No mês passado, eu compartilhei com vocês a respeito da minha irmã que queria o que eu tinha, e que maravilhosamente encontrou Quem ela precisava para que fosse transformada, curada e tivesse o coração cheio de amor pelos outros. Essa semana, ao buscar sabedoria junto ao Senhor para saber sobre qual História de Salvação eu deveria escrever, Ele me lembrou do filho dela, Matt, que, na verdade, conheceu o Senhor pessoalmente mesmo antes que a sua mãe (minha irmã) O conhecesse.

Muitas vezes o Senhor usa uma crise para chamar a nossa atenção, como todas nós sabemos muito bem. A crise que nos atingiu foi chocantemente diferente de qualquer coisa que eu jamais teria imaginado que nossa família vivenciaria. Deixe-me voltar só um pouquinho para explicar que o marido da minha irmã a traiu, mas, ao invés de se voltar para o Senhor a quem ela na época ainda não conhecia, ela infelizmente confrontou o marido. E quando ele se recusou a escolher a ela ao invés da OM, com raiva, em meio a uma dor profunda, ela fez as malas das quatro crianças, o bebê só tinha três semanas de vida.

Mais uma vez, em vez de buscar ajuda no Senhor, ela se voltou para a família e para o sistema de segurança social. Quando os dois garotos chegaram na adolescência, devido ao fato de não terem um Pai Celestial (o pai dos órfãos), porque minha irmã não sabia que ela poderia se tornar a Sua noiva, e como acontece com muitos adolescentes sem pai, minha irmã não conseguia mais lidar com eles. Por isso, ela os mandou para viver com o pai, que estava ocupado demais, e focado na sua agora nova família. E assim, meus sobrinhos se voltaram para as drogas para lidar com a dor da rejeição.

Só um comentário, tudo isso aconteceu muitos anos antes do meu próprio casamento desabar. Contudo, Deus usou essa situação para o bem porque ao ver como minha irmã lidou com a infidelidade do marido dela e como isso afetou negativamente os seus filhos, isso se tornou algo em que eu pensei muitas vezes, e que me motivou a encontrar um caminho diferente para os meus filhos.

Embora eu esteja certa de que o vício em drogas do meu sobrinho, como todos os vícios, começou com algo pequeno, na época em que minha mãe (a avó deles) soube a respeito de Matt, ele já estava viciado em heroína há muitos anos. Minha mãe foi visitá-los na Califórnia, e encontrou o filho mais velho da minha irmã, que disse que sabia como encontrar o Matt para que ela o visse (ele vivia nas ruas). E ele conseguiu mesmo achá-lo e lhe dar um banho, antes de ele se encontrar com a avó.

Minha mãe nunca conseguiu falar sobre aquele encontro sem chorar, porque Matt estava tão horrivelmente magro, um esqueleto, com a pele acinzentada e tremia. Minha mãe disse, soluçando, que ela só apertou ele nos braços enquanto mandou Tommy arrumar algo para que ele comesse; ela embalou Matt até que Tommy  voltasse com a comida. Depois de experimentar o amor da avó, sem julgamentos, Tommy arranjou um trabalho como lavador de pratos para o Matt, que permitiu que ele saísse das ruas.

Um mês após esse encontro na Califórnia nós recebemos uma ligação urgente da minha irmã chorando e dizendo que sabia que seu filho Matt iria morrer. Ele tinha tido mais uma overdose, tinha sobrevivido a mais essa, mas ela dizia que sabia que aconteceria outra vez e que na próxima ele morreria!

O tempo do Senhor é sempre perfeitamente cronometrado. Nós recebemos essa ligação bem quando estávamos saindo para ir a um reavivamento na nossa igreja. Não só o Seu tempo é perfeito, mas também o Seu direcionamento. Naquela noite nós nos sentamos em um local inteiramente diferente na igreja porque alguém tinha pegado os lugares onde normalmente nos sentávamos. Assim que nos acomodamos, o pregador nos disse para nos virarmos para a pessoa que estivesse atrás de nós e orarmos pelas necessidades delas.

O grupo atrás de nós era do Desafio Jovem! Nós sabíamos a respeito daquele grupo de adolescentes fervorosos porque o evangelista que  fora usado para conduzir aquele avivamento mundial, era um dos seus maiores testemunhos! Ele tinha sido viciado em drogas, traficante e teve a opção de ir para a cadeia, por arrombar uma farmácia (que fora um crime), OU frequentar o grupo do Desafio Jovem. Aquilo mudou a vida dele e junto com a sua esposa, a quem o pregador tinha conhecido enquanto estava no TC, ele partiu para evangelizar ao redor do mundo.

Assim que os jovens ouviram a respeito de Matt, eles se afastaram de nós e formaram um grupo muito poderoso e intenso, em voz alta clamavam pelo “Matthew”, eu os ouvia gritar muitas vezes, chamando Matt para que conhecesse ao Senhor.

Mais tarde, ao chegarmos em casa, eu liguei para a minha irmã para contar o que tinha acontecido e para assegurar a ela de que Deus estava no controle e que ela não precisava se preocupar. 

Duas semanas depois recebemos uma ligação da minha irmã. Na manhã seguinte, um dia após aqueles jovens rapazes terem orado, Matt ligou para contar à mãe sobre um novo trabalho que ele tinha arranjado com um médico legista. A sua função era recolher os corpos dos mendigos e dos viciados em drogas. Matt ligou outra vez, poucos dias depois, tremendo, dizendo que ele sabia que aquilo tinha sido um alerta e que ele podia ver o seu próprio corpo sendo recolhido da próxima vez que tivesse uma overdose.

Embora Matt dissesse que ele não sabia como deixar as drogas, porque ele já tinha tentado antes, ainda assim ele sabia que estava pronto para fazer o que fosse preciso. Ele disse que sabia que um dia ele seria recolhido em um saco, por alguém que o substituiria no seu trabalho, e que aquele pensamento o manteria limpo.

Um mês depois recebemos uma outra ligação contando que meu sobrinho tinha conhecido o Desafio Jovem e lá havia conhecido uma moça que, um ano mais tarde, se tornou sua esposa. Isso tudo aconteceu muitos anos atrás, e desde aquela época, Matt e Maggie tiveram duas lindas filhas e são felizes em seu casamento servindo ao Senhor.

Então, se você tiver um membro da família que esteja na pior das situações, como descobrimos que Matt estava, eu encorajo você a ler este testemunho e talvez compartilhá-lo com outras pessoas na família que estejam tão assustadas como você. E juntos creiam que nada, coisa alguma, é impossível para Deus!

Mateus 19:26—
Jesus olhou para eles e respondeu: “Para os seres humanos isso não é possível; mas, para Deus, tudo é possível.”

Marcos 10:27—
Jesus olhou para eles e disse: “Para os seres humanos isso não é possível; mas, para Deus, é. Pois, para Deus, tudo é possível.”

Lucas 1:37—
"Porque para Deus nada é impossível."

Lucas 18:27—
Jesus respondeu: "O que é impossível para os seres humanos é possível para Deus.”

 

Diário