Dia 12
Marido x Dízimo, Dízimo x Ofertas

Mas primeiro um Testemunho de Casamento Restaurado!

 

Deus realmente faz o Impossível!

Eu já tinha enviado um Relatório de Louvor antes pela restauração do meu casamento (“Marido Volta para Casa em Nebrasca”) porque eu pensei que o meu casamento estava restaurado. Mas meu marido ficou em casa por alguns dias e foi embora novamente. Ele se mudou para um apartamento com a OM e eu fiquei devastada! Isto foi em maio.

Eu encontrei o seu ministério enquanto eu procurava por Restauração de Casamentos cristãos na internet. Eu fui realmente abençoada pelo livro Como Deus Pode e Vai Restaurar Seu Casamento e por todos os versículos Bíblicos que ele traz. O Senhor me mostrou vários versículos na Bíblia e que eu realmente tinha realmente me aproximado mais Dele devido a tudo que aconteceu.

Eu realmente precisava mudar. Quando comecei a realmente buscar o Senhor, então eu O vi trabalhando na minha vida. Os materiais do ministério me ensinaram a como buscar a restauração do meu casamento à maneira de Deus em vez da maneira que o mundo prega.

Quando meu marido saiu de casa outra vez, ele disse que queria o divórcio, que nunca mais voltaria para casa e que estava tudo acabado entre nós. Ele me disse que jamais existiria nenhuma chance de ele retornar para casa novamente.

MAS ENTÃO DEUS MUDOU AS COISAS EM UM INSTANTE!!!

Meus filhos e eu fomos visitar os meus pais nas férias. Enquanto estávamos fora, meu marido foi fazer uma viagem de canoa com a OM, mas ficou lembrando de mim o tempo todo e pensando que era eu quem deveria estar lá com ele! Meu filho estava no culto das crianças na igreja dos meus pais e ele pediu que orassem por seu papai e que Deus unisse a sua família novamente. Todas as crianças e os líderes do ministério infantil colocaram as mão sobre ele e oraram. Enquanto eu estava no culto daquela mesma igreja aquela manhã, durante o louvor e adoração, o líder da adoração disse a minha mãe para olhar para mim e dizer “A alegria está vindo pela manhã!” Minha mãe disse que ela nunca tinha feito isso antes.

Quando nós voltamos das férias, meu marido estava com lágrimas nos olhos e disse que sentia a nossa falta. Nós conversamos e ele disse que não conseguia se ver envelhecendo com ninguém que não fosse eu ao seu lado! Ele chorou e disse que estava arrependido por tudo e que me amava. GLÓRIA A DEUS!!! Os procedimentos do divórcio estavam marcados para aquela sexta-feira!!!

Obrigada, Jesus!!! Eu sei que tudo isso foi para o bem. Deus opera milagres! Meu marido disse que nunca voltaria para casa!! Mas Deus realmente faz o impossível!! Se você está buscando a restauração, e tem ouvido palavras tipo, “Eu NUNCA voltarei para casa!”, saiba que são mentiras do diabo para fazer com que você desista. Eu nunca desisti.

Eu orei e muitos outras pessoas têm permanecido em oração, também. OBRIGADA, JESUS!! Obrigada, Dan e Erin, por esse ministério abençoado. DEUS ABENÇOE A TODOS VOCÊS!! Eu continuarei orando por todos vocês que buscam a restauração dos seus casamentos.

Rhonda, RESTAURADA em Nebrasca

Maridos e o Dízimo

Meu marido se opõe ao dízimo

Esse tópico talvez seja um dos mais interessantes com que lidamos em nosso ministério. Logo depois que as mulheres aprendem o princípio do dízimo, a primeira razão que elas encontram, quase que imediatamente, para NÃO dizimar está relacionada aos seus maridos, que segundo elas, não querem que elas deem o dízimo.

E o interessante é que essas são as mesmas mulheres que quase nunca obedeciam a nada que seus maridos lhes diziam, mas ainda assim elas são muito diligentes em falar com seus maridos sobre este assunto, e em seguida obedecê-los e NÃO dar o dízimo porque eles disseram que não.

Você não corre para o seu marido para perguntar se pode orar por ele, ou para falar sobre esse curso que você está fazendo, ou sobre muitas outras coisas, porque você já sabe o que ele te responderia. Ele te diria para NÃO orar por ele e não tentar restaurar seu casamento, e sim seguir em frente com a sua vida.

Vamos começar concordando que é bastante ridículo correr para o seu marido, que está vivendo em pecado em relação aos princípios de Deus, e PERGUNTAR, a ele sobre qualquer coisa que você sabe que ele irá se opor, e isso inclui o dízimo. A maioria dos maridos não está em posição de aconselhar em assuntos tão importantes para o futuro das suas esposas e dos seus filhos. Seria o mesmo que você se sentar com seu marido e discutir sobre "os perigos de se viver com uma prostituta" (embora eu tenha que admitir que muitas mulheres agem assim e isso se volta contra elas de uma maneira terrível).

Se você estiver atualmente separada ou divorciada, então essa é uma das bênçãos que você pode adicionar àquela sua lista do seu “Pior Cenário” que você fez na semana passada.

Se o seu marido saiu de casa, isso significa que você está absolutamente livre e tem a obrigação de dar o dízimo no lugar dele, e fechar a porta que estava aberta e permitia que o inimigo roubasse de você - e foi exatamente isso que o Senhor me mostrou quando eu estava separada.

Mesmo antes de nos divorciarmos, quando eu tinha algum dinheiro que ele me dava ou alguma outra pequena renda, eu nunca falei sobre esse assunto com meu marido, nem uma única vez. Assim como eu também nunca contei a ele que eu estava orando para que ele voltasse para casa ou que eu estava orando por sua salvação.

Se eu tivesse falado com ele a respeito de algumas dessas coisas, eu sei que ele teria dito - “NÃO, absolutamente não! NÃO ore por mim, e NÃO dê nenhum dinheiro, você precisa dele, a igreja já tem o suficiente!!”

Um pouco antes de voltar para casa, ele me perguntou como eu estava conseguindo arranjar tanto dinheiro 🙂 tanto que comecei até a ajudar a ele (e a outra mulher) com dinheiro, comida e dei a eles minha van (quando os carros dos dois quebraram). E como ele viu o que estava acontecendo, e não porque eu DISSE nada, foi que ele se dispôs de boa vontade a fazer aquilo que ele pôde VER que funcionava, na sua volta para casa!!!!

E para completar, o Senhor orquestrou para que meu marido fosse a um Seminário Cristão avançado comigo (aquele mesmo que mencionei que todos os pastores estavam presentes para ver o que o Senhor tinha feito), e você acredita que a "proteção do dízimo" foi um dos tópicos abordados? Daquele ponto em diante, meu marido passou a dar o dízimo fielmente! Se eu não tivesse feito aquilo que eu sabia que era o certo, e seguido o que o meu Marido me disse, para impedir que o inimigo continuasse roubando a mim, aos meus filhos e o nosso futuro - eu sei que eu nunca teria nada do que agora tenho para compartilhando com outras pessoas como você.

E adivinhe o que mais o seminário ensinou? Foi abordado um outro tema que era "outro desejo do meu coração", o de ter mais filhos e nunca mais ter que tomar anticoncepcional (e nem usar nenhum outro método "natural" de controle da natalidade (sim, essa é uma escolha mais saudável, mas que claramente NÃO confia no Senhor para planejar a família que ele tem para você). Os resultados? Um ano depois Tara nasceu, e depois vieram mais dois - uma grande família, o número exato que eu havia pedido - sete crianças!

O que ter mais filhos tem a ver com o dízimo????

Acredite ou não, o nascimento da minha filha Tara também foi resultado do dízimo. “Também por amor de vós reprovarei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; nem a vossa vide no campo lançará o seu fruto antes do tempo, diz o Senhor dos exércitos.” - Malaquias 3:11. Depois do meu quarto bebê, Tyler, eu perdi duas bebês, que morreram antes de nascer. Nesse seminário foi ensinado como casais que tiveram múltiplos abortos, ou bebês natimortos, conseguem ter filhos depois que começam a dar o dízimo. Nós dizimamos e eu fui capaz de dar à luz uma menina saudável, e em seguida a mais um filho e à uma outra menina dentro dos 4 anos que seguiram à minha restauração!!

Quando eu comecei a acalentar a esperança de ter mais filhos (depois de perder nossa segunda menina) eu não falei nada com meu marido. Não só porque ele havia saído de casa e estava vivendo com outra mulher, e tinha jurado que nunca mais voltaria, mas também porque eu sabia que se eu falasse com o Senhor sobre esse assunto, ELE poderia mudar o coração de meu marido. Por eu ter começado a dar o dízimo naquela época em que comecei, mesmo uma pequena quantia, Deus me deu TODOS os desejos do meu coração!

Deixe-me colocar isso de outra maneira, já que muitas mulheres nos escrevem dizendo que algumas coisas não se aplicam a elas, quando, de fato, cada princípio e promessa da Bíblia se aplicam a TODAS nós de infinitas maneiras em nossas vidas. Se você está procurando maneiras de ser isenta desse ou daquele princípio, você vai encontrar. Porém se você PEDIR a Deus para que Ele te mostre como aplicar cada promessa em sua vida, então ELE fará isso por você!

Agora de volta à questão: você deve ou não dar o dízimo...

Se o seu marido é quem está pagando as contas, e você não tem nenhuma renda, então relaxe e entregue a situação para que Deus resolva. Esse é um dos benefício da SUBMISSÃO - há benefícios ENORMES, e não ter que se preocupar com coisas como essa é um deles.

Sim, é bom aprender sobre o dízimo, mas esse princípio precisa ser algo que você ensina a outras MULHERES, nunca ao seu marido. Esse não é seu papel como esposa e nem é problema seu ter que resolver essa situação de ele não estar dizimando. Deixe com Deus. Se você estiver se preocupando com isso significa que você não ‘deixou ir’.

Agora, se você NÃO têm um marido que pague as contas, mesmo que ele esteja em casa, caso você tenha qualquer renda, algum dinheiro ou comida ou algo que entre em sua casa, então peça a Deus que te mostre como dar o dízimo disso. Certifique-se dar a ELE 10% e, claro, de dar à sua “casa do tesouro”. Nesse ponto, o RMI já deveria ser sua “casa do tesouro”, então dê os seus 10% e bata a porta na cara do devorador. Confie em Deus quando Ele diz: “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal bênção, que dela vos advenha a maior abastança.Também por amor de vós reprovarei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; nem a vossa vide no campo lançará o seu fruto antes do tempo, diz o Senhor dos exércitos. E todas as nações vos chamarão bem-aventurados; porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o Senhor dos exércitos.” Malaquias 3:10-12

Talvez esteja acontecendo com você o mesmo que aconteceu comigo: por um tempo eu tive somente "cupons de alimentação" para dar o dízimo. Mas por eu ter começado a obedecer este princípio, logo depois começou a entrar dinheiro. Se essa for a sua situação, certifique-se de avisar a sua ministra, para que então vocês duas juntas possam buscar a Deus por sabedoria. Você não está mais sob a lei, então não se estresse. Porém, se o seu coração deseja dar, dizimar na casa do tesouro, Ele te mostrará como fazer isso e nós vamos te ajudar se você precisar.

Mais uma vez, vamos deixar claro, assim como você provavelmente não correu para o seu marido perguntando se deveria preencher o Questionário de Avaliação de Casamento, ou se deveria procurar ajuda para o seu casamento, seria tolice correr para ele pedindo ‘permissão’ para começar a dar o dízimo na sua nova ‘casa do tesouro’, já que não resta dúvida do que ele diria.

Isso significa que, se você trabalha, então você é livre para dar o dízimo do seu próprio salário, e MAIS uma vez, não cometa o erro de pedir PERMISSÃO ao seu marido, essa é uma armadilha em que muitas mulheres caem. Porque, uma vez que você perguntar, você terá que obedecer. Se o seu marido dá uma mesada ou uma pensão para os filhos, então dê 10% de dízimo desse valor.

* Lembre-se, o que você está tentando fazer é fechar a brecha no muro pela qual o inimigo pode entrar!

Mais difícil de explicar é quando mulheres escrevem nos formulários que elas não se sentem “corretas” ao dar o dízimo porque não trabalham, mas seus maridos pedem que elas cuidem das finanças. Portanto, elas concluem que NÃO deveriam dar o dízimo.

A razão pela qual esse modo de pensar não se sustenta é porque, nessa situação, os maridos estão esperando as suas esposas paguem TODOS os seus compromissos financeiros. Então porque você, como esposa, irá falhar em pagar o mais importante de todos, aquele que fará (e não se trata de “poderá fazer”) com que vocês não consigam pagar as contas e manter o desastre longe da sua família?

Não se omita ou se sinta culpada a respeito do seu compromisso financeiro mais importante - é Deus (e não nós) quem diz que irá garantir que você tenha o suficiente! Esse é o único compromisso que vale mais do que qualquer parcela de seguro, porque se trata da garantia de Deus como aprendemos ontem!

E adivinha só! A Culpa NÃO é de Deus. Eu costumava achar que a culpa era uma coisa boa, mas depois de conhecê-Lo intimamente como eu conheço agora, eu sei que todos os sentimentos negativos NÃO SÃO DE DEUS. Deus traz “convicção dos pecados”, e isso não se parece em nada com a sensação de vergonha, culpa ou condenação. Essas emoções fazem com que a pessoa se sinta sem esperança e sem valor. A “convicção” é como uma injeção de ânimo para fazer o que é certo, e uma urgência de excitação pela esperança renovada - e por um futuro que parece brilhante!

Deixe-me fazer uma pergunta a você: Se o seu marido te pedisse para pagar as contas, você omitiria aquela que resultaria no CORTE da sua eletricidade e que te deixaria sem condições de cozinhar, de manter a casa aquecida ou fresca, e/ou de talvez trabalhar em casa no seu computador?

Vamos pensar nessa situação de uma outra maneira. E se o seu marido te pedisse para pagar as contas, mas você decidisse não pagar o seguro do carro, ou o seguro da casa ou o plano de saúde? O que aconteceria se você ou seus filhos ficassem doentes, ou a casa pegasse fogo, ou seu marido ou você sofressem um acidente de carro? Você acha que o seu marido ficaria feliz porque você economizou dinheiro ou disse que não tinha dinheiro suficiente para pagar um dos seus seus seguros?

Contudo, o ponto mais importante é que - o Senhor DEVE SER o primeiro em sua vida. Ele deve ser AQUELE a quem você está mais interessada em agradar, AQUELE a quem você busca para obter sabedoria sempre - Ele nos dá a Sua garantia, que é melhor do que qualquer seguro.

E não nos esqueçamos de que esse é o ÚNICO princípio em que Deus nos pede para TESTÁ-LO.

Leia novamente:

"Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois FAZEI PROVA DE MIM, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal bênção, que dela vos advenha a maior abastança." — Malaquias 3:10

Devido aos benefícios do dízimo, e também à gravidade do que vai tentar vir sobre você para impedi-la de dizimar, deixe-me dizer isso novamente. A maioria de nós nunca sonharia em deixar de pagar a mensalidade do seguro do carro ou de vida e o nosso plano de saúde. E ainda assim, mesmo se tratando Daquele a Quem estamos confiando a nossa Eternidade, nós não confiamos que Ele está sendo verdadeiro quando nos diz o quanto o dízimo é importante!!

Nós na realidade falhamos em dar a Ele aquilo que fará com que Ele repreenda o devorador por nós. Para que o inimigo não continue a não ter permissão de roubar aquilo que temos de mais precioso - nossas famílias! Nossos casamentos estão destruídos, nossos maridos e pais dos nossos filhos foram roubados de nossas casas, e nós tolamente não entendemos por que e como isso aconteceu?!?

Como dissemos desde o início, essa é uma batalha espiritual! Efésios 6:12 é claro: “Pois não é contra carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, conta os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes.."

Comece AGORA

Comece agora a dar a Deus o dízimo que pertence a Ele, semeie na sua ‘casa do tesouro’ e veja o que Deus fará! Teste e veja se o que Ele diz é verdade. Se você não consegue confiar Nele no que diz respeito ao seu salário, como você vai confiar a Ele a sua eternidade?

Entendendo a

diferença entre

Dízimo e Oferta

Apesar de algumas pessoas pensarem que Dízimo e Oferta são a mesma coisa, elas não são. Trata-se de duas coisas muito diferentes. São dois atos distintos que nós encontramos aqui em 4 referências. Deus fala sobre ambos, dízimo e oferta no mesmo versículo, provando que não é o mesmo ato.

"A esse lugar trareis os vossos holocaustos e sacrifícios, e os vossos dízimos e a oferta alçada da vossa mão, e os vossos votos e ofertas voluntárias, e os primogênitos das vossas vacas e ovelhas."—Deuteronômio 12:6

"Então haverá um lugar que o Senhor vosso Deus escolherá para ali fazer habitar o seu nome; a esse lugar trareis tudo o que eu vos ordeno: os vossos holocaustos e sacrifícios, os vossos dízimos, a oferta alçada da vossa mão, e tudo o que de melhor oferecerdes ao Senhor em cumprimento dos votos que fizerdes."—Deuteronômio 12:11

"E lhe fizera uma câmara grande, onde dantes se recolhiam as ofertas de cereais, o incenso, os utensílios, os dízimos dos cereais, do mosto e do azeite, que eram dados por ordenança aos levitas, aos cantores e aos porteiros, como também as ofertas alçadas para os sacerdotes."—Neemias 13:5

Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas."  —Malaquias 3:8

O último versículo em Malaquias é aquele que geralmente compartilhamos com nossas parceiras que estão dando o dízimo fielmente, para trazê-las para o próximo nível de bênçãos.

Antes de você poder entender o significado de uma oferta, e a bênção que flui desse princípio, é importante que você aprenda e comece a dar o dízimo.

"Desejai como meninos recém-nascidos, o puro leite espiritual, a fim de por ele crescerdes para a salvação,"—1 Pedro 2:2

Antes de um novo cristão ser capaz de comer comida sólida, ele, como um bebê recém nascido, precisa começar com o puro leite da Palavra de Deus. Nós começamos ensinando às novas mulheres a verdade, e então as encorajamos a dar os seus primeiros passos na fé, estendendo os braços para Ele, enquanto Ele, o Pai Celestial, estende as Suas mãos para ajudá-las a andar. Assim elas também começam a entender o amor e proteção do Pai.

A partir daí, ensinamos as novas cristãs como fazemos com as crianças, sobre como elas devem compartilhar o que possuem com as outras pessoas. Nós encorajamos as mulheres a começarem a retribuir 10% (um décimo) do que Deus tem dado a elas. E quando elas se sentem confortáveis em aprender como é bom dar e compartilhar, nós vemos que elas estão prontas a aprender mais, então nós continuamos a ensinar mais.

Conforme crescemos e amadurecemos, nós passamos daquela fase em que somos alimentadas apenas com leite, e começamos a consumir um alimento espiritual sólido - trabalhando para chegar à verdadeira carne - que finalmente vai nos ajudar a nos tornarmos cristãs fortes que impactam o nosso mundo!.

Se você é uma cristã nova, então o versículo abaixo NÃO se aplica a você. Ele é reservado para aquelas pessoas que têm frequentado a igreja, e que são nutridas com leite espiritual, mas que já deveriam estar comendo um alimento sólido a essa altura.

“Porque, devendo já ser mestres em razão do tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar os princípios elementares dos oráculos de Deus, e vos haveis feito tais que precisais de leite, e não de alimento sólido.

Ora, qualquer que se alimenta de leite é inexperiente na palavra da justiça, pois é criança; mas o alimento sólido é para os adultos, os quais têm, pela prática, as faculdades exercitadas para discernir tanto o bem como o mal."—Hebreus 5:12-14

A Bíblia A Mensagem diz isto dessa maneira: 

Hebreus 5:12-14 

"Tenho muito a dizer sobre este assunto, mas é difícil argumentar com vocês, pois se  apegaram ao mau hábito de não ouvir. Vocês já deveriam ser mestres, mas percebo que ainda precisam de alguém que se sente com vocês e ensine de novo os princípios elementares acerca de Deus, desde o início. Estão bebendo leite materno, quando deveriam estar, há   muito tempo, ingerindo alimento sólido. O leite é para principiantes, inexperientes nos  caminhos de Deus; o alimento sólido é para quem tem maturidade e alguma prática em discernir o certo do errado."


Abaixo está o coração de alguém que quer ter certeza que está debaixo da Sua proteção! Ísis é nossa Ministra no Ministério Português e semana passada me escreveu:

Eu esqueci de dizer que devido ao fato de eu estar na Venezuela, meu salário é em bolívares, então eu não tenho como dar o dízimo em dólares, e devido ao controle do câmbio, não terei acesso a nenhum dólar até a semana que vem pelo menos. Tenho certeza que Deus sabe disso, mas tenho uma pergunta em relação à uma pequena igreja atrás da minha casa. Eles ajudam homens que lutam contra vícios e eu estou me perguntando se eu deveria dar o meu dízimo lá por enquanto. O pastor orou para que eu conseguisse vender a minha linha de roupas, e na verdade eu já vendi quase tudo... restaram apenas alguns perfumes e umas bolsas. Então eu estava pensando se seria uma boa ideia dar o dízimo em bolívares para eles e o em dólares para o ministério. O que você acha????

Muito amor,

Ísis

Eu respondi a ela:  Obrigada por me comunicar, Ísis. Foi muito bom você ter me avisado devido à prestação de contas espiritual, mas você está certa, o Senhor sabe e isso é o que importa. 🙂

Ok, respondendo a sua pergunta, lembre-se de que o seu DÍZIMO tem que ir para sua “casa do tesouro”. O inimigo é muito esperto e vai te levar a achar que você pode "dizimar" em outra instituição de caridade. Mas dê a ele um olho roxo ao lhe mostrar que você nunca poderá "dar demais" a Deus, e faça uma doação para essa obra de caridade, mas não a chame de dízimo, porque o nome correto para esse tipo de doação é OFERTA. E você também colherá múltiplas bênçãos com esse gesto!

Malaquias 3:8 fala sobre ambos, dízimo e ofertas, dizendo: “Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas" Então, quando você tiver acesso aos seus dólares, dê o dízimo total, e confie em Deus para dar uma oferta para essa obra de reabilitação que está fazendo tanto bem! Eu acredito que isso é porque Ele quer AUMENTAR a sua renda!

Obrigada, Ísis!

Erin

“...E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará.” João 8:32

Agora é hora de Clicar Aqui e derramar o seu coração para o Senhor ao preencher o seu formulário “O que Eu Aprendi”.