“Se algum de vocês tem falta de sabedoria,

peça-a a Deus, que a todos dá livremente.”

—Tiago 1:5

 

Para que eu fiz tudo isso? Com que propósito? Eu realmente perdi, como a maioria das pessoas acham, ou realmente fui a vencedora?

Normalmente, quando começo a escrever um capítulo, eu inicio pelo título. É quase como se Ele estivesse me dando a direção de para onde Ele deseja que eu vá quando começo a escrever. Embora eu acredite que eu saiba o que quero compartilhar com você, a direção que estou tomando, ainda não está claro para mim como posso resumir o assunto o suficiente para criar um título adequado. Mesmo assim eu vou seguir apenas confiando que o Senhor me ajudará a compartilhar esta maravilhosa revelação com você, com ou sem título.

Se você já leu algum dos livros de Erin, então certamente já se deparou com o manual Uma Mulher Sábia, que foi criado originalmente para mulheres desesperadas que, como eu, foram abandonadas ou traídas pelos seus maridos. Ele contém a conclusão de tudo que o Senhor revelou a Erin durante a sua jornada de dois anos, quando ela O buscou para restaurar o seu casamento. Ela explica que a partir deste livro um outro menor foi composto para ajudar essas mulheres a simplesmente sair das suas crises (novamente mulheres que haviam sido abandonadas ou cujos maridos haviam sido infiéis a elas), como eu, e esse tinha por título Como Deus Pode e Vai Restaurar Seu Casamento.

Depois de usar ambos os livros, como a maioria de vocês, também tive meu casamento restaurado, mas mesmo antes disso, eu comecei a ajudar Erin com os livros dela e com seu ministério online. Mas, quando meu marido me deixou pela segunda vez, de repente, após catorze anos de restauração, muitas mulheres pensaram que eu havia perdido para valer, e eu também me senti desqualificada para ajudar Erin e, portanto, me demiti! Algumas mulheres com quem eu estava trabalhando foram muito longe e me acusaram de ser uma impostora, antes que eu me demitisse, dizendo que se eu tivesse sido a esposa que eu professava estar tentando ser, e seguido os ensinamentos do livro Uma Mulher Sábia, como eu estava encorajando outras mulheres a seguirem os princípios, basicamente afirmaram que, se eu estivesse “praticando o que eu pregava”, meu marido não teria me deixado.

Felizmente, através das falsas acusações e pela própria boca dele, meu ex-marido na verdade me defendeu diante do pastor sênior como sendo uma “esposa perfeita” e, mais tarde, confessou que ele também havia pensado (antes de ver como eu lidei com a sua segunda partida dele) que eu estava fingindo, mas que eu estava sendo “inacreditavelmente sincera”. Uau, só Deus, minha querida, só Deus, poderia tê-lo inspirado a dizer isso. E, claro, Erin disse que ela me conhecia de verdade, e uma ou duas amigas muito próximas afirmaram que acreditavam em mim. Mas, devido ao que aconteceu, eu comecei a duvidar do meu chamado como ministra ou de ainda ter alguma coisa a dizer para qualquer mulher.

Depois que a poeira abaixou, e a crise inicial do segundo divórcio, os outros processos que meu ex-marido abriu contra mim e o começo da ruína financeira passaram (claro, eu nunca me defendi contra nada disso), então eu também me questionei, “Para que tudo isso? Para que eu aprendi ser essa esposa “perfeita” se eu iria acabar sem marido nenhum? O que eu vou fazer agora se meu testemunho se foi, para quem eu poderia ministrar e quem vai querer me ouvir?

Revelações

Agora voltando ao presente. Já se passou quase um ano e meio desde que o divórcio foi finalizado, então eu tenho vivido sem “marido” já há muitos meses. Durante muitos dias e horas de viagens ao redor do mundo, o Senhor tem me revelado muitas respostas sobre coisas com que acredito que muitas de vocês estão tendo dificuldades também. Aquelas de vocês, que, como eu, começaram este curso de ação para restaurar seus casamentos, mas, assim como eu, não estão restauradas, ou com um marido em casa, e estão se perguntando, “Qual o propósito disso?”, ou até pior, estão se sentindo fracassadas. Porque, convenhamos, as vencedoras não são aquelas mulheres que escrevem os seus “testemunhos de casamentos restaurados”? Isto não faz de você, e agora eu, as perdedoras?

Agora deixe que eu desfaça este mito e revele para você a verdade que irá te libertar— que te deixará livre para se regozijar e se alegrar!

Nós não só não perdemos, queridas, mas nós, na verdade, ganhamos!

O propósito desta transformação que Ele fez em nós não foi para que nos tornássemos a esposa de ninguém, mas para que nos tornássemos Sua noiva eterna— a noiva de um Príncipe— o Príncipe da Paz! Isto não significa então que você e eu somos princesas? Sim! E isto significa também que por toda a eternidade está prometido (por Alguém que é incapaz de mentir) que você será tratada e cuidada como uma noiva que é amada além do que se pode imaginar. “Vocês sabem muito bem que Deus pode fazer qualquer coisa, muito mais do que poderiam imaginar ou pedir nos seus sonhos.” (Efésios 3:20 Bíblia A Mensagem).

A cada dia e a cada nova estação da minha vida, estou aprendendo esta verdade de maneiras maravilhosas!! Posso compartilhar com você a mais recente?

No final de março deste ano, o Senhor me disse que dentro de seis meses, em setembro, minha vida estaria completamente diferente. Para confirmar isto, Ele me disse que “alguma coisa completamente inacreditável aconteceria no mês seguinte”, em abril. De fato, ao invés de nós, do RMI, publicarmos os nossos próprios livros, eles foram escolhidos por uma grande editora, secular, que agora passará a imprimi-los e distribuí-los. Isto é inacreditável considerando os livros que foram destruídos como mencionei no capítulo anterior. Com isso, por onde quer que eu estivesse viajando pelo mundo, eu poderia simplesmente enviar para alguém, pelo correio, uma cópia de qualquer um destes livros que mudaram a minha vida! E também, ao tentar arruinar parte da minha renda (que vinha da venda dos livros do RMI), porque eu acredito que meu ex-marido os destruiu para me complicar financeiramente a fim de conseguir a custódia dos meus filhos menores—Deus tinha um plano maior ao permitir isto.

Se você acompanha a história do RMI, Erin tem explicado que anos atrás, quando o primeiro editor não conseguia acompanhar a demanda pelos livros, eles tentaram sem sucesso conseguir que alguma editora cristã publicasse pelo menos um dos seus livros! E foram rejeitados vez após vez porque as editoras cristãs acreditavam que eles eram radicais demais—e, como sabemos, são os únicos livros que falam e compartilham a verdade! E é por isso que o RMI começou a autopublicar seus próprios livros. Então, ver uma empresa secular “publicar dez títulos só para começar” é um feito realmente notável.

“Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós.” (Efésios 3:20).

“Contudo, o SENHOR ESPERA o momento de ser bondoso com vocês; ele ainda se levantará para mostrar-lhes compaixão. Pois o SENHOR é Deus de justiça. Como são felizes todos os que nele esperam!”(Isaías 30:18).

Esta nova reviravolta nos eventos, que afetou tanto a mim tanto quanto a Erin e ao RMI, me fez esperar com grandes expectativas pelo que setembro traria. O engraçado é que (todas nós fazemos isso), eu imaginei exatamente como eu iria ser abençoada. Eu tinha certeza de que teria que ser na área das minhas finanças porque Ele certamente precisava agir ali! Então era por isso que eu estava esperando e antecipando, até que chegou o dia 1 de outubro. Durante a semana seguinte, eu tentei compreender a coisa toda. Eu sempre pensei em escrever um capítulo sobre como Lázaro e suas irmãs devem ter tido dificuldades em esperar pela chegada de Jesus, até que pareceu que já era tarde demais (mas como Deus havia preparado tudo para que fosse realizado um milagre maior permitindo que ele morresse— mas isso é assunto para um outro capítulo.) Porque, ao invés de aumentar, minhas finanças ainda estão, de fato, morrendo lentamente. Contudo, o Senhor tem me lembrado (suficientemente) de refletir sobre a história de Lázaro quando converso com Ele sobre a aparência desoladora dos meus recursos. Então pode ser que o capítulo sobre Lázaro esteja vindo por aí... Contudo, não é disto que este presente capítulo trata e nem é sobre como a minha vida estava para mudar.

Sem que eu me desse conta, minha vida mudou dramaticamente! Mas você acredita que eu quase não percebi? Foi tão sutilmente que a grandiosidade de tudo me escapou. Sabe, eu acho que foi isso que aconteceu com muitos judeus que esperavam pela chegada de Jesus, o seu Messias. Ele veio de uma maneira tão sutil, em uma manjedoura, como filho de um carpinteiro, e como eles imaginaram que Ele viria como um rei terreno (com todo o esplendor), muitos não se deram conta e perderam a chegada de Jesus.

O que aconteceu? Subitamente, de repente e inacreditavelmente, eu me dei conta de que havia simplesmente me tornado uma mãe que não trabalha fora! Eu acordei uma manhã para o fato de que Ele havia concedido os desejos do meu coração—desejo este que eu acalentava desde antes do nascimento do meu primeiro filho. Ao longo do meu casamento eu, ou trabalhava meio período ou ajudava meu marido em seu trabalho, mesmo depois quando ele se tornou pastor. Então você pode estar se perguntando (eu me perguntei)—como isso é possível comigo sendo uma mãe solteira com tantos filhos, que não recebe pensão, e que com certeza não é independentemente rica?

“Eis que Eu sou o SENHOR, o Deus de toda a carne; acaso haveria alguma coisa demasiado difícil para Mim?” (Jeremias 32:27). “Ah Senhor DEUS! Eis que Tu fizeste os céus e a terra com o Teu grande poder, e com o Teu braço estendido; nada há que Te seja demasiado difícil.” (Jeremias 32:17).

A princípio eu não conseguia aceitar que esta benção fosse de verdade. Certamente que eu teria que “trabalhar”—certo? Convenhamos, mais uma vez, vamos ser realistas aqui. Contudo, o Senhor continuou me lembrando de como, durante os meus 25 anos de casamento, Ele havia me treinado para ser a “esposa perfeita”, e que esta era a razão. Eu agora era apenas não Sua esposa, mas a Sua noiva. Então Ele esperaria ou desejaria que a Sua noiva “trabalhasse”? MAS, e o fracasso nas minhas finanças? Um dia o Senhor me perguntou, “Michele, se você aprendeu a não questionar o seu marido terreno sobre as condições das finanças da família, e você confiou a ele o fardo e a solução dessa questão, por que então você está preocupada agora que tem um Marido Celestial com recursos ilimitados?” Uau, isto com certeza me ajudou a ver as coisas de uma maneira diferente!

O Senhor graciosamente também orquestrou as circunstâncias de um jeito que estou fazendo tudo aquilo que amo! Em vez de estar em um emprego para ganhar dinheiro, eu estou livre para escrever e continuar a ministrar para mulheres! Mesmo a falta de dinheiro tem um papel nisto também. Se eu estivesse recebendo um salário, então eu me sentiria culpada de fazer o que estou fazendo; contudo, o pouquinho que recebo é o suficiente para manter a minha vida. E ministrar para mim nunca será um trabalho—é a minha paixão. E embora eu tenha acreditado que o fato de não ter mais um casamento restaurado me desqualificasse para ter um ministério, a verdade é que estar restaurada somente limitou o meu ministério. Toda mulher na face da terra precisa do Seu amor e merece ser Sua noiva! Nem todo mundo precisa ou deseja um casamento restaurado—então, ao perder a minha vida (como eu a conhecia), eu a encontrei!!

“Então disse Jesus aos Seus discípulos: ‘Se alguém quiser vir após Mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-Me. Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de Mim, achá-la-á.’” (Mateus16: 24-25).

Mas e quanto a você? Qual foi o propósito Dele para que você, neste momento, não seja uma esposa, além de permitir que você O vivenciasse como o Marido dos seus sonhos? Eu acredito que, no fundo, seja para te conceder os desejos do seu coração—desejos que você pode ter até mesmo esquecido ao longo dos anos! É tão fácil perder nosso foco quando a jornada da nossa vida nos leva a um caminho para onde pensamos que ela jamais nos levaria. No entanto, Deus ouve e se lembra de cada um desses desejos e não se esqueceu de nenhum deles.

Então preciosa, peça ao Senhor que te mostre o que Ele está planejando e que você pode ter deixado escapar. Eu acredito que muitas de vocês estão, na verdade, vivendo a vida que sempre sonharam. 

Diário