Leia o Testemunho de Casamento RESTAURADO
"Dependemos exclusivamente de Deus"

Esse testemunho foi tirado de um de nossos muitos livros
Palavra de Seu Testemunho
Para ajudar VOCÊ
A superar qualquer medo e dúvidas na
Habilidade e Desejo de Deus em
Restaurar SEU Casamento!

* Em Breve Palavra dos Seus Testemunhos.
Leia ao seu Encorajamento diário para o anúncio.

Audio: Capítulo 5 “Seu Primeiro Amor

Capítulo 5 "Seu Primeiro Amor"

 

“Tenho, porém, contra ti que
deixaste o teu primeiro amor.”
—Apocalipse 2:4  

wRYM-Portuguese-Cover

Você deixou o seu primeiro amor? Quem é o seu primeiro amor? Seu marido era o seu primeiro amor? Eram o seu bebê ou suas crianças os primeiros em sua vida, acima de seu marido e do Senhor? Ou sua carreira vinha em primeiro lugar? Quem realmente é o primeiro em sua vida? “Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim” (Mateus 10:37). A Bíblia diz em Apocalipse 2:4 “Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.”

O que nosso Senhor está nos dizendo? Está dizendo que, sempre que colocamos alguém ou alguma coisa acima de nosso amor ou de nosso relacionamento com Ele, então não somos dignos de Seu Amor.

Busque primeiro. Você deve colocar o Senhor no topo de suas prioridades, como o primeiro em seu dia e em seu coração. “Mas, buscai primeiro o reino de Deus e a Sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33).

Trapos imundos. Pergunte-se estas questões: As coisas que eu coloco como prioridades têm valor eterno? O que faço hoje ajudará a ampliar o Seu reino? Estou buscando a Sua justiça ou tentando exibir minha própria justiça? Lembre-se, a nossa justiça é como um trapo imundo! (Isaías 64:6).

O que acontece quando você põe alguém acima do Senhor? O que Ele faz para atraí-la de volta para Ele? Se você colocou seu marido acima do Senhor, então foi o Senhor que o tirou de você. “Alongaste (afastaste) de mim os meus conhecidos, puseste-me em extrema abominação para com eles. Estou fechado e não posso sair. (...) Desviaste para longe de mim amigos e companheiros, e os meus conhecidos estão em trevas” (Salmos 88:8 e 18). E não coloque a restauração de seu casamento como a prioridade da sua vida, você deve colocar o Senhor como a prioridade da sua vida!

Isto significa que não devemos ligar para o que nossos maridos querem ou precisam? Devemos ter uma atitude do tipo: “Servimos ao Senhor, não a você”? Deus nos ensina o perfeito equilíbrio em Sua Palavra. “Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor” (Efésios 5:22). “Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor” (Colossenses 3:18). Quando nos sujeitamos a nossos maridos, estamos fazendo isto para o Senhor! Mesmo que, e especialmente quando, sentirmos que nossos maridos não merecem a honra que lhes damos, podemos descansar SABENDO que nos submetemos graciosamente a nossos maridos pelo Senhor, que merece nossa submissão a Ele e a Sua Palavra!

A Palavra do Senhor não deve ser blasfemada. O Senhor até nos adverte de que não obedecer ou honrar a nossos maridos desonrará, e até blasfemará, o Senhor e Sua Palavra. “...sujeitas a seus maridos, a fim de que a Palavra de Deus não seja blasfemada” (Tito 2:5).

Agradando ao Senhor. Devemos buscar agradar ao Senhor, ao invés de tentar agradar a nossos maridos. Então o Senhor nos levará a alcançar favor de nossos maridos. “Sendo os caminhos do homem agradáveis ao Senhor, até a seus inimigos faz que tenham paz com ele” (Provérbios 16:7). “Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa sim será louvada” (Provérbios 31:30). “Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração” (Salmos 37:4).

Obediência ao Invés de Sacrifícios

Obedecer é melhor do que sacrificar. “Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros. Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniqüidade e idolatria. Porquanto tu rejeitaste a palavra do Senhor, ele também te rejeitou a ti...” (1 Samuel 15:22-23). “Fazer justiça e juízo é mais aceitável ao Senhor do que sacrifício” (Provérbios 21:3).

Sua aparência externa. Mesmo que sua aparência externa engane os outros a pensar que você é submissa, Deus conhece o seu coração! “Não atentes para a sua aparência, (...) porque o tenho rejeitado; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração” (1 Samuel 16:7). Meu marido e todas as pessoas pensavam que eu era uma esposa extremamente submissa. Até eu estava enganada. Mas Deus sabia que ser abandonada era tudo que eu precisava.

Há uma estória de um garotinho cujo pai continuamente pedia que ele ‘se sentasse’. Finalmente o garotinho se sentou e o pai sorriu. Mas o garoto logo exclamou: ‘Posso estar sentado exteriormente, mas, dentro de mim, estou de pé!’ Muitas vezes estamos de pé em nosso interior. Muitas vezes, depois que faz o certo e segue o plano de seu marido, você exclama: “Mas eu não concordo!” ou sua atitude diz a ele que você não concorda. Você já fez isto? Este tem sido o seu tipo de “imitação” de submissão a seu marido?

Você também colherá o que tiver plantado. Se você foi rebelde com seus pais antes de se casar, provavelmente continua a ser rebelde com seu marido. Para completar, você casou com um rebelde. E agora seu marido se tornou ainda mais rebelde do que quando vocês se casaram, justamente como você. Ele agora se rebela contra toda sabedoria e levou esta rebeldia tão longe a ponto de rebelar-se contra seu compromisso de ser fiel a você!

Nada é impossível. “Porque o marido descrente é santificado pela mulher” (1 Coríntios 7:14). Sim, é verdade. Obedeça agora e observe enquanto Deus santifica seu marido. Isto parece estranho? Parece impossível, porque ele é muito mau? É porque vocês são uma só carne: “Assim não são mais dois, mas uma só carne” (Mateus 19:6). “Todavia, nem o homem é sem a mulher, nem a mulher sem o homem, no Senhor” (1 Coríntios 11:11).

Pode a metade de um corpo ir em uma direção, enquanto a outra metade vai em outra direção? Mesmo que vocês sigam direções separadas por um pouco, Deus irá eventualmente uni-los novamente. Isto pode acontecer porque “nada é impossível com Deus” (Lucas 1:37).

Aquele que anda com integridade. Uma vez que você obedeça, Deus vai inclinar o coração de seu marido. “(O Senhor) inclina (o coração) a todo o Seu querer” (Provérbios 21:1). Lembre-se, somente “o que anda sinceramente salvar-se-á” (Provérbios 28:18). Se você diz que não quer obedecer a seu marido, então ele também não obedecerá Àquele que é acima dele! “Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo” (1 Coríntios 11:3). Não dê a desculpa de que seu marido não é Cristão e, portanto, você não deveria obedecê-lo. Não há nada na Bíblia que diga à mulher que ela não deve ser submissa a um marido descrente!

E não justifique sua atual rebeldia dizendo que seu marido não está por perto, por isto, como você pode obedecer alguém que não está presente? Você obedece ao que SABE que deve fazer e o que deveria ter feito quando ele ainda estava aí! Se não consegue lembrar, então peça a Deus para trazer a sua mente TODAS as coisas que seu marido pediu para você fazer quando você não estava ouvindo e obedecendo. E então, faça-as. Não é uma questão sobre seu marido ver estas mudanças, mas de Deus ver que você mudou!

Sofrendo injustamente. E se meu marido é mau ou até mesmo cruel? “Vós, servos, sujeitai-vos com todo o temor aos senhores, não somente aos bons e humanos, mas também aos maus. Porque é coisa agradável, que alguém, por causa da consciência para com Deus, sofra agravos, padecendo injustamente. Porque, que glória será essa, se pecando (desobedecendo), sois esbofeteados e sofreis? Mas, se fazendo o bem, sois afligidos e o sofreis (pacientemente), isso é agradável a Deus” (1 Pedro 2:18-20). A Palavra diz que nós, mulheres, temos um exemplo no Senhor e em Sua vida. Ele nos pede para andarmos em Seus passos, como veremos abaixo.

Mulheres, abandonem o Espírito de Rebelião!

Eu não sou jovem e fico imaginando como eu pude viver tanto tempo confiando eu meu próprio entendimento. Eu pensava de forma errada, e não sabia disso. Eu não era uma má pessoa, mas eu era rebelde no espírito, e tentava ser a controladora da casa. Infelizmente, eu fui bem sucedida.

Meu marido veio nos visitar na noite passada. Agora que eu realmente escuto o que ele tem a dizer, ele (o silencioso) está falando sem parar. Foi preciso muita preparação, estudo e tempo sozinha para escutar ao Senhor, para Quem eu entusiasticamente retornei.

Senhoras, o que nós lemos no RMI pode inicialmente parecer estranho. Se nós tivermos um espírito de rebelião, nós precisaremos lidar com isso primeiramente. Eu agora levo minhas questões a Deus, então é muito mais fácil lidar comigo agora. Depois do que aconteceu, meu marido me oferece sugestões que eu nunca tinha pensado antes, e  ajuda, ele que era sempre reatraído.

Eu sei que o Senhor está sorrindo Karen, USA, Separada

“Se Você Me Ama... Obedeça”

Depois de você colocar a Deus em primeiro lugar em sua vida, e começar a obedecer àqueles em autoridade sobre você, deve então se afastar da falsa doutrina que diz que “você foi salva pela Graça, então está tudo bem em pecar, porque não está mais debaixo da Lei.” Vamos pesquisar as Escrituras:

Suas obras negam ao Senhor? “Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra” (Tito 1:16).

Você faz o que Sua Palavra diz? “E por que me chamais, Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu digo?” (Lucas 6:46). “Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? (...) Pois que? Pecaremos porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum” (Romanos 6:1-2,15).

Fé sem obras é morta. “Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo? (...) Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta” (Tiago 2:14,26). As boas obras são os ‘frutos’ da nossa salvação. Estas são as perguntas que você deve fazer a si: Minhas obras negam que sigo a Jesus? A graça me concede permissão para pecar? Devo, como uma crente, produzir boas obras?

Eu nunca o conheci. Muitos acreditam que você pode viver do jeito que quiser e então entrar no Paraíso quando morrer. Isto é verdade? “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade” (Mateus 7:22-23). Portanto, a resposta é ‘não’!

Confesse seus pecados. Se esta é a mentalidade que você tinha, antes de ler estas passagens Bíblicas, faça como a Bíblia diz: “Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis” (Tiago 5:16).

Obediência a Sua Palavra

Busque Sabedoria! “A sabedoria clama lá fora; pelas ruas levanta a sua voz. Nas esquinas movimentadas ela brada; nas entradas das portas e nas cidades profere as suas palavras: Até quando, ó simples, amareis a simplicidade? E vós escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós insensatos, odiareis o conhecimento? Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos derramarei abundantemente do meu espírito e vos farei saber as minhas palavras. (Provérbios 1:20-23)

“Entretanto, porque eu clamei e recusastes; e estendi a minha mão e não houve quem desse atenção, antes rejeitastes todo o meu conselho, e não quisestes a minha repreensão, também de minha parte eu me rirei na vossa perdição e zombarei, em vindo o vosso temor. Vindo o vosso temor como a assolação, e vindo a vossa perdição como uma tormenta, sobrevirá a vós aperto e angústia.” (Provérbios 1:24-27)

“Então clamarão a mim, mas eu não responderei; de madrugada me buscarão, porém não me acharão. Porquanto odiaram o conhecimento; e não preferiram o temor do SENHOR. Não aceitaram o meu conselho, e desprezaram toda a minha repreensão. Portanto comerão do fruto do seu caminho, e fartar-se-ão dos seus próprios conselhos. Porque o erro dos simples os matará, e o desvario dos insensatos os destruirá. Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará livre do temor do mal” (Provérbios 1:28-33). Busque a sabedoria!

A obediência vem do coração. “...Obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues” (Romanos 6:17). E novamente: “Porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração” (1 Samuel 16:7).

A obediência necessita de teste. “Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar” (1 Pedro 4:12). A obediência purifica a sua alma. “Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade...” (1 Pedro 1:22).

A obediência dá testemunho de quem seu Pai é. “Mas isto lhes ordenei, dizendo: Dai ouvidos à minha voz, e eu serei o vosso Deus, e vós sereis o Meu povo; e andai em todo o caminho que Eu vos mandar, para que vos vá bem. Mas não ouviram, nem inclinaram os seus ouvidos, mas andaram nos seus próprios conselhos, no propósito do seu coração malvado; e andaram para trás, e não para diante” (Jeremias 7:23-24).

Sua desobediência louva o ímpio. “Os que deixam a lei louvam o ímpio; porém os que guardam a lei contendem com eles” (Provérbios 28:4). As orações dos desobedientes não são ouvidas. “O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável” (Provérbios 28:9).

Nosso Exemplo de Obediência é Jesus

Ele foi obediente até à morte. “Cristo Jesus (...) humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz” (Filipenses 2:5-11). “Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu” (Hebreus 5:7-10).

Ele foi obediente e submisso a Sua autoridade. “(Cristo) prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de Mim este cálice; todavia, não seja como Eu quero, mas como Tu queres. (...) E, indo segunda vez, orou, dizendo: Pai meu, se este cálice não pode passar de Mim sem Eu o beber, faça-se a Tua vontade” (Mateus 26:39,42).

Nossa submissão à nossa autoridade. “Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor, (...) assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos” (Efésios 5:22). “Toda a alma esteja sujeita às (autoridades) superiores; porque não há (autoridade) que não venha de Deus; e as (autoridades) que há foram ordenadas por Deus” (Romanos 13:1).

O segredo para o sucesso. “Todas as veredas do Senhor são misericórdia e verdade para aqueles que guardam a sua aliança e os seus testemunhos. Por amor do teu nome, Senhor, perdoa a minha iniqüidade, pois é grande. Qual é o homem que teme ao Senhor? Ele o ensinará no caminho que deve escolher. A sua alma pousará no bem e a sua semente herdará a terra. O segredo do Senhor é com aqueles que O temem” (Salmos 25:10-14).

Voltando às fábulas. Ao invés de procurar pela verdade, muitos querem que outros concordem com suas ideias ou decisões erradas: “Mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências. E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas” (2 Timóteo 4:3-4).

Obediência a Sua Palavra. “Não sejais como o cavalo, nem como a mula, que não têm entendimento, cuja boca precisa de cabresto e freio para que não se cheguem a ti” (Salmos 32:9). Se você não obedece, Ele irá discipliná-la. “Não morrerei, mas viverei; e contarei as obras do Senhor. O Senhor me castigou (disciplinou) muito, mas não me entregou à morte” (Salmos 118:17-18).

Deus é fiel a Sua Palavra. “Se os seus filhos deixarem a Minha lei, e não andarem nos Meus juízos, se profanarem os Meus preceitos, e não guardarem os Meus mandamentos; então visitarei a sua transgressão com a vara e a sua iniqüidade com açoites” (Salmos 89:30-32). Se você continuar em rebelião contra a Palavra de Deus ou contra a autoridade de seu marido, Deus continuará a puni-la.

Leia e ore o Salmo 51 em alta voz: “Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado. Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista. (...) Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto. Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo. Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário. Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores a ti se converterão. (...) Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus” (Salmos 51:2-4, 10-13 e 17).

Que Deus esteja com você, enquanto se esforça para ser mais semelhante a Cristo!

Compromisso pessoal: colocar a Deus em primeiro lugar em minha vida. “Baseada no que aprendi da Palavra de Deus, comprometo-me a fazer tudo como se fosse para o Senhor. Vou mostrar ao Senhor meu comprometimento a Ele e minha obediência a Sua Palavra, ao submeter-me àqueles que estão em autoridade sobre mim, especialmente meu marido.”

Se você está pronta para fazer esse compromisso com Deus, de começar a seguir os princípios que aprendeu nesta lição, então Clicando Aqui você concorda com o que aprendeu, e está pronta para documentar essa parte de sua Jornada da Restauração no formulário “O que Eu Aprendi”.