WW-Portuguese-Cover

Capítulo 9 "Ajudadora Idônea"

“E disse o Senhor Deus,
‘Não é bom que o homem esteja só;
far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.’”
— Gênesis 2:18”.

 

Deus criou a mulher para ser “... osso dos meus ossos, carne da minha carne” para o seu marido (Gênesis 3:12). Então, por que nós, como mulheres cristãs aceitamos a filosofia feminista, permitindo que o nosso papel como a dona de casa seja roubado? Porque nós estamos realmente sem saber para o que uma mulher foi criada e projetada para fazer e ser. No mundo de hoje os homens não são os homens e as mulheres não são mais as mulheres. Esta foi a agenda do movimento feminista: misturar os papéis. Temos, agora, confusão e infelicidade em ambos os sexos. Além disso, o homossexualismo e o lesbianismo são exuberantes em nossa sociedade!

Sem o entendimento do papel enquanto “ajudadora idônea”, nós iremos derrubar com as nossas próprias mãos nossos lares, nossos maridos e nossas famílias. Nós iremos acreditar nas mentiras e começar a agir conforme as ideias do mundo para o papel da mulher. Até eu entender o quão unicamente eu fui criada, eu tentava roubar o papel do meu marido. Eu tinha inveja do seu papel e até mesmo desprezava ter sido criada mulher.

Então, vamos ver como Deus em Seu perfeito amor e incrível sabedoria nos desenhou e nos criou para sermos mulheres.

Unicamente Criada

 Criada para o homem. Nós devemos buscar conhecimento da Palavra de Deus para entender como nós fomos criadas e por que nós fomos criadas. “Pois o homem não se originou da mulher, mas a mulher do homem; além disso, o homem não foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do homem” (1 Co 11:8-9). À medida que começamos a nos mover para dentro do perfeito plano de Deus para nossas vidas, nós podemos então viver a vida abundante que Deus promete em Sua Palavra. Nossas vidas vão refletir a Palavra de Deus, ao invés de negá-la. Outros serão atraídos a Cristo através do testemunho de nossas vidas.

Ajudadora idônea. “Assim o homem deu nomes a todos os animais domésticos, às aves do céu e a todos os animais do campo; mas para o homem não se achava ajudadora idônea” (Gn 2:20). Essa afirmação mexeu com o feminismo. Mexeu com você também? Como cristãs, nós devemos renovar nossas mentes e alinhá-la com a Palavra de Deus. A Palavra de Deus é Verdade! Viver a verdade certamente não será fácil e parecerá loucura a princípio. Parecerá totalmente bizarro para outros que observam as mudanças em sua vida. Mas através da obediência a Palavra de Deus, nós em breve iremos entender e colher recompensas pelo nosso entendimento e obediência.

Como cristãs, nós obedecemos e cremos mesmo quando não vemos. Esta é a fé que professamos. Todas nós experimentamos como a maneira do mundo nos desgastou. Fomos desgastadas porque tentamos fazer o que não fomos criadas para fazer e ser o que não fomos projetadas para ser.

Nós devemos começar a ver que Deus intencionou o papel de uma mulher e de um homem para ser especial e singular. Nós precisamos pedir ao Senhor por orientação e discernimento com cada tarefa que empreendemos. Agora, vejamos como e por que nós fomos criadas no princípio.

Homem e Mulher

 Criou HOMEM e MULHER. “E Deus criou o homem à Sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou” (Gn 1:27). “homem e mulher os criou. Quando foram criados, Ele os abençoou e os chamou Homem” (Gn 5:2). “Mas no princípio da criação Deus ‘OS FEZ HOMEM E MULHER’” (Mc 10:6). “Ele respondeu: ‘Vocês não leram que, no princípio, o Criador ‘OS FEZ HOMEM E MULHER’” (Mt 19:4). Quando a mulher usa roupas de homem, ou tem um estilo de cabelo masculino ou empregos que não são femininos ou masculinos, elas estão negando o fato de Deus ter criado a mulher de forma especial e única. Nós não devemos nos envergonhar de como fomos criadas, e sim encontrar a alegria em ser a criação perfeita de Deus como mulheres.

Masculino. Os homens foram criados para serem homens. Nós, como mulheres e esposas, precisamos fazer o que podemos para encorajá-los e mostrar nossa aprovação em direção aos nossos maridos e filhos por sua masculinidade.  Os homens precisam saber que nós ficamos felizes que eles sejam masculinos. Em nossa sociedade, a masculinidade de nossos maridos está sob ataque. Por causa desta tendência na sociedade, tentamos mudar nossos maridos para se tornarem mais femininos. Entretanto, há uma diferença entre um homem efeminado e um verdadeiro cavalheiro. O termo “cavalheiro” tem sido abolido do nosso vocabulário para atingir os objetivos do feminismo. Um verdadeiro cavalheiro é referido hoje como um chauvinista masculino. Então ao invés de cavalheiros, nossa sociedade tem mais e mais homens efeminados. “Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados... herdarão o reino de Deus” (1 Co 6:9-10). Se você tenta mudar seu marido, querendo que ele passe a agir como você, qual será o exemplo que seus filhos terão? Força é uma boa qualidade em um homem.

Exemplo: Julie definitivamente usava as calças em sua família, mas ela continuamente estava desgostosa com o homem fraco que seu marido era. Deus a abençoou com um filho, mas, enquanto seu marido tentava ajudá-lo a tornar-se masculino, ela acabava com o tipo de esportes ou outros brinquedos do menino que ela achava que poderia machucá-lo. Houve pouca diferença entre seu filho e suas filhas. Assim, as meninas eram mais agressivas e também, provavelmente, seriam as chefes de suas famílias algum dia.

Feminino. Algumas denominações ensinam que a mulher deve cobrir a cabeça, manter o cabelo longo e/ou usar apenas vestidos. O Ministério Restaurar não está aqui para causar divisão sobre quaisquer assuntos. “Se alguém ensina falsas doutrinas e não concorda com a sã doutrina de nosso Senhor Jesus Cristo e com o ensino que é segundo a piedade, é orgulhoso e nada entende. Esse tal mostra um interesse doentio por controvérsias e contendas acerca de palavras, que resultam em inveja, brigas, difamações, suspeitas malignas...” (1 Tm 6:3-4). Nosso ministério existe para unir as famílias e para fortalecer casamentos. Nós, mulheres, sabemos que quando oramos para que o Senhor nos direcione através de nossos maridos, e nos molde e direcione nossos corações, Ele é fiel. Ore pelo direcionamento do Senhor. Esteja disposta a seguir o Senhor conforme Ele te guia através do seu marido. Algumas mulheres tendem a ir de um extremo para o outro. Mova-se devagar e tenha cuidado sobre ser extremamente legalista. Roupas e cabelo podem ser mudados, mas, se não houver uma mudança no interior, a quem nós estamos enganando? Quando começamos a nos mover em direção aos nossos papéis desenhados por Deus com obediência e convicção, nossa aparência externa irá também se mover na mesma direção, se necessário.

Exemplo: Lia era o tipo de mulher que outras mulheres pareciam invejar. Depois de cada bebê, ela era capaz de deixar o hospital usando a mesma calça que ela usava antes de engravidar. Seu cabelo era curto e sempre na última moda. Ela nunca permitia que seus filhos ficassem no caminho de seus hobbies e objetivos. Mesmo seu marido pedindo a ela, ela não educava seus filhos em casa porque ela queria sua liberdade. No entanto, sua relação com o marido parecia estranha. Era mais uma amizade do que um casamento (não que não possamos ser amigas dos nossos maridos). Você podia vê-la brincando de dar um soco em seu marido no braço ou dar um tapa nas costas dele. Com o cabelo cortado curto, junto com seu estilo de roupa, muitas vezes ela poderia ser confundida com o filho de seu marido.

Cabelo curto. Seu marido pediu para você deixar seu cabelo crescer ou deixá-lo ficar maior? Ou ele te disse que você ficaria bonita com um dos cortes da moda? Se ele disse algo sobre o seu cabelo, submeta-se. Você deve colocar seu marido num lugar de autoridade sobre você.

Somos constantemente bombardeadas com amigos que nos dizem o contrário do que dizem os nossos maridos. Quando algumas de nós tentamos nos submeter, talvez deixando o cabelo mais longo, nós atravessamos a fase estranha quando o cabelo não fica tão bonito enquanto cresce. Então nós reclamamos, nossos maridos desistem, e nós cortamos o cabelo novamente. Se nossos maridos tem nos pedido um cabelo mais longo, aqui estão as referências bíblicas: “Porque, se uma mulher não cobre a cabeça, que ela também tenha seu cabelo cortado, mas se é vergonhoso para uma mulher ter os cabelos cortados ou a cabeça raspada, deixe-a cobrir a cabeça.” (1 Cor. 11:6). Além disso, 1 Cor. 11:15: “... mas se a mulher tiver o cabelo comprido, é uma glória para ela. Pois o cabelo é dado a ela como um véu.” Mulheres, a questão não é o comprimento do nosso cabelo, mas sujeição à autoridade e proteção para nós de nossos maridos. Nossos maridos não podem ser líderes se ninguém os segue! E se você não está seguindo-o, não espere que seus filhos sigam você!

Exemplo: Eu tenho uma amiga que ama este livro, no entanto, ela tem uma área de rebelião que continua até hoje. É por isso que a Escritura fala em Tiago 1:25 sobre não ser “... um ouvinte esquecido, mas um praticante eficaz.” O marido dela é o tipo de homem que gosta de cabelo comprido pendurado para baixo, sem maquiagem e roupas casuais. Quando seu marido está com ela, é exatamente assim que ela se parece, no entanto, eu sempre sei que quando seu marido está fora da cidade, ela usa seu cabelo para cima, ela usa maquiagem e muda suas roupas. Quando os outros dizem que ela está bonita, eles provavelmente não estão conscientes das preferências de seu marido. Ela tem sido abençoada com uma grande família, mas rebelião está presente. Espero que eu não tenha que explicar o porquê.

Meu marido, Dan, por outro lado, gosta muito de maquiagem, as unhas feitas e meu cabelo curto e elegante. Antes de conhecer meu marido, eu era bem casual. Durante anos eu tinha o cabelo muito longo até que meu irmão ficou doente com leucemia. Eu tinha acabado de ter meu terceiro filho e meu irmão precisava de mim para doar um pouco de sangue para seu transplante de medula óssea. Dentro de alguns dias, meu cabelo começou a cair alguns punhados! Meus médicos deduziram que a doação de sangue tinha sido demais para o meu corpo, e eles recomendaram que eu cortasse meu cabelo. Disseram-me que o peso do meu cabelo causaria a queda dele todo. Quando eu cortei na altura dos ombros, meu marido adorou!

Eu mantive meu cabelo assim por muitos anos, mas, depois que eu vi as Escrituras sobre o cabelo da mulher ser sua coroa, eu deixei crescer novamente. Quando me disseram da minha “justiça própria do longo cabelo” (para entender o termo “justiça própria do longo cabelo” veja o parágrafo “Primeiro limpe o interior” abaixo) eu o cortei novamente. Antes de cortar, no entanto, eu perguntei ao meu marido. Ele me disse que me amava com o cabelo curto, mas ele nunca tinha me dito. Olhando para trás, eu acho que ele pode ter sugerido, mas eu nunca entendi a mensagem. Parece que eu demorei um pouco mais do que outros para acordar!

Agora eu tenho muito cuidado para me vestir e usar o meu cabelo para ele. Já que eu estou em meus quarenta anos, e agora que meu cabelo está ficando um pouco cinzento, eu gosto de colorir meu cabelo. No entanto, ele diz que gosta do jeito que está. Bem, adeus, tintura de cabelo! Atualização: Desde que escrevi esta parte do livro, Dan quer um cabelo vermelho. Senhoras, nunca fiquem muito determinadas e inflexíveis quando é nosso trabalho se mover e seguir os nossos maridos!

Nota: Senhoras, eu não tinha apenas “justiça própria do longo cabelo”, mas eu tinha também “justiça própria de educar em casa”, “justiça própria de dar à luz em casa”, “justiça própria de usar apenas saias”. Mas, louvado seja o Senhor, Ele trabalhou em mim em cada uma dessas áreas de “justiça própria”. Senhoras, procurem em seu coração e confessem ao Senhor se houver qualquer traço de justiça própria em sua vida. Sempre que pensamos que somos de alguma forma melhor do que alguém, então, estamos sendo hipócritas. A hipocrisia é uma forma grave de orgulho que os fariseus exibiam. Quando olho para trás, eu me pergunto como eu poderia ter me sentido orgulhosa de mim mesma. Foi o meu Senhor, que me mostrou a Verdade, e Ele me deu a graça de poder viver essa verdade em minha vida. Isso só me mostra mais uma vez que quando eu exibia um espírito e uma atitude de “justiça própria”, eu não passava de uma idiota!

Interior do coração. Só mais uma nota sobre o cabelo. Muitas vezes eu tive conhecimento de um espírito de rebelião que parece erguer-se em mulheres com raiva ou frustração quando elas afirmam: “Eu só quero cortar isso (o cabelo)!” O que importa para Deus não é o que dizemos ou não, pois essa é a nossa aparência exterior. Deus está interessado em nossos corações. Como está seu coração? O seu coração é duro para o seu marido ou endurecido com o fato de você ser mulher? Cada uma de nós precisa fazer uma análise no coração. “... Mas que seja a pessoa interior do coração...” 1 Pd. 3:4.

Primeiro limpe o interior. O coração de um fariseu é o orgulhoso. Os fariseus escondiam os maus pensamentos e o coração maldoso por trás de suas roupas. Conheci mulheres que usam roupas muito espirituais, às vezes cobrindo suas cabeças. No entanto, nem todos são como elas se aparecem. “Você cego fariseu, limpe primeiro o interior do copo e do prato, para que o lado de fora fique limpo também.” Mat. 23:26. Fiquei surpresa com a arrogância espiritual que as mulheres exibiram com quem usava roupas diferentes das aceitas, quem não cobria a cabeça, ou usavam calças. Se você olha com desprezo para aquelas que não se vestem de forma tão espiritual quanto você, então você é um fariseu como eu era.

O Senhor me convenceu da minha “justiça própria do cabelo longo”. De alguma forma, eu me tornei arrogante. Eu olhava para as mulheres que tinham o cabelo longo como sendo mais espirituais. Com prejuízo no meu coração, eu olhava para aquelas que tinham o cabelo curto como espiritualmente deficientes ou francamente más. No entanto, em minhas relações e experiências de aconselhamento, descobri que algumas com cabelos longos, vestidos longos, e outros foram de mal a pior.

Sempre que julgamos o outro com base em sua aparência, nos decepcionamos. O ditado que diz “você não pode julgar um livro pela capa” é verdadeiro. “Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração.” (1 Samuel 16:7). Alguns dos corações mais amorosos que conheci foram de cristãos recém-nascidos de novo que podem, muitas vezes, usar roupas que são indecentes, entretanto, seus corações transbordam com o amor do Senhor. Estes foram os amigos de Jesus, não esqueçamos Maria Madalena.

Em vez de beleza, cicatrizes. “Naquele dia o Senhor arrancará os enfeites delas... Em vez de perfume haverá mau cheiro, em vez de cintos, corda, em vez de belos penteados, calvície, em vez de roupas finas, vestes de lamento, em vez de beleza, cicatrizes” (Is 3:18, 24). O que vem a minha mente quando ouço essa palavra - na versão da Bíblia New American Standard Bible, “marcação,” - é tatuagem. Ainda me admira quão popular isto é com adolescentes, com jovens adultos, e até mulheres crescidas. Nós também vemos os jovens de hoje colocando pierce em “tudo”. Você como mãe, dará permissão ao seu filho ou filha para fazer uma tatuagem ou colocar um pierce?

Se você disser que ele ou ela não iria ouvi-la se você tentasse detê-los, então é melhor cair com o seu rosto diante do Senhor e pedir a Ele para ajudá-la a recuperar o respeito e a autoridade que você jogou fora. Seus filhos estão, obviamente, cercados por idiotas ou eles não gostariam de fazer algo tão bárbaro e permanente. Eles estão em escolas públicas? Há televisão em sua casa (ou devo perguntar, MTV, Deus me livre!). Os seus filhos gastam seu tempo na casa dos seus amigos – precisamos continuar? Por favor, leia o capítulo 14, “Ensinamentos de Sua Mãe” para ganhar o conhecimento necessário para salvar a sua família desta sociedade imoral.

Se for o pensamento liberal do seu marido que está poluindo a sua casa, então você precisa parar de importuná-lo sobre isso e começar a permitir que Deus mude o seu marido. Leia o capítulo 5, “Ganhe sem Palavras”. Se você continuar a pressioná-lo, você não está ganhando-o sem uma palavra e sua atitude não é respeitosa.

Roupa de homem ou roupa de mulher. “A mulher não usará roupas de homem, e o homem não usará roupas de mulher, pois o SENHOR, o seu Deus, tem aversão por todo aquele que assim procede” (Dt 22:5). Todos nós sabemos que a maneira como nos vestimos nos faz agir de forma diferente. Senhoras, o que você veste quando você faz as tarefas domésticas, um par de jeans e uma camiseta ou um vestido com um avental?

No entanto, qual de nós nunca pediu aos nossos maridos para ir a algum tipo de evento formal apenas para que pudéssemos ficar toda arrumada? Quando uma menina usa um vestido, toda a sua feminilidade é mostrada enquanto ela gira em torno dele. Quando usamos um avental, podemos nos sentir mais como se fôssemos ficar na cozinha fazendo biscoito. Roupas realmente “fazem uma pessoa”.

Moças, vocês já notaram quantas mulheres mais velhas obviamente se vestem só por conforto? Muitas, com seus cabelos curtos, calças jeans e tênis, se parecem exatamente com seus maridos. Nossas manias geralmente se refletem no que estamos vestindo.

Existem aquelas mulheres cujo uniforme no trabalho é realmente roupas masculinas, completo com gravata. Não é interessante que as mulheres são feitas para usar roupas dos homens, e não o contrário? Por quê? Porque os homens não fariam isso!

O seu marido tentou protegê-la de parecer tola, mas você frustrou sua proteção? Será que outra mulher lhe disse que o seu marido é um porco chauvinista por se intrometer em sua vida, quando foi realmente Deus tentando protegê-la? Senhoras, é tempo de nós, como mulheres cristãs, obtermos o conceito de ser submissa para nossa proteção; são os princípios de Deus! Devemos seguir Seus princípios e depois ensiná-los aos nossos filhos e não termos vergonha de falar a verdade para os nossos amigos e familiares. Se estes princípios da Palavra de Deus não foram seguidos por causa da ignorância ou rebelião, agora é a hora de nos mostrarmos aprovadas. “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da Verdade.” (2Tm 2:15). Você irá ajudar os que estão perecendo por falta de conhecimento? “O meu povo está sendo destruído por falta de conhecimento. Porquanto rejeitaste o conhecimento...” (Oséias 4:6). Se o seu marido é quem pede para você usar roupas que são inapropriadas, por favor, releia o capítulo 7, “Casto e Respeitoso”.

Roupas finas ou vestes de lamento. “Naquele dia o Senhor arrancará os enfeites delas... Em vez de perfume haverá mau cheiro, em vez de cintos, corda, em vez de belos penteados, calvície, em vez de roupas finas, vestes de lamento, em vez de beleza, cicatrizes.” (Is 3:18, 24). Este versículo de Isaías certamente soa como o que está na moda é o que esperamos vestir. Alguma vez você já se perguntou por que os estilos dos homens nunca mudam muito? Porque eles nunca iriam ficar comprando coisas novas o tempo todo! Eles permitem que os designers brinquem com a largura das gravatas e adaptem lapelas, às vezes mudando os tecidos, mas, se eles tentam fazer os homens parecerem muito tolo, eles simplesmente não usarão. Sim, “usar” versus “comprar”; os estilos tolos que saem para os homens, que nunca são usados​​, são comprados por esposas para seus maridos. Às vezes, eles “cedem” e usam, e então isso fica lá ocupando espaço por anos!

Inclina o coração. E se o seu marido quiser que você tenha o cabelo muito curto ou use roupas inadequadas? Você deve orar para que o Senhor transforme o seu coração. “Como ribeiros de águas assim é o coração do rei na mão do Senhor, que o inclina a todo o Seu querer” (Provérbios 21:1). Fique sob a autoridade dele e veja o Senhor se mover a seu favor.

Para resumir:

Deixe um homem ser um homem. Nós não somos sua mãe, você não é a sua consciência, você não é sua professora, e você não é o seu espírito santo. É importante que você entenda:

  1. O homem age e reage diferentemente.
  2. O homem é mais forte que a mulher.
  3. O homem é geralmente mais agressivo.

Vamos nos esforçar para sermos mais femininas. Comece “deixando” o jeito que você costumava ser e “siga” os novos caminhos por onde Deus te guiará nessas áreas:

  1. Seu espírito – gentil e quieto.
  2. Sua atitude – respeitosa, humilde.
  3. Sua forma de falar – sábia e bondosa.
  4. Suas roupas – femininas
  5. Seu cabelo – feminino, provavelmente longo (elegância é sempre um estilo!).
  6. Suas atividade dentro e fora de casa. Veja a lista das atividades encontradas em Tito 2 e em Provérbios 31.

Uma Só Carne

 Deixará pai e mãe. “‘POR ESTA RAZÃO, O HOMEM DEIXARÁ PAI E MÃE E SE UNIRÁ À SUA MULHER, E OS DOIS SE TORNARÃO UMA SÓ CARNE’” (Mt. 19:5). “Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe” (Mt 19:6). Deixar fisicamente não é exatamente o que estes versículos dizem, já que sabemos que durante o período do Antigo Testamento, as famílias viviam todas juntas. Esta parte das Escrituras se refere a deixar emocionalmente e mentalmente, uma transferência de lealdade dos pais de um homem para sua esposa. Você sente que perdeu a proximidade com os desejos de Deus para o seu casamento? Parece que seu marido toma suas decisões com base no que seus pais gostam ou não gostam, não é? Pode ser porque seu marido não foi libertado de seus pais. Um homem deve deixar seus pais antes que ele possa unir-se à sua mulher.

Se unirá à sua mulher. “Por esta razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne” (Gn 2:24). “Por esta razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne” (Mt 19:5). Unir-se é definido como “agarrar-se desesperadamente.” Isto claramente não está acontecendo hoje, já que tantos homens deixam suas esposas. O que você faz se o seu marido ainda está tentando agradar ou encontrar aprovação com a família que ele deveria ter deixado? Primeiramente, assegure-se de que a trave está fora do seu olho. Você ainda está tentando encontrar aprovação com a sua própria família? Entretanto, isto não é o mesmo que honrar seu pai e mãe. A Bíblia é clara dizendo que nós devemos honrar nossos pais, mesmo quando somos adultos e nossos pais estão mais velhos. Claramente, as Escrituras também dizem que devemos nos submeter a nossos próprios maridos, e que nossos maridos devem nos honrar como suas esposas.

Trate-a com honra. “Do mesmo modo vocês, maridos, sejam sábios no convívio com suas mulheres e tratem-nas com honra, como parte mais frágil e co-herdeiras do dom da graça da vida, de forma que não sejam interrompidas as vossas orações” (1 Pe 3:7). Quando um marido é dividido entre o que a sua esposa pensa ou sente e o que os pais dele pensam ou sentem, o que um homem deve fazer? A quem ele deve honrar? Jesus nos disse citando o livro de Gênesis, “Por esta razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne” (Mt 19:5). Ele também disse, “Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe” (Mt 19:6). Então não é errado você desejar que seu marido te honre e una-se a você.

A razão pela qual muitos homens não uniram-se devidamente às suas esposas é que eles não foram autorizados a “deixar” seus pais e mães. Eles deixaram fisicamente, mas eles ainda estão ligados, porque os pais não os libertaram. Ambas as famílias (pais e sogros) estavam em acordo quando você e seu marido se casaram? Se não, então ainda pode haver um apego em cena.

Quando Dan se foi (logo antes dele se divorciar de mim), eu me senti convencida a entrar em contato com ambos os meus sogros (eles são divorciados). Eu me arrependi de não ter pedido a bênção deles quando nos casarmos. Pedi-lhes para me perdoar por não ser uma boa esposa para Dan e por ser uma pobre nora para eles. Então eu perguntei se caso eu estivesse na posição de me casar com Dan novamente, eles iriam nos dar a sua bênção. Ambos disseram que sim e ainda disseram que me amava (esta foi a primeira vez). [No entanto, ambos me disseram que duvidavam se alguma vez nós voltaríamos a ficar juntos novamente! Oh, nunca subestime o poder de Deus!]

Se você está separada ou divorciada, então sinta-se livre para seguir o meu exemplo. No entanto, se você é abençoada de ter um marido que vive com você, então deixe que ele faça o movimento em direção a seus pais ou peça a sua permissão para que você possa fazê-lo. Se ele não fizer isso, apenas ore para que o Senhor trabalhe.

Se algum dos pais é falecido, ore para Deus quebrar esse laço e depois peça ao Pai Celestial por Sua bênção sobre seu casamento.

Se os seus pais, e especialmente os pais de seu marido, permanecem em desacordo depois de você ter se arrependido de sua falta de honra ao se casar contra ou à frente de sua vontade, pode ser necessário para o seu marido dar um passo mais drástico.

Testemunho: O marido de Monica* a deixou por outra mulher, mas depois de cerca de dois anos, louvado seja o Senhor, ele voltou para casa. No entanto, ainda havia grandes problemas os quais pareciam vim da sua família. Seus pais se recusaram a aceitar a maneira como eles, como um casal, criaram seus filhos. Sua mãe enviava doces de Halloween, coelhos de Páscoa, presentes de Papai Noel e outros presentes que ignoraram os valores da sua família. O marido de Monica tinha tentado por anos explicar suas fortes crenças cristãs para o seu pai não salvo e mãe cristã, mas ele descobriu que era impossível argumentar com seus pais. Além disso, mesmo com eles vivendo longe, havia uma ligação semanal de seus pais para o marido, o que deixava o marido de Monica deprimido. Seus pais, e até mesmo seu irmão mais velho, continuava a controlar, manipular e intimidá-lo, embora ele já fosse casado por muitos anos.

Monica estava surpresa e preocupada quando o marido lhe disse que iria cortar toda a comunicação com os pais. Ela se sentia culpada, mas seu marido garantiu-lhe que era a decisão dele e que ele preferia fazer isso para que ele pudesse se concentrar em seu relacionamento com ela.

Depois de cerca de sete meses, Monica relatou que ela e seu marido haviam chegado mais perto de uma união de uma só carne do que jamais tiveram antes. Ela não questionou ou pressionou o marido para entrar em contato com seus pais, nem ela permitiu que a falsa culpa roubasse a bênção de seu marido apegar-se e a honrá-la como sua esposa.

Uma só carne. “Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar; e da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.” (Gênesis 2:21-23). “E serão os dois uma só carne; e assim já não serão dois, mas uma só carne.” (Marcos 10:8). “Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.” (Mateus 19:6). Uma só carne é certamente um exemplo de quando estamos juntas com nosso marido durante nossos momentos de intimidade. Mas, além de unidade física, precisamos ser uma com o nosso marido emocionalmente, espiritualmente e mentalmente.

Você e seu marido têm os mesmos objetivos e direções? Muitas mulheres vieram para a restauração do casamento porque o marido que estava indo embora por causa de outra disse que as metas de sua esposa eram diferentes das suas. Você está permitindo ou estimulando a divisão em sua casa? Você se opôs, pressionou, ou manipulou o seu marido para lhe permitir prosseguir uma carreira ou uma qualificação que acabou por causar divisão em seu casamento? Ou foi apenas o seu descontentamento com o salário dele? Deus criou a mulher para ajudar e completar o homem. Uma vez que o casamento ocorre, eles “não são mais dois, mas uma só carne.” Isso significa que eles vivem suas vidas juntos, e não como “colegas de quarto”, onde cada um tem uma vida independente do outro. Se o seu marido é quem está pressionando por divisão, ore. Satanás está perambulando à procura de casamentos para devorar. Uma vez que o casamento esteja dividido, não ficará mais firme.

Uma abominação. A união física “uma só carne” só pode ser realizada com um homem e uma mulher. Há um vazio projetado em uma esposa para ser preenchido pelo marido. Deus nos criou homem e mulher para produzir frutos de nossa união, que sabemos que são nossos filhos. A homossexualidade é pecado. É uma abominação ao Senhor. Precisamos renovar as nossas mentes e nos alinhar com o que está escrito na Bíblia. “Não te deitarás com um homem como se deita com uma mulher; isto é uma abominação.” (Lev. 18:22). Nós, como cristãos precisamos nos alinhar com esta questão para nos mantermos firmes na Verdade. Precisamos viver nossas vidas de uma forma inflexível, a fim de que não tenhamos a mente dividia. “Odeio os que são inconstantes, mas amo a tua lei.” (Salmos 119:113). “...é alguém que tem mente dividida e é instável em tudo o que faz.” (Tiago 1:8). “Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração.” (Tiago 4:8). Não podemos ser mornas com algo que é uma abominação para Deus. (Veja o capítulo 12, “Fruto do Ventre”, pois “O meu povo foi destruído porque lhe faltou o conhecimento. Porque vocês rejeitaram o conhecimento...” Oséias 4:6).

Homem independente da mulher. A união de uma só carne traz crianças como frutos. Nós também devemos ter os frutos da nossa união emocional e mental, ser uma só carne em nosso coração e nos nossos desejos. Deus criou as mulheres com certas necessidades e os homens com certas necessidades. Os vazios em nossa vida e na vida de nosso marido criam um tipo de engrenagem conforme nos movemos pelo cotidiano da vida. Se enchermos nossos vazios com algo que seja além do nosso cônjuge, a engrenagem desliza. Quanto mais enchemos nossos vazios de forma independente um do outro, mais o nosso relacionamento deslizará. Logo descobriremos que não restou nada para nos segurarmos. As feministas têm dito que nós como esposas devemos suprir as nossas próprias necessidades e deixar os nossos maridos se virarem sozinhos. Nós acreditamos na mentira de que não é bom sermos dependentes uns dos outros. Ser dependente é ridicularizado e definido como a doença de co-dependência, da qual devemos ser curadas. “No Senhor, todavia, a mulher não é independente do homem, nem o homem independente da mulher. Pois, assim como a mulher proveio do homem, também o homem nasce da mulher. Mas tudo provém de Deus.” (1 Coríntios 11:11-12). Deus criou um vazio em cada um de nós que só o cônjuge pode (ou deve) preencher. Quando violamos os caminhos de Deus, colhemos as consequências. Os homens devem ser os nossos provedores e nossos protetores. Eles são os nossos líderes espirituais e os pais dos nossos filhos. Nosso papel como esposa, projetado pelo nosso Criador, é ser a companheira do nosso marido que gera, alimenta e ensina os nossos filhos. Somos criadas para proporcionar conforto para o nosso marido e filhos. Somos criadas para fazer as refeições para a família e manter a casa limpa e bem conservada para a família.

Com sofrimento. “E ao homem declarou: “Visto que você deu ouvidos à sua mulher e comeu do fruto da árvore da qual eu lhe ordenara que não comesse, maldita é a terra por sua causa; com sofrimento você se alimentará dela todos os dias da sua vida.” Gen. 3:17. Após a queda do homem, o homem e a mulher recebeu cada um o castigo, à mulher foi dado a dor no parto e ao homem foi dado a labuta no solo ou no trabalho. Então, por que é que o castigo do homem agora é dividido entre o homem e a mulher? É porque a maioria de nós vive acima das nossas possibilidades. Quando a mulher tem uma carreira diferente da de sua casa e de seus filhos, ele divide os interesses do casal e eles se tornam independentes uns dos outros. “Todo reino dividido contra si mesmo será arruinado, e toda cidade ou casa dividida contra si mesma não subsistirá.” (Mateus 12:25). (veja o capítulo 13, “Os Costumes de Sua Casa”, pois “O meu povo foi destruído porque lhe faltou o conhecimento. Porque vocês rejeitaram o conhecimento...” Oséias 4:6).

Protetor. Quando nós mulheres nos protegemos, porque sentimos que podemos “lutar as nossas próprias batalhas”, para que precisamos de um marido? É você quem se livra de um vendedor em sua porta, provavelmente com mais entusiasmo do que seu marido faria? O seu marido esqueceu-se de como ser o homem do casamento desde que vocês se casaram? Quem realmente usa as calças na família? Quem é realmente mais forte? Se o seu marido lhe diz para ter calma ou desacelerar, você diz ao seu marido para ele cuidar da vida dele, ou coisa pior? Mas essa é a vida dele. O marido é a cabeça de sua esposa, para protegê-la e proteger seus filhos. Então, o que os nossos maridos fazem quando continuamos a assumir o comando ou tomar conta de tudo? Eles recuam, porque eles não querem outra briga! Eles vivem com a realidade da mulher contenciosa. “A esposa briguenta é como o gotejar constante num dia chuvoso; detê-la é como deter o vento, como apanhar óleo com a mão.” (Provérbios 27:15-16). (Releia o capítulo 6, “Mulher Contenciosa” se você luta nesta área.)

Espalhem-se pela terra. Quem está no controle de quando e quantos filhos a sua família vai ter? É você, seus pais ou seus sogros? Quantos homens já lhe disseram que suas esposas não querem ter mais filhos? Isso costumava ser uma razão para um homem se divorciar de sua esposa, tão recentemente quanto o tempo da Guerra Civil. Mas, novamente, o movimento feminista mudou tudo isso. Nós agora podemos matar o nosso “erro” se o nosso controle de natalidade falhar. Adão podia fazer quase tudo sozinho, mas para cumprir o mandamento dado a ele de ser frutífero e multiplicar, ele precisava de uma esposa. “Mas vocês, sejam férteis e multipliquem-se; espalhem-se pela terra e proliferem nela”. (Gênesis 9:7). (Veja o capítulo 12, “Fruto do Ventre”, pois “O meu povo foi destruído porque lhe faltou o conhecimento. Porque vocês rejeitaram o conhecimento...” Oséias 4:6).

Perguntem aos seus próprios maridos em casa. Senhoras, vocês são as líderes em assuntos espirituais? Você corre para perguntar ao seu marido o que ele pensa enquanto líder espiritual, ou você diz: “Por que eu deveria ir até ele? O que ele sabe, afinal? Não sou eu quem vai a todos os estudos e seminários bíblicos? E eu sou a única que vai a todas as reuniões da igreja.” “Seu marido é respeitado na porta da cidade, onde ele toma assento entre as autoridades da sua terra.” (Provérbios 31:23). Agora, somos nós mulheres que se sentam com os anciãos da terra. Muitas de nós fazem parte dos comitês para escolher um novo pastor que é solidário com as filosofias feministas.

“Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos. Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos.” (2 Timóteo 4:3-4). Nós mulheres estamos fora de nossas casas, conversando com os anciãos e líderes enquanto nossos maridos estão em casa preparando o jantar para si e para os filhos. Ou, talvez, ele esteja fora da cidade longe da esposa contenciosa e caindo em um relacionamento adúltero. À medida que assumimos tudo que tem importância, temos dado tempo suficiente aos nossos maridos para fazer as coisas mais importantes, como jogar algum esporte ou se encontrar com os “caras”. As crianças e nós temos as nossas questões espirituais respondidas por um profissional, como o pastor ou o professor da escola dominical. Entretanto, “se quiserem aprender alguma coisa, que perguntem a seus maridos em casa; pois é vergonhoso uma mulher falar na igreja.” (1 Cor. 14:35). Nós temos encorajado nossos maridos a fazerem outras coisas ao invés de encorajá-los a liderarem espiritualmente as nossas famílias?

Pai. Como pai, nossos maridos foram destituídos de seus papéis ou forçados a se adaptarem à forma feminina de paternidade. Nós criticamos a forma como eles lidam ou tratam os filhos tantas vezes, que eles eventualmente param de “interferir”. Estamos tentando moldar nossos maridos em pais efeminados. Este tem sido o objetivo das feministas. O objetivo delas é que não exista nenhuma diferença entre a maternidade e paternidade, assim, tornando-se “paternidade”. Então dessa forma, não haveria nenhuma razão para que um casal de lésbicas ou homossexuais não pudessem se tornar pais. Você só precisaria de dois “pais” para adotar uma criança, certo?

Deus deu para as crianças tanto uma mãe como um pai com características distintas. Nossas crianças precisam de ambos os pais para que elas cresçam sem um monte de preocupações ou problemas emocionais. Se os papéis são misturados e turvos, quem precisaria de um pai? “Honra teu pai e tua mãe....” (Mat. 19:19). Senhoras, por favor, prestem atenção na forma que vocês interferem na liderança e masculinidade do seu marido. Se o seu marido é rigoroso ou forte com as crianças, não tente bloquear a sua relação com os filhos ou compensar. Deus, em sua sabedoria sabia perfeitamente o que estava fazendo quando Ele criou tanto uma mãe como um pai. Procure Sua sabedoria nesta área. Pare de acompanhar a propaganda que chega até nós através da mídia e de outras mulheres enganadas. (Veja o capítulo 12, “Fruto do Ventre”).

Testemunho

Deixe-me compartilhar com vocês um pouco de sabedoria que o Senhor usou para abrir meus olhos. Quando meu filho estava no início da adolescência, eu notei que ele parecia muito imaturo para sua idade. Ele era um bom rapaz, gentil e extremamente inteligente. No entanto, ele era imaturo. Eu compartilhei isso com um amiga que tem oito filhos e ela disse que tinha dois filhos que também eram imaturos. Além disso, ambos vieram de famílias numerosas em que um ou dois irmãos ainda eram imaturos como adultos. Naquele dia no parque oramos por sabedoria.

Senhoras, o Senhor é tão fiel. Apenas cerca de uma ou duas semanas mais tarde, o Senhor abriu meus olhos para o problema. Em todos os casos, percebemos que a criança que era imatura tinha sido protegida e / ou encoberta do seu pai. Eu tinha prejudicado a posição do meu marido como o pai, o que prejudicou a sua relação com o nosso filho. Então eu comecei a compensar a falta de atenção e falta de envolvimento do meu marido com o nosso filho. Normalmente, eu sentia que ele estava sendo muito firme ou injusto. Mas senhoras, vocês sabiam que Deus nunca comete um erro? Meu filho precisava dessa firmeza para crescer adequadamente.

Depois que me dei conta dos meus defeitos, eu me prostrei diante do Senhor humildemente me arrependendo e pedindo a Sua orientação. O Senhor me fez começar a sair do caminho da ira de meu marido, que eu sempre tinha impedido. Na primeira ocasião, quando eu fiquei de lado, sem me intrometer, meu marido não sabia o que fazer. Eu temia que ele pudesse ser excessivamente severo, mas ele manteve a calma. Muitas vezes, depois das crianças irem para a cama, ele descontava sua raiva em mim pois eu o tinha impedido de repreender o seu filho. Quando ele começou a falar uma noite (depois que o Senhor tinha aberto os olhos para o meu erro), eu me desculpei, e fui tirar o meu filho da cama. Quando me submeti à autoridade do meu marido e a sabedoria de Deus, um grande peso foi tirado do nosso relacionamento conjugal.

Além disso, em vez de facilitar para o meu filho, como eu havia feito no passado, eu me tornei tão firme quanto era seu pai. Eu estava finalmente seguindo o exemplo do meu marido. E quando o Senhor me levou a fazer isso, eu fiquei feliz de confessar todos os meus erros para o meu marido e ao meu filho.

Dentro de um ano ou dois, um milagre aconteceu. Meu filho tinha não só amadurecido, mas ele também estava sendo elogiado por sua maturidade! Ele foi escolhido pelo nosso ex-prefeito para participar de um especial de televisão sobre ensino em casa. Em seguida, ele foi convidado a ocupar uma posição na diretoria de ensino em casa. Foi a primeira vez que um aluno ocupou essa posição no estado da Flórida. No final da festa de fim de ano de sua equipe de natação, o treinador o colocou diante de todo o grupo para elogiá-lo por sua “maturidade”! Eu só compartilhei isso para mostrar a grandiosidade de Deus e Seus caminhos perfeitos. Ele é fiel quando buscamos a Verdade e obedecemos ao Seu direcionamento em todas as áreas de nossas vidas. Senhoras, servimos a um Deus poderoso! Amém?

Uma esposa exemplar; feliz quem a encontrar! Você é uma seguidora de Cristo? Como Cristã, você obedece a Palavra de Deus? “Uma esposa exemplar; feliz quem a encontrar! É muito mais valiosa que os rubis. Seu marido tem plena confiança nela e nunca lhe falta coisa alguma. Ela só lhe faz o bem, e nunca o mal, todos os dias da sua vida. Escolhe a lã e o linho e com prazer trabalha com as mãos. Como os navios mercantes, ela traz de longe as suas provisões. Antes de clarear o dia ela se levanta, prepara comida para todos os de casa, e dá tarefas às suas servas... Não receia a neve por seus familiares, pois todos eles vestem agasalhos.” (Provérbios 31:10-22). Muitas mulheres riem e dizem: “Certo, boa sorte para encontrar uma esposa como essa!”

Senhoras, temos realmente olhado atentamente para nossas vidas e para as vidas de nossos filhos e depois nos perguntado o que aconteceu? Será que permitimos que nossos amigos nos encorajem a escolher uma carreira ou a voltar para a escola em lugar de sermos uma “guardiã da casa”? Os maridos precisam de um ouvido atento e uma esposa para cuidar de suas necessidades físicas, como cozinhar e cuidar de suas roupas. Eles precisam de nós para cuidar da casa e gerar, nutrir, ensinar e treinar seus filhos. Está na Palavra de Deus. Não é a minha opinião! Se fizermos o que acabamos de ler na Palavra em Provérbios 31, como poderíamos trabalhar fora de casa, participar de tantos compromissos, ou voltar para a faculdade?

Não se recusem um ao outro. Se você tem andado com a maneira de pensar feminista e tem se desviado de suas obrigações como esposa e mãe, mais do que provavelmente você também se separou da sua unidade física com o seu marido. “Mas, por causa da imoralidade, cada um deve ter sua esposa, e cada mulher o seu próprio marido. O marido deve cumprir os seus deveres conjugais para com a sua mulher, e da mesma forma a mulher para com o seu marido. A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido. Da mesma forma, o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher. Não se recusem um ao outro, exceto por mútuo consentimento e durante certo tempo, para se dedicarem à oração. Depois, unam-se de novo, para que Satanás não os tente por não terem domínio próprio.” (1 Cor. 7:2-5).

Quando há problemas nesta área, temos de chegar à causa raiz. Nossas casas e nossos papéis estão fora da ordem de Deus. Quando resistimos aos avanços íntimos do nosso marido, quando incomodamos, e quando permitimos problemas em casa que desmotivam o nosso marido, por que então nós ficamos chocadas quando ele finalmente cede à fraquezas e tentações? “Pois os lábios da mulher imoral destilam mel; sua voz é mais suave que o azeite...” (Prov. 5:3). “Com a sedução das palavras o persuadiu, e o atraiu com o dulçor dos lábios. Imediatamente ele a seguiu como o boi levado ao matadouro... sem saber que isso lhe custará a vida.” (Prov. 7:21-23).

Detê-la. Como via de regra, os homens não confrontam suas esposas, a maioria dos homens não quer qualquer confronto. Eles sabem que se tentarem tomar o controle, isso causará uma briga. Lembre-se da mulher briguenta. “A esposa briguenta é como o gotejar constante num dia chuvoso; detê-la é como deter o vento, como apanhar óleo com a mão.” (Prov. 27:15-16).

Algumas de nós pararam de controlar e de manipular e acabamos nos encontrando na outra extremidade do espectro. Muitas de nós queremos ser uma ajudante tão boa de tal forma que fazemos tudo para os nossos maridos. Nós fazemos, fazemos, fazemos. Isso vai realmente roubar as bênçãos deles, e, ao mesmo tempo, diminuir a masculinidade deles. Nós tomamos as decisões, fazemos tudo ao redor da casa e no quintal, e ajudamos a fornecer parte da renda. Em seguida, somos surpreendidas que com todo esse tempo livre, ele encontre uma mulher indefesa e agradável para cuidar.

Se fazemos algo que nosso marido deveria estar fazendo, devemos orar para o Senhor mudar a situação. Quando oramos, muitas vezes, vamos ver uma mini-catástrofe ocorrer e nosso marido terá de nos resgatar. No entanto, esta é realmente uma coisa boa se nós não roubarmos o seu papel de salvador. Não tente resolver a situação ou dizer-lhe como resolver – deixe-o sozinho! Temos de perceber que esta catástrofe ocorreu porque estamos ocupando o papel errado, um papel que não fomos projetadas para ocupar. No entanto, você nunca deve causar uma crise; espere para que o Senhor se mova em sua situação – pare de manipular!

 Quem Deve Ser o Líder Espiritual?

Uma pergunta que muitas mulheres fazem é: “Quem deve ser o líder espiritual, já que meu marido não ocupará ou não ocupa esse papel?” Ou, muitas mulheres afirmam “Eu tenho que ser o líder espiritual da nossa casa, porque meu marido não é ainda um cristão!” Por que tantos homens negligenciam ou perdem sua posição como chefe da sua família?

Conhece-se o seu marido. A maioria das mulheres cristãs, eu acredito, deseja que seus maridos sejam o líder espiritual. “Conhece-se o seu marido às portas, quando se assenta entre os anciãos da terra” (Pv 31:23). Algumas mulheres cristãs, entretanto, decidiram que elas querem ser as líderes; a filosofia feminista que destruiu a nação, agora está destruindo a igreja. Quando as mulheres entram na igreja para suprirem suas próprias necessidades espirituais, os homens são deixados para seguir seus próprios interesses. Quando os homens deixaram a igreja, nós esposas caímos nas mãos de pastores liberais. “São esses os que se introduzem pelas casas e conquistam mulheres instáveis sobrecarregadas de pecados, as quais se deixam levar por toda espécie de desejos. Elas estão sempre aprendendo, e jamais conseguem chegar ao conhecimento da Verdade” (2 Tm 3:6-7). Igrejas demais estão agora transbordantes de homens fracos e de mulheres teimosas. Isto está atrapalhando a efetividade da igreja como um todo porque os verdadeiros homens, os humildes homens Cristãos, não estão agindo!

“Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens” (Mt 5:13). Transfira seus estudos bíblicos de volta para casa. E também, temos de mudar nossos estudos bíblicos para se concentrarem no que uma esposa, mãe e dona de casa deve saber. Lembrem-se moças, mais da metade dos lares nos Estados Unidos estão desmoronando. Será que vamos continuar a enterrar a cabeça na areia? Você vai esperar até o seu lar desmoronar? Moças, deixem o conhecimento bíblico e filosofias para o seu marido. Nosso conhecimento extremo da Bíblia está destruindo nossas famílias porque intimida os nossos maridos. Desde o dia que Eva comeu do fruto para “dar entendimento”, as mulheres têm estado famintas por “conhecimento.” Esta fome pode ser tão destrutiva como foi para Eva e às gerações que a seguiram. Moças, é hora de fazer um grande êxodo da igreja, enquanto esperamos que nossos homens (maridos, filhos e pais) encontrem seu caminho de volta para Deus e para a sua posição de liderança. Se você está sempre correndo para a igreja, enquanto o seu marido fica em casa, qual é o motivo para ele ir à igreja? Como ele poderia esperar ir a sua frente, liderando, Sra. Espiritual?

Eu sei que esta é a forma como muitos homens pensam. Meu marido teve essa mesma preocupação quando ele voltou para casa. Levou seis anos confiando no Senhor antes que Ele me permitisse estar na melhor igreja do mundo!

No início, ele pulou de igreja em igreja pela cidade toda e por todas as denominações. Finalmente, desmotivado, ele estabeleceu-se na “igreja em casa.” Eu perdi muitos dos meus amigos durante este período que me acusaram de desistir da fé, já que eu não estava indo à igreja. Mesmo que fosse tão difícil fazer igreja em casa por tantos anos, era o que Deus usava para levar meu marido à Palavra novamente. Eu, então, fiquei tão contente que eu não queria voltar para a igreja. (Por que é tão difícil para nós seguirmos a nuvem quando ela se move?). Então, quatro anos mais tarde, houve um grande avivamento em uma igreja apenas a dois quilômetros de nossa casa. No entanto, o meu marido me disse que ele nunca iria. Muitas mulheres acharam que era ridículo eu não ir sozinha como elas faziam. Elas zombavam da minha submissão extrema, por eu nem mesmo pressioná-lo ou falar isso constantemente para cansá-lo. Foram dois anos orando para que Deus se movesse em meu nome. Mas glória! Deus é incrível e quando Ele se move é tão poderoso!

Na primeira noite que fomos, ele correu para o altar antes mesmo do apelo. Nós não só participamos na primeira noite, mas meu marido queria entrar para a igreja! Nós agora somos membros e estamos na igreja três vezes por semana - a nossa família ocupa um banco inteiro! Não só isso, mas nós participamos de uma oficina uma noite por semana e ele se reúne com os homens em um grupo de contabilidade. Moças, isso pode não parecer muito para você, se você tem um marido cristão. Mas meu marido estava em adultério! Isto é um milagre de verdade, porque eu confiava em Deus o suficiente para esperar que Ele movesse o meu marido. Qual seria o objetivo se eu estivesse na igreja e meu marido ainda estivesse em casa assistindo esportes ou um filme? A maioria das mulheres (na verdade, todas, exceto uma) ainda está frequentando os cultos sozinha, sem seus maridos. Querida irmã, Deus vai honrar a sua fidelidade à Sua Palavra quando você obedecer de todo o coração.

Cristo é o cabeça de todo homem. Cristo é o cabeça de todo homem, não somente um homem Cristão. Se esta tem sido a sua desculpa para tomar o lugar de liderança espiritual do seu marido, então leia a Primeira carta aos Coríntios 11:3, “Quero, porém, que entendam que o cabeça de todo homem é Cristo, e o cabeça da mulher é o homem, e o cabeça de Cristo é Deus.”

Ensine ou exercite autoridade sobre um homem. Nós mulheres somos tão tolas — nós nos mostramos espiritualmente notórias por dizer aos nossos maridos como nós tomamos tempo para ler nossas Bíblias. Nós exibimos nossos livros religiosos e revistas que lemos, o que são as ações mortais do auto justificador. “Não permito que a mulher ensine, nem que tenha autoridade sobre o homem. Esteja, porém, em silêncio” (1 Tm 2:12). “Meu povo é oprimido por uma criança; mulheres dominam sobre ele. Meu povo, os seus guias o enganam e o desviam do caminho” (Is 3:12).

Quem é o cabeça da sua casa espiritualmente? Quando as mulheres são aquelas que dominam o lar, você não pode esperar nada mais do que problema. Se a sua mãe era a responsável no seu lar, é possível que o seu lar esteja seguindo este mesmo padrão. Como uma mulher Cristã, você não pode em toda boa consciência permitir que isto continue, sabendo do problema que isso gera. Agora, não vá para casa e jogue isso em cima de seu marido, exigindo que ele assuma tudo. Apenas comece a concentrar todos os seus pensamentos e todos os seus esforços sobre o que uma esposa, mãe e dona de casa deve fazer.

Ore sem cessar para que o Espírito Santo te guie. Pergunte enquanto você vai de uma tarefa para a outra: “O que queres que eu faça agora, Senhor?” Coloque a sua casa em ordem, coloque seus filhos em ordem, coloque suas prioridades em ordem e deixe o seu marido para o Senhor. O que ele faz ou deixa de fazer não é da sua conta e não é sua responsabilidade! Deus nos dá tantas coisas para fazer com os nossos filhos, nossa casa e nosso ministério (que ensinam as mulheres mais jovens “o que é bom”). Senhoras, este é o nosso fruto no jardim. Mas tudo o que conseguimos pensar é na fruta proibida, ensinar ou exercer autoridade sobre os nossos maridos!

Sejam sujeitas aos vossos próprios maridos em tudo. Nós, como mulheres não podemos escolher quando queremos nos sujeitar aos nossos maridos. “Vós, mulheres, sejam sujeitas a vossos maridos, como ao Senhor... a seus maridos em tudo.” (Ef. 5:22-24). Fica claro, a partir da Escritura acima, que Deus colocou todos os maridos no papel de liderança da casa.

Ninguém pode servir a dois senhores. Quando as coisas ficam fora de ordem e quando nós tomamos o controle em nossos relacionamentos com os nossos maridos, então, eventualmente, os nossos maridos nos desprezam e até mesmo nos odeiam. “Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro.” (Mat. 6:24). Você vê este princípio em ação quando uma criança, que costumava ouvir seus pais, é mandada para a escola. De repente, essa criança doce lhe diz o que o professor disse, e agora você está errada. Enviamos nossos filhos e filhas para a faculdade, junto com o nosso dinheiro, e eles chegam em casa durante as férias e nos tratam como o idiota da cidade. (Veja o Capítulo 14, “Ensinamentos de Sua Mãe” sobre ensino em casa e as questões sobre as quais você deve orar antes de mandar seus filhos para a faculdade, porque “O meu povo foi destruído por falta de conhecimento.” Oséias 4:6.)

Ele o fará. Mais uma vez, você age como se fosse o Espírito Santo pessoal de seu marido? Você exibe a sua espiritualidade? Você já conseguiu convencer seu marido de sua estupidez em assuntos espirituais? Você conhece a sua Bíblia melhor do que o seu marido jamais poderia conhecê-la? Ou pior, seus filhos são mais bem versados nas Escrituras do que o seu pai? Nós, como mães nos certificamos de que nossas crianças estejam na escola dominical ou na escola cristã. Mas deixamos de perceber que quando suprimos as nossas necessidades de ensinamentos espirituais através de vários estudos bíblicos para passarmos à frente dos nossos maridos, e nossos filhos têm suas necessidades espirituais supridas através da escola dominical, substituímos os nossos maridos com uma falsificação. Não há necessidade de nossos maridos aprenderem qualquer coisa nas Escrituras.

Em vez disso, ele sabe tudo sobre suas equipes esportivas favoritas. Em vez de ler a Bíblia, ele pode ser visto lendo o jornal ou a página de esportes. Se você acha que é tarde demais ou que seu marido está muito para trás para conseguir chegar à frente de você e de seus filhos para liderá-los corretamente, você está errada. Já que Deus chamou o homem para ser o líder do lar, Ele o capacitará.

No entanto, nós devemos confessar os nossos pecados ao querermos substituir o papel dos nossos maridos como líderes espirituais. “Confessai as vossas culpas uns aos outros e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tiago 5:16). Se vanglorie de suas fraquezas para outra mulher. “E disse-me: A Minha graça te basta, porque o Meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.” (2 Coríntios 12:9). E acima de tudo, confie no Senhor. “Entrega o teu caminho ao Senhor; confia Nele, e Ele o fará” (Salmos 37:5).

Lavar da água mediante a Palavra. Qual é a importância dos nossos maridos permanecerem na Palavra de Deus e, em seguida, compartilharem a Palavra com a gente? “Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a Palavra, e apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável.” (Efésios 5:25-27). Novamente, não importune o seu marido. Pode ser sábio nem sequer falar com ele sobre a leitura que ele deveria fazer para você. Isto pode fazer com que ele se rebele. A pressão tem de vir de cima para baixo, a partir de sua autoridade. (Veja o capítulo 5, “Ganhe Sem Palavras”, se você quiser ver uma mudança real no seu marido, conforme os caminhos de Deus.)

A porta estreita. Senhoras, passem por essa porta estreita e parem de assistir ou permitir que seus filhos assistam televisão. Parem de mandar seu dinheiro para Hollywood através do cinema ou locadora de vídeo, então eles irão parar de fazer os filmes que estão destruindo nossas famílias e nossa nação. Se o seu marido é o viciado em televisão - ore! (Veja o capítulo 5, “Ganhe Sem Palavras”, se você quiser ver uma mudança real no seu marido, conforme os caminhos de Deus.). “Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta e espaçoso o caminho que conduz à perdição, muitos são os que entram por ela.” (Mateus 7:13). Se aqueles que “intitulam-se” cristãos parassem de ver televisão e de ir ao cinema, Hollywood iria parar de fazer filmes nojentos! Nós, mulheres, devemos fazer guerra espiritual contra esse vício horrível que prende você, seu marido e / ou seus filhos.

Aviso: Uma mulher compartilhou comigo algo que ela estava tão orgulhosa de ter feito. O marido e os filhos mais velhos foram assistir um show particularmente nojento na televisão. Essa mulher falou com o marido e os filhos mais velhos como se eles estivessem no jardim de infância, sugerindo como se fosse uma “professora” que talvez houvesse algo melhor para assistir. Em seguida, ela mudou de canal e encontrou um pregador muito carismático e deu um grande sorriso à sua família. Seus três filhos e seu marido saíram da sala e foram para seus próprios quartos. Senhoras, este não é um comportamento respeitoso! O que é triste é que o marido desta mulher disse a todos sobre seu sofrimento e seus planos de se divorciar dela.

Eu compartilhei com ela que o resultado que ela obteve não foi uma vitória, mas um ato de justiça própria. Ninguém será conquistado por um fariseu. Eu compartilhei com ela que eu tinha começado a minha batalha contra a televisão com oração e jejum. E também foi preciso a minha submissão e demonstração de respeito ao meu marido (mesmo quando todo mundo achava que ele não merecia isso) para que a nossa família se livrasse da poluição da televisão.

Praticar a vossa justiça diante dos homens. Você vai à igreja, mesmo quando o seu marido fica em casa? “Acautelai-vos de praticar a vossa justiça diante dos homens para ser notado por eles, caso contrário, não tereis recompensa junto de vosso Pai que está nos céus.” (Mat. 6:1). Nossas ações devem ser uma manifestação do que está em nós. Você “se orgulha” de ser mais espiritual do que o seu marido? Você já tentou envergonhar seu marido na igreja? O seu método funcionou até agora? Será que ele vai com você? Como você espera glorificar a Deus? “Brilhe a vossa luz diante dos homens, de tal forma que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.” (Mat. 5:16).

Vocês irão conhecê-los pelos seus frutos. Quais são os seus frutos na sua pretensão de ser um cristão? “Vocês irão conhecê-los pelos seus frutos.” (Mat. 7:16). Você está incomodando o seu marido pelo que ele não fez como o líder espiritual da família? Você exibe a sua leitura da Bíblia em frente ao seu marido? Então, você está produzindo espinhos, e não frutos.

Compare o tempo que você gasta lendo revistas, livros, ou assistindo outras coisas com o tempo que você passa na Palavra. O que você vai fazer sobre isso? Você está aprendendo alguma coisa que você leu neste livro? Alguém pode ver alguma mudança em você a partir de sua leitura? “Aquele que ouve a palavra, mas não a põe em prática, é semelhante a um homem que olha a sua face num espelho e, depois de olhar para si mesmo, sai e logo esquece a sua aparência. Mas o homem que observa atentamente a lei perfeita que traz a liberdade, e persevera na prática dessa lei, não esquecendo o que ouviu mas praticando-o, será feliz naquilo que fizer.” (Tiago 1:23-25).

Refreia a sua língua. “Se alguém se considera religioso, mas não refreia a sua língua, engana-se a si mesmo. Sua religião não tem valor algum!” (Tiago 1:26). Quando foi a última vez que você vomitou palavras duras para o seu marido? Deus diz que você é inútil. Senhoras, tenham controle dessa língua dolorosa! (Por favor, leia e releia o capítulo 4, “Bondade Está em Sua Língua” e, em seguida, leia de novo!)

O Relacionamento de Marido e Mulher

Não devemos ser os líderes espirituais de nossas casas. A Palavra de Deus se refere ao homem como Ele se referiu a Si mesmo. Devemos ter o mesmo tipo de relacionamento com nossos maridos que Jesus tem com a Sua Igreja. Vamos procurar a Sua Palavra para as muitas maneiras que a nossa relação com os nossos maridos deve ser como a nossa relação com Cristo.

O cabeça. “Pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja...” (Ef 5:23). “Cristo é a cabeça de todo homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo” (1 Coríntios 11:3). Nós aprendemos no capítulo 8, “Mulheres, Sejam Submissas” a importância da autoridade na casa. Nós também aprendemos os benefícios de sermos submissas aos nossos maridos, ou seja, para a nossa proteção e proteção de nossas crianças. As Escrituras comparam Cristo como cabeça da igreja, com os nossos maridos como a nossa cabeça. Como acontece com qualquer empresa bem administrada ou, especialmente, com os militares, é necessário uma cabeça ou líder adequado. Devemos permitir que nossos maridos nos liderem! Não perca este ponto. Você deve permitir que eles liderem. Permita que o seu marido ache as soluções para os problemas que surgem em sua casa.

O salvador. ”Pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador” (Ef 5:23). O marido deve ser o salvador do corpo. Nós esposas pensamos que devemos ser as salvadoras, mas quando há uma crise financeira, ou qualquer crise, realmente o marido deveria ser o que “salva o dia.” Isto é para vocês que, como eu, são agora a noiva do Senhor. Nós devemos olhar para Ele para salvar o dia. Muitas esposas correm a procurar um emprego, ou fazem planos financeiros. Isto somente rouba seu marido da bênção. Quando o marido faz o plano, então a esposa felizmente deve submeter-se. Quando é a esposa que faz algum tipo de plano, então o lar fica fora de ordem.

Nós mulheres devemos cumprir nosso papel daquelas que são sujeitas a nossos maridos (ou Marido). O marido sozinho deve ser o cabeça do lar e o salvador do corpo. É claro, nós esposas preferiríamos dizer ao nosso marido como ele deveria cortar os gastos ou a solução dos seus problemas. Moças, quando você vê um problema, o entregue ao seu Marido, o Senhor! Pare o ciclo de você liderar e salvar o dia! Aqui estão alguns testemunhos curtos de mulheres que seguiram este princípio sem o conhecimento de seus maridos.

Testemunho 1: Meu marido não era o que disciplinava em nosso lar. Ele era o cara legal; eu era a mãe que dava medo e maldosa. Um dia, eu finalmente decidi agir no princípio de permitir que meu marido liderasse. Precisei retroceder na minha extrema autoridade até que todo o caos começou a acontecer. Eu sempre tinha mantido as crianças sob controle. Portanto, o meu marido nunca havia percebido problema algum em nosso lar. Francamente, eu estava cansada de ser o único adulto na casa. Eu tomei a liderança do meu marido de disciplinar, corrigir ou treinar por quase um ano. Eu observei enquanto as crianças saíram de controle. Eu sempre havia mantido tudo basicamente calmo, então meu marido nunca entendia quando eu pedia que ele me ajudasse a disciplinar as crianças. Quando eles perderam totalmente o controle, ele ficou chocado! Isto finalmente o fez mover-se. Pela primeira vez ele colocou seu pé no chão, e os direcionou sem que eu pedisse! Era tudo o que meus filhos precisavam. Mais importante, eu fui aliviada da carga de ser a única disciplinadora, o que me deixou tempo para aproveitar, brincar com eles e amar meus filhos da maneira que meu marido havia feito no passado. Agora estamos “juntos” na criação de nossos filhos. Finalmente existe o equilíbrio que eu sempre havia desejado.

Testemunho 2: Eu sempre tentei amenizar a dureza das maneiras autoritárias do meu marido em lidar com nossos filhos. Eu sentia que precisava protegê-los de seu pai, especialmente quando eu sentia que ele estava como que pegando no pé. O que eu não havia percebido era que eu não estava somente bloqueando suas maneiras duras, mas eu estava bloqueando o amor das crianças de seu pai também. Uma vez que ouvi este princípio, eu decidi tentá-lo seguindo sua liderança. Meu teste chegou quando meu marido pediu que nosso filho cortasse a grama. Eu normalmente ficaria atrás dele até que ele cortasse a grama, mas desta vez eu não disse nada. Meu filho foi para a cama sem cortar a grama aquela noite. Às 23:30 seu pai chegou em casa de sua reunião e queria saber porque a grama não tinha sido cortada. Ao invés de dar desculpas e defendê-lo, eu somente disse, “eu não sei”. Meu marido o tirou da cama e fez com que ele cortasse a grama no escuro aquela noite. Meu filho chorou o tempo todo, e secretamente, eu também. As coisas mudaram; proximidade se desenvolveu entre meu filho e o seu pai. Também, meu filho começou a amadurecer, eliminando uma grande preocupação minha.

Testemunho 3: Meu marido nunca foi bom em providenciar para a família. Eu sempre pagava em seu lugar quando ele perdia seu emprego ou quando nós ficávamos com pouco dinheiro ao voltar para o trabalho. Um dia, por pura exaustão, eu tomei a decisão de que seguiria sua liderança e ficaria quieta quando as coisas ficassem difíceis.

As coisas ficaram mesmo loucas e ele ainda não tomava a liderança, mas eu estava determinada em ficar quieta. As coisas pioraram e ele ficou bravo. Eu costumava resgatá-lo quando ele ficava irado, mas desta vez eu lembrei da Escritura, “Homem de grande ira tem de sofrer o castigo; porque se o livrares, terás de o fazer de novo” (Pv 19:19). Ele estava tão acostumado que eu tomasse controle numa crise que ele não sabia o que fazer. Ao invés de fazer algo, eu somente orei por ele. Eu orei a Escritura que fala sobre o marido providenciando e sobre o fruto da diligência, enquanto eu me mantinha quieta e parada. Então, de repente, meu marido saltou em ação. Foi surpreendente!

Agora eu sou livre para me concentrar nas crianças e no nosso lar. Isto me libertou para cuidar do meu marido mais do que eu fazia antes. Eu acho que o meu ressentimento para com ele estava motivando o apodrecimento por um longo tempo. Eu estava tão ocupada com o trabalho, cuidando da nossa família, e mantendo nosso lar erguido. O que eu não havia percebido era que aquilo atrapalhava o meu marido e eu de estarmos próximos. Agora eu sou capaz de mostrar gratidão a ele. Tudo isso trouxe um homem maravilhoso que eu nunca sabia que estava dentro dele! Eu às vezes volto a ser o cabeça e salvadora do nosso lar quando meu marido não se move rápido o suficiente para mim, ou quando eu não acho que ele está lidando da maneira correta, mas eu estou começando a aprender que estas situações não são problema meu. Quando ele não se move ou se ele não lida com aquilo da maneira correta, isto é entre ele e o Senhor. O Senhor é o cabeça dele, não eu.

Criado para carregar as cargas. O seu marido foi criado para carregar as cargas da família; simplesmente olhe para seus ombros largos e musculosos comparados aos seus ombros. Nós mulheres temos até tentado imitar estes ombros com as nossas ombreiras! Os homens são realmente feitos para trabalhar melhor sob pressão. Talvez você ache que o seu marido não pode lidar com a pressão, porque você sempre foi a rede de segurança do seu marido.

As mulheres, por outro lado, foram criadas para lidar com várias coisas ao mesmo tempo. Nós somos capazes de fazer a casa funcionar com toda sua manutenção e lidar com crianças de várias idades, personalidades e necessidades, as refeições, a limpeza, a arrumação contínua, e os horários agitados da família. Mulheres, parece que conseguimos fazer tudo, mas enquanto você está tentando fazer tudo, o que então o seu marido está fazendo? Normalmente brincando — jogando esportes, trabalhando em hobbies ou só se divertindo!!!!

São um. “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne”. (Efésios 5:31). “Da mesma forma, os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo.” (Efésios 5:28). “Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a si mesmo...” (Efésios 5:33).

Santificar. Moças, seu marido tem um papel importantíssimo na santificação da esposa como vemos na Escritura a seguir: “Maridosame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a Palavra, e para apresentá-la a si mesmo como  igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável” (Ef 5:25- 27). Esta é uma Verdade Bíblica muito poderosa que poucos vão um dia perceber: as esposas precisam ser santificadas (purificadas) enquanto os nossos maridos lêem e compartilham as Escrituras conosco. O seu marido lê a Palavra de Deus diariamente para você? Como a igreja mantém o corpo purificado do pecado que se arrasta para dentro da igreja? — pela leitura da Palavra de Deus. Com as esposas é a mesma coisa.

Testemunho: O meu marido sempre se sentiu intimidado por sua responsabilidade nesta área. Nós descobrimos uma maravilhosa e linda solução à necessidade da família de estar na Palavra diariamente. Nossa família senta junta, todos os nove, todas as manhãs, com os quatro mais velhos seguindo a leitura e os que ainda não lêem sentam quietos, jogando jogos ou colorindo. Este método de ouvir um CD por dia e seguir a leitura te leva pela Bíblia toda em somente 62 dias! A combinação de escutar a Alexander Scourby lendo a Bíblia corretamente, e ler junto com ele, é tão poderosa, não tem como ser explicado!

Amor. ”Maridos, ame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou...” (Ef 5:25) “Da mesma forma, os maridos devem amar cada um a sua mulher...” (Ef 5:28). “Maridos, ame cada um a sua mulher e não a tratem com amargura” (Cl 3:19). Desde que o movimento feminista permeou a igreja com mentiras, tem havido uma “mistura” dos papéis e mandamentos dados aos homens e às mulheres. Nós continuamos ouvindo outros dizendo que Deus ordenou aos homens e às mulheres para amarem seus cônjuges. Este “mandamento” foi somente dado ao marido. Na verdade, a única referência para uma mulher para amar seu marido é dada em Tito. A mulher mais velha é encorajada a ensinar a mulher mais nova a amar seu marido e seus filhos. Deuteronômio 4:2 diz, “Nada acrescentem às palavras que eu lhes ordeno...” Isto significa que uma esposa não deve amar seu marido? Enfaticamente, não! “...e vivam em amor, como também Cristo nos amou e se entregou por nós...” (Ef 5:2). O papel principal da esposa é aquele de respeitar e submeter-se a seu marido. Amor, amor genuíno, seguirá. Se falta em você o amor incondicional pelo seu marido, comece respeitando-o e submetendo-se a ele e veja o que Deus fará com o seu coração.

Deve ser respeitado. “...e a mulher trate o marido com todo o respeito.” (Efésios 5:33). “Observando a conduta honesta e respeitosa de vocês (mulheres)” (1 Pedro 3:2). Respeito pelo marido e pai é tão necessário em nossas famílias cristãs. Como mães, nos perguntamos por que nossos filhos não falam respeitosamente conosco e ainda assim, não vemos nada de errado em relação a nossa própria atitude para com os nossos maridos. Em vez de respeito, há uma atitude de mera tolerância para o chefe da família. Os maridos e pais tem sido rebaixados e desafiados todos os dias por suas esposas, e isto é aceito! Precisamos acabar com isso imediatamente. Isto pode estar profundamente enraizado. Se estamos ajudando nossos maridos no sustento da casa, então podemos estar convivendo com outras mulheres contenciosas que fofocam, murmuram e se queixam de seus maridos. Ore para que Deus te remova desse ambiente e te traga de volta para casa. Se os seus filhos estão na escola pública, você não tem uma oração para conseguir respeito. Mesmo muitas das crianças que conheço que estão em escolas particulares ou cristãs são desrespeitosa com os seus pais. Por que não trazê-los para casa para serem educados? Se sua família ainda está assistindo televisão ou vídeos, é melhor encarar isso como uma forma de treinamento. Tenha a certeza de que você quer que o comportamento e a atitude exibida na tela sejam “imitadas” em sua casa.

São sujeitas. ”Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos” (Ef 5:24). “Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como convém a quem está no Senhor” (Cl 3:18). “Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor” (Ef 5:22). “...puras, a estarem ocupadas em casa, e a serem bondosas e sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja difamada” (Tt 2:5). Os maridos devem governar sobre tudo. Entretanto, a maioria dos maridos escolhe “delegar” muitas áreas do lar a sua esposa, mas o papel do homem é ser o cabeça, e nós como esposas, devemos nos submeter a eles. Não devemos estar debaixo da autoridade de outro homem (por exemplo: chefes, professores da escola dominical ou até mesmo pastores. Veja o capítulo 13 “Os Costumes de Sua Casa” porque “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque vocês rejeitaram o conhecimento...” (Oséias 4:6).

Nosso marido deve ser a autoridade final e principal aqui na terra para os nossos filhos e para nós. Tome nota: problemas financeiros são uma das maiores razões para divórcio. Moças, devolvam esta importante área de liderança. Casais que têm permitido que o marido governe seus lares por controlar as finanças só relataram louvores. Eles relataram que isto eliminou totalmente brigas com relação a finanças. Ore sobre isso e veja o que Deus vai fazer. Seu marido pode querer que você segure o talão de cheques. Ore para você estar sendo “aliviada” dessa carga também. Se você acha que seu marido é muito irresponsável, lembre-se: que isso é problema do Senhor, e não seu! Nossos caminhos devem agradar ao Senhor!

Cuidar e prover. “Se alguém não cuida de seus parentes, e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que um descrente.” (1 Timóteo 5:8). Se você está trabalhando ou você tem permitido ou participado da ação de “gastar antes de receber”, então você precisa se arrepender. Satanás está usando você para ter sucesso em sua tentativa de dividir a sua casa e roubar suas bênçãos. Pare de jogar em seu time. Renove a sua mente e leve cativo todo pensamento à obediência de Cristo. Esta área é coberta com mais profundidade novamente no capítulo 13 “Os Costumes de Sua Casa”. Esta lição responde a pergunta que você pode ter quando é o seu marido que quer que você trabalhe, mas você tem no seu coração o desejo de manter-se em casa.

Por favor, entenda que uma das maiores razões pelas quais nós, mulheres, somos tão infelizes e frustradas não é porque não estamos sendo tratadas da mesma forma que os homens. É porque nós estamos tentando preencher um papel que não fomos projetadas para ocupar. Se tanto o marido quanto a esposa estão trabalhando, quem está em casa? Senhoras, a casa pela qual você e seu marido trabalham e se escravizam está vazia! Suas “ pequenas” bênçãos estão sendo cuidadas e educadas por uma imitação “barata” de você. É de se admirar que você se senta frustrada e insatisfeita?

Nos alimenta. Nós sabemos que nossos maridos deveraim ser quem “traz a comida” para casa, mas é de alimento espiritual que nossas crianças e nós estamos literalmente famintas! “...ninguém jamais odiou o seu próprio corpo, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja.” (Efésios 5:29). Esta alimentação deve vir da Palavra de Deus. Moças, temos feito com que nossos maridos se sintam totalmente inadequados nesta área. Muitos homens nem sequer sabem por onde começar. Devemos orar para que o Senhor fortaleça e oriente nossos maridos; ore por isso diariamente! Satanás irá atacar o seu marido nesta área, porque ele sabe o quão importante esta área é para liderar a família. Ele fará com que seu marido se sinta inútil, incapaz e totalmente estúpido. Ele usará brigas com você e seus filhos para impedir seus momentos de leitura da Palavra de Deus. (Ore sobre a oportunidade de dizer ao seu marido sobre o uso da Bíblia em fita ou CD para conduzir a sua família através da Bíblia - isso funciona!) Quando os nossos maridos falham nesta área, tomamos sobre nós mesmas a responsabilidade de resolver o problema. Nós conseguimos o que precisamos indo para múltiplos estudos bíblicos, seminários e escola dominical. Nossas crianças são mandadas para a escola dominical e Escola Bíblica de Férias, para ouvirem as mesmas histórias, ano após ano, apenas para abandonarem a igreja quando se tornarem jovens adultos.

Moças, Sara decidiu resolver seu problema com Hagar! Sua família está em uma situação de Hagar? Seu marido se sente tão inferior como o líder espiritual de sua família, porque você sabe tudo! Então, agora você e as crianças vão para a igreja e ele fica em casa ou vai jogar bola.

“Uma esposa exemplar; feliz quem a encontrar

É muito mais valiosa que os rubis.

Seu marido tem plena confiança nela

e nunca lhe falta coisa alguma.

Ela só lhe faz o bem, e nunca o mal,

todos os dias da sua vida.”

Provérbios 31:10-12

 Compromisso Pessoal: Dar espaço para que o Espírito Santo guie meu marido. “Baseada no que eu aprendi da Palavra de Deus, eu consagro o meu marido, a sua liderança e a sua espiritualidade a Ti; e eu irei esperar pacientemente para que Tu se movas. Eu devolverei o papel de liderança ao meu marido em todas as coisas para que a Palavra de Deus não seja desonrada.”

Se você está pronta para se comprometer com DEUS em terminar o curso, em concordando e clicando aqui você então estará pronta para documentar esta próxima etapa ao longo de sua jornada de restauração no formulário "Meu diário". Não se apresse, sente-se, pegue seu café ou chá e derrame seu coração no seu Diário.

 Como “Semelhantemente, as mulheres mais velhas ...devem ensinar o que é bom. Devem instruir as mulheres mais jovens...” (Tito 2:3), você terá a oportunidade de falar com as mulheres mais jovens que ainda são solteiras como parte de seu ministério.