Leia o Testemunho de Casamento RESTAURADO
"Deserto é lugar de aprendizado…não é morada"

Esse testemunho foi tirado de um de nossos muitos livros
Palavra de Seu Testemunho
Para ajudar VOCÊ
A superar qualquer medo e dúvidas na
Habilidade e Desejo de Deus em
Restaurar SEU Casamento!

* Em Breve Palavra dos Seus Testemunhos.
Leia ao seu Encorajamento diário para o anúncio.

Capítulo 6 "Mulher Contenciosa"


“O gotejar contínuo
em dia de grande chuva,
e a mulher contenciosa, uma e outra são semelhantes;
Tentar moderá-la
será como deter o vento,
ou como conter o óleo dentro da sua mão direita.”
—Provérbios 27:15-16

wRYM-Portuguese-Cover

Pergunte-se: “Sou uma Mulher Contenciosa?”

Talvez esta pergunta seja difícil de responder porque você não está certa do que é uma mulher contenciosa. Se verificarmos no dicionário, a palavra “contenda” significa: litígio, disputa, briga, peleja, desavença.

Suas conversas com seu marido eram frequentemente disputas para ver quem ganharia ou se as coisas seriam segundo a sua maneira? Você vencia muitas vezes? Deixe-me compartilhar com você que eu era uma esposa contenciosa e eu vencia muitas vezes, ou talvez, a maior parte das vezes - mas na realidade eu perdi! Perdi meu marido e a vida em família que tínhamos!

Você sempre discute com seu marido? “Como o soltar das águas é o início da contenda, assim, antes que sejas envolvido afasta-te da questão” (Provérbios 17:4). De fato o mundo e muitos chamados experts em casamento, dizem-nos que uma boa discussão é bom para o casamento. Não acredite nisto! Discutir IRÁ destruir seu casamento! E se você continuar a discutir ou brigar com seu marido perderá sua oportunidade de restaurar seu casamento!

Há desavença em sua casa? “É melhor um bocado seco e com ele a tranqüilidade, do que a casa cheia de iguarias e com desavença” (Provérbios 17:1). Você é a mulher de espírito manso e quieto  que 1 Pedro 3:4 diz que é preciosa aos olhos de Deus? Seus filhos são brigões e rebeldes? Seu marido não se aproximará para vê-la ou a seus filhos, caso veja desavenças em sua casa. Ainda que você mude, se seus filhos continuarem a ser detestáveis e rebeldes, seu marido buscará paz e conforto nos braços e na casa de outra pessoa.

Você tem um espírito litigioso? “E rejeita as questões loucas e sem instrução, sabendo que produzem contendas. E ao servo do Senhor não convém contender, mas, sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor” (2 Timóteo 2:23). Você é uma ‘sabe-tudo’? Ou você simplesmente tem um argumento contrário a cada coisa que seu marido diz? Deus diz o que devemos fazer: “Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz...” (Mateus 5:25). Cuidado com a audiência de divórcio!

Você é respondona? “Exorta os servos a que se sujeitem a seus senhores e em tudo agradem, não contradizendo” (Tito 2:9). Você é uma serva de Jesus? Ele comprou você por um preço? Então você deve a Ele ser agradável. Agora que vimos o que significa ser contenciosa, a Palavra de Deus menciona muitas vezes como é terrível uma esposa contenciosa (briguenta ou rixosa). Vamos examinar isto.

A Esposa Contenciosa

Mulher contenciosa. Você já ouviu uma goteira que a deixou louca? “(São como) um gotejar contínuo, as contendas da mulher” (Provérbios 19:13). Algumas vezes basta uma outra pessoa (talvez um amigo ou seu sogro) chamar a atenção para aquele pingo, para seu marido perceber a goteira; porém, uma vez que ele a tenha percebido, será a única coisa que será capaz de ver e ouvir! Você já tentou entender porque homens deixam suas casas e frequentemente vão viver com outra mulher? Provérbios 21:9 diz que isto acontece porque “é melhor morar num canto de telhado do que ter como companheira em casa ampla uma mulher briguenta.”

Mulher rixosa e irritadiça. Outra vez, um homem preferirá viver sem água num deserto quente do  que viver com uma mulher que o desafia e a sua autoridade. “É melhor morar numa terra deserta do que com a mulher rixosa e irritadiça” (Provérbios 21:19). Deus é tão inflexível a respeito deste verso, Ele o repete. Você está ouvindo? “É melhor morar num canto de telhado do que ter como companheira em casa ampla uma mulher briguenta” (Provérbios 21:9).

Uma goteira constante. Deus compara um gotejar constante a uma mulher contenciosa que possivelmente leva alguém a mudar-se? Porque o homem apenas não conserta o telhado? Porque Deus diz que isto é impossível! “O gotejar contínuo em dia de grande chuva e a mulher contenciosa, uma e outra são semelhantes. Tentar moderá-la (contê-la) será como deter o vento ou como conter o óleo dentro da sua mão direita” (Provérbios 27:15-16).

Sendo Submissa

Muito da sua atitude contenciosa pode ser devido ao fato de achar que o casamento é uma parceria. Isto era o que eu acreditava e depois descobri que não era verdade! Ao invés disto, Deus colocou a família, junto com o resto de Sua criação, sob níveis de autoridade. Nossos maridos são nossa autoridade. Isto é algo importante que você entenda. “Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o homem e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo” (1 Coríntios 11:3). “De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos” (Efésios 5:24).

O que é submissão ou ser sujeita? É obedecer sem uma palavra, mesmo que seu marido esteja sendo desobediente à Palavra de Deus. Não é insultá-lo em retorno aos seus insultos ou ameaçá-lo. A Bíblia diz: “Não tornando mal por mal ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo...” (1 Pedro 3:9). “Antes, pelo contrário, bendizendo” significa responder a um insulto com um cumprimento e uma boa atitude. “Observando a conduta honesta e respeitosa de vocês (mulheres)” (1 Pedro 3:2).

A submissão é aplicável hoje em dia? “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e eternamente” (Hebreus 13:8). Em Mateus 5:18, Jesus diz: “em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.”

Cristo é o cabeça de todo homem. Como podemos ter certeza de que Deus está sobre Jesus e que meu marido (salvo ou não) está sobre mim? “Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o homem e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo” (1 Coríntios 11:3).

Comportamento respeitoso. Agora que temos certeza de que Deus está falando a todas as esposas, o que ele ordena? “Semelhantemente, vós, mulheres, sede sujeitas aos vossos próprios maridos; para que também, se alguns não obedecem à palavra, pelo porte de suas mulheres sejam ganhos sem palavra; considerando a vossa vida casta, em temor” (1 Pedro 3:1-2).

Estar sujeita. “Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao Senhor. Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da Igreja, sendo Ele próprio o salvador do corpo. De sorte que, assim como a Igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos” (Efésios 5:22-24). Este versículo explica que nosso relacionamento com nossos maridos deve ser como o relacionamento de Cristo com Sua Igreja. Não é triste ver que muitas igrejas não se submetam a Cristo e aos Seus ensinamentos, assim como muitas mulheres não se submetem a seus maridos? Alguma correlação?

Mulher santa. Qual é a nossa esperança na submissão? “Porque assim adornavam-se também antigamente as santas mulheres que esperavam em Deus e estavam sujeitas aos seus próprios maridos” (1 Pedro 3:5). Nossa esperança e confiança está em Deus, não em nossos maridos. Desta forma, não precisamos temer se eles estiverem fazendo a coisa errada! “Como Sara obedecia a Abraão, chamando-lhe senhor; da qual vós sois filhas, fazendo o bem e não temendo nenhum espanto” (1 Pedro 3:6).

Protetor. Se nós, mulheres, nos protegemos porque sentimos que podemos ‘lutar nossas próprias lutas’, por que precisaríamos de maridos? Foi você que disse ao vendedor para ir embora ou se livrou daquele cara inconveniente na porta, provavelmente com mais prazer do que seu marido teria feito? Seu marido esqueceu como cuidar de você, uma vez que você costumava tomar conta de tudo? Quem realmente comandava sua família? Quem era realmente o mais forte?

Você disse a seu marido para tomar conta de sua própria vida quando ele disse para você pegar leve ou ir mais devagar? O que seu marido fazia quando você continuava a rebelar-se? Primeiro, ele se afastou porque não queria outra briga; então, ele se mudou da casa com a ‘goteira constante’ e aí encontrou outra mulher para dar sua afeição!

Se você continuou a ser contenciosa, então, quando ele apareceu novamente ou ligou ou mandou um e-mail, recebeu um lembrete de porque ele deixou você. Esta é a razão pela qual muitas mulheres não vêem seus maridos.

Você deve ser totalmente transformada na imagem de uma mulher de Deus desde a primeira vez em que Ele trouxer seu marido em resposta as suas orações. Se seu marido gostar do que vir e ouvir, voltará para uma segunda olhada. Isto é o que leva à restauração! Se Deus inclinar o coração dele, mas a vontade dele sobrepuser-se a isto por não ver nenhuma mudança em você, não culpe a Deus.

A Raiz de nosso Temperamento Contencioso:

Auto-Estima!

Como tantas mulheres tornam-se contenciosas? Somos contenciosas porque nós, que somos Cristãs, imitamos o mundo e o modo de pensar do mundo. Os livros que lemos, os conselheiros que buscamos, as palestras que freqüentamos, não refletem a Palavra de Deus, que é pura e inflexível. Muitas mulheres cristãs são cheias de psicologia.

Veneno misturado em chocolate continua a ser veneno! Minhas irmãs em Cristo, a psicologia é mais perigosa quando é misturada com cristianismo, porque nós engolimos tudo rápido! Temos passado por uma lavagem cerebral para pensar que “amor próprio” e “auto-estima” são coisas boas, mas não são NADA além de ORGULHO! Este é o pecado que transformou Lúcifer em Satanás.

A mulher contenciosa, orgulhosa, a mulher que “sabe tudo”, é a mulher que discute e quer fazer tudo da sua própria maneira ­- porque ela “pensa” que é a certa. E quando está errada, sua auto-estima precisa ser protegida. Nunca há uma palavra humilde ou um “desculpe-me, eu estava ERRADA!”. A mulher contenciosa foi condicionada a pensar que pedir desculpas será muito humilhante.

Nosso orgulho resulta em hipocrisia, que é o motivo pelo qual tantas mulheres revelam os pecados de seus maridos, pois não conseguem enxergar os seus próprios pecados!

Como se Libertar do Temperamento

Contencioso e da Hipocrisia

Se confessarmos. Como podemos ver claramente, viver com uma mulher contenciosa e hipócrita é nada menos do que um pesadelo, não somente para nossos maridos, mas também para nossos filhos. Vamos orar e pedir perdão a Deus. Busquemos a Sua graça para ajudar-nos a sermos mulheres de espírito manso e quieto, que são preciosas aos olhos de Deus, bem como aos olhos de nossos maridos. “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça” (1 João 1:9). Muitas vezes nós interpretamos esse versículo de forma errada e confessamos os pecados de nossos maridos. Esse verso fala que devemos confessar os nossos pecados.

 

Confesse. Quando seu marido aparecer em sua casa ou visitá-la, peça-lhe perdão por ter sido contenciosa e hipócrita. Se você não tem mais contato com seu marido, ore por uma oportunidade para dizer-lhe isto por telefone ou pessoalmente. (Por favor, não ligue para ele!) “Confessai as vossas culpas uns aos outros e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tiago 5:16). Novamente esse verso fala que devemos confessar os nossos pecados— não o pecado de nossos maridos— então nós poderemos ser saradas.

Quando confessar, não fique de ‘conversinha’. Apenas diga-lhe sucintamente que Deus a convenceu de ter sido briguenta e implicante, o que é devido ao seu orgulho e autojustificação. Diga-lhe que, com a ajuda de Deus, você está orando para ser transformada. Dê-lhe um beijo e saia da sala ou diga ‘tchau’ e desligue o telefone! Então confesse a seus filhos e explique a eles como Deus vai transformá-la através da humildade. Muito freqüentemente eles vêem ou ouvem apenas sobre os pecados de seu pai; é importante que vejam que a separação ou o divórcio não foi algo de responsabilidade de apenas um lado.

Reconcilie-se primeiro. Se você não sente vontade acertar as coisas, peça ajuda a Deus. “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti; deixa ali diante do altar a tua oferta e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta” (Mateus 5:23-24).

Graça ao humilde. Também garanta que você seja humilde; não fique muito orgulhosa de chegar e dizer que é uma mulher contenciosa. “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte” (1 Pedro 5:5-6). E continue confessando toda vez que você for briguenta com alguém. Quando você estiver cansada dos seus pecados e realmente clamar a Deus para transformá-la, deixará de ser uma mulher contenciosa.

Aqui está a prescrição de Deus. “Então chegaram a Mara; mas não puderam beber das águas de Mara, porque eram amargas; por isso chamou-se o lugar Mara” (Êxodo 15:23). Moisés jogou uma árvore na água, uma representação da cruz do Calvário. Você também deve jogar a cruz no mar da sua amargura. Cristo morreu para libertá-la de todo o pecado, incluindo seu comportamento irado, orgulhoso e egoísta.

Jesus deve ser o nosso exemplo, sempre, em todas as coisas, na forma como Ele andou neste mundo. “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento (humildade) que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus. Mas esvaziou-se a si mesmo, (...) humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte e morte de cruz” (Filemon 2:5-8).

Compromisso Pessoal: considerar os outros mais importantes do que eu mesma, deixando minha maneira contenciosa e orgulhosa de agir. “Baseada no que aprendi da Palavra de Deus, comprometo-me a renovar minha mente e ser praticante da Palavra, através da humildade e abandonando minha maneira contenciosa de agir.”

Se você está pronta para fazer esse compromisso com Deus, de começar a seguir os princípios que aprendeu nesta lição, então Clicando Aqui você concorda com o que aprendeu, e está pronta para documentar essa parte de sua Jornada da Restauração no formulário “O que Eu Aprendi”.