embora o que quer que esteja acontecendo não seja nada que você ou eu possamos descobrir, não devemos nem tentar, não se quisermos o plano Dele! Apenas certifique-se de nunca, nunca procurar ajuda de ninguém, nunca. Em vez disso, simplesmente espere em Deus e espere até mesmo se ele estiver atrasado. Então não fique surpresa quando as coisas realmente esquentarem e você for chamada a fazer algo absurdo.

“Amados, não se surpreendam com o fogo que surge entre vocês para os provar, como se algo estranho lhes estivesse acontecendo. Mas alegrem-se à medida que participam dos sofrimentos de Cristo, para que também, quando a Sua glória for revelada, vocês exultem com grande alegria” (1 Pedro 4:12-13). 

Embora eu esteja em uma situação muito mais séria hoje do que naquele dia, Deus me deu (e à você) um testemunho surpreendente do que Ele não fez uma vez, mas duas vezes. Ele nos deu esse testemunho para que cada uma de nós estivesse pronta para ser preparada para coisas ainda maiores que Ele quer fazer em nossas vidas.

Ele é nosso Marido Celestial, afinal, o Homem que venceu a morte, a dívida e todos os outros males deste mundo. Nunca esqueça de Sua promessa para nós em João 16:33, “Eu lhes disse essas coisas para que em Mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo."

Amiga esse verso está em New American Standard Bible (NASB)...eu usei o NVI foi o mais proximo..