WW-Portuguese-Cover

Capítulo 12 "O Fruto do Ventre"

“Eis que os filhos são herança do Senhor,
e o fruto do ventre o seu galardão”.
— Salmos 127:3

Quando olhamos para a nossa sociedade e vemos aborto, abuso infantil e incesto, paramos para pensar quando foi que nosso país começou a odiar crianças. As Escrituras nos dizem que existem dois tipos de fundação, uma contruída sobre a rocha e outra construída na areia. Mulheres, nós estamos sob a areia e agora grande é a nossa queda. (Mat. 7:26).

Benditas são as estéreis. Jesus predisse que haveria um tempo mais aflitivo que a Sua crucificação. O tempo é agora! Quando as mulheres judias estavam chorando e lamentando sobre Jesus, Ele virou-Se para elas e disse, “Jesus voltou-se e disse-lhes: Filhas de Jerusalém, não chorem por mim; chorem por vocês mesmas e por seus filhos! Pois chegará a hora em que vocês dirão: ‘Felizes as estéreis, os ventres que nunca geraram e os seios que nunca amamentaram!’” (Lucas 23:28-29). Quantas vezes você ouviu mulheres dizerem às grávidas “Antes você do que eu!”? Quantas vezes você ouviu mulheres com filhos pequenos (até mesmo as cristãs) dizerem, “De jeito nenhum! Não terei mais filhos!”?

E Deus os abençoou. Jesus estava enfrentando o pior momento em Sua vida, mas mesmo assim Ele disse que haveria um tempo em que seria pior! Quando você olha para o movimento feminista e sua caminhada em direção ao lesbianismo e a redução ou eliminação de crianças, você pode ver que estamos no início do tempo sobre o qual Jesus estava se referindo. Você está chorando e lamentando como Jesus disse que as filhas de Jerusalém deveriam? Ou você está acreditando no engano? “Então Deus os abençoou, dizendo: “Sejam férteis e multipliquem-se! Encham as águas dos mares! E multipliquem-se as aves na terra.” (Gen. 1:22).

Por que você me chama Senhor? Como o movimento “anti-filhos” começou? Há cerca de 30 anos quando o controle de natalidade tornou-se realidade, e temos afundado desde então. O controle de natalidade diz:

Eu ainda não quero filhos.

Não quero muitos filhos – um, dois, três ou até mesmo quatro, mas nada além disso!

Não quero que tenham idades muito próximas.

Se, e digo se, eu quiser filhos, eu os quero quando eu quiser, com a frequência que quiser e quantos eu quiser. Deus não está mais no controle; eu estou! Eu sei o que é melhor para mim e o que consigo suportar. Eu escolho o meu próprio destino, Senhor!

Por que vocês me chamam “Senhor, Senhor” e não fazem o que eu digo?” (Lucas 6:46).

Sejam férteis. Para termos Jesus como Senhor de nossas vidas, você deve seguir Seus ensinos e princípios. “Deus os abençoou, e lhes disse: ‘Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem a terra! Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem pela terra.’” (Gen. 1:28).

A não ser que o Senhor construa a casa. Devemos estar dispostos a ter muitos filhos ou poucos filhos, como Deus achar melhor. “Se não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção. Se não é o Senhor que vigia a cidade, será inútil a sentinela montar guarda.” Salmos. 127:1. Permita que Ele construa a sua família, uma gravidez por vez.

Porque vocês são mornos. Quando os cristãos começaram a tolerar as “áreas cinzas”, começando com o planejamento familiar natural, tornou-se fácil escorregar para uma área mais escura, a pílula e o DIU. Agora temos a área preta – ABORTO! “Assim, porque você é morno [usando controle de natalidade], não é frio [que é o aborto] nem quente [confiar sua fertilidade inteiramente a Deus], estou a ponto de vomitá-lo da minha boca.” (Apocalipse. 3:16). Como nós, que odiamos o aborto (e talvez até trabalhemos no movimento Pró-vida), poderemos convencer uma mulher que está pensando em aborto de que a criança que ela leva no ventre é uma bênção quando nós mesmas nos recusamos uma bênção?

Que eles procriem com abundância. No livro de Mary Pride De Volta ao Lar, ela declara: “Planejamento familiar é a ‘mãe do aborto’. Quando os casais olham para crianças como ‘criaturas feitas por eles’, toda a reverência pela vida humana se perde. Filhos como dons de Deus, os quais recebemos com humildade são uma coisa; filhos como artigos fabricados por nós mesmos são outra. Você pode fazer o que quiser com uma coisa que você mesmo fez. Como o aborto, incesto, abuso infantil.” “Faça que saiam também todos os animais que estão com você: as aves, os grandes animais e os pequenos que se movem rente ao chão. Faça-os sair para que se espalhem pela terra, sejam férteis e se multipliquem.” (Gen. 8:17).

Povoem a Terra com abundância. Deus disse “Sejam férteis e multipliquem-se! Encham as águas dos mares! E multipliquem-se as aves na terra.” em Gen. 1:22, Gen. 1:28, Gen. 8:17, Gen. 9:1, Gen. 9:7, Gen. 35:11, Gen. 48:4, Lev. 26:9, Deut. 7:13, Deut. 8:1, Deut. 30:16, Jer. 30:19, Jer. 33:22 e Heb. 6:14. Ele nos disse isso 14 vezes!!

 “Mas vocês, sejam férteis e multipliquem-se; espalhem-se pela terra e proliferem.” (Gen. 9:7).

“E Deus ainda lhe disse: Eu sou o Deus todo-poderoso; seja prolífero e multiplique-se. De você procederão uma nação e uma comunidade de nações, e reis estarão entre os seus descendentes.” (Gen. 35:11).

“Eu mesmo reunirei os remanescentes do meu rebanho de todas as terras para onde os expulsei e os trarei de volta à sua pastagem, a fim de que cresçam e se multipli­quem.” (Jer. 23:3).

Encha a Terra. Mas já não enchemos a Terra? Atualmente ouvimos continuamente sobre o temido “problema da superpopulação”, mas dois especialistas nos dão um cenário diferente:

“Poderíamos colocar a população do mundo inteiro no estado do Texas e cada homem, mulher e criança teria 185,81 metros quadrados (a média de uma casa é de 130,06 a 167,23 metros quadrados), e todo o restante do mundo ficaria vazio.” Mary Pride – De Volta ao Lar, pg. 62.

“Cada uma das pessoas no mundo poderia ficar em pé, sem se tocarem, dentro dos limites da cidade de Jacksonville, Florida.” Bill Gothard – Publicação do Instituto de Princípios Básicos de Vida (IBLP – sigla em inglês).

 Encha a Terra. A verdade é que nossa nação está morrendo! Isso significa que não estamos nos repondo. Um dos “frutos” da nossa desobediência é que agora sabemos que o Seguro Social nunca será direcionado para nós. Não haverá crianças suficientes para trabalhar para suprir os fundos quando estivermos velhos. “Deus abençoou Noé e seus filhos, dizendo-lhes: sejam férteis, multipliquem-se e encham a terra.” (Gen. 9:1).

Uma herança do Senhor. Mas tenho medo de que se der o controle a Deus, Ele me dará mais 20 filhos! Você realmente acredita no que a Bíblia diz? “Os filhos são hernça do Senhor, uma recompensa que ele dá.” (Salmos 127:3). Nós, cristão, somos exigentes com relação à quais bênçãos receberemos. Dê-nos mais carros, uma casa maior, um cargo maior em nosso emprego, com as responsabilidades extras, provas e trabalho que vêm com ele. Mas “pelo amor de Deus” não nos dê mais filhos! Deus diz que os filhos são uma recompensa, não uma maldição! As feministas e o mundo fizeram uma lavagem cerebral em nós! Como cristãos, em quem escolhemos acreditar: Deus ou nas feministas?

Ventre aberto. Estatísticas mostram que em países desenvolvidos, as mulheres que não fazem controle de natalidade têm em média de cinco a seis filhos, não doze. Olhe para a Bíblia. Noé teve apenas três, Sara teve apenas um, e ambas, Rebeca e Raquel tiveram apenas dois. Senhoras, isso foi antes do controle de natalidade. Famílias grandes eram a exceção na Bíblia, mas também as mais abençoadas.

Lia teve seis filhos e uma filha, mas Raquel teve apenas dois filhos. “Quando o Senhor viu que Lia era desprezada, concedeu-lhe filhos; Raquel, porém, era estéril.” (Gen. 29:31). “Então Deus lembrou-se de Raquel. Deus ouviu o seu clamor e a tornou fértil.” (Gen. 30:22). Deus dá exatamente quantos filhos Ele quer dar para cada mulher. Ele os dá exatamente na ordem perfeita e em Sua perfeita hora. Em seu desejo de controlar a sua fertilidade, será que você perdeu uma bênção? “E Deus ainda lhe disse: Eu sou o Deus todo-poderoso; seja prolífero e multiplique-se. De você procederão uma nação e uma comunidade de nações, e reis estarão entre os seus descendentes.” (Gen. 35:11).

Tornou estéreis todos os úteros. Não ter filhos é a maldição ou punição de Deus. “Eles comerão, mas não terão o suficiente; eles se prostituirão, mas não aumentarão a prole...” (Oséas 4:10). “porque o Senhor havia tornado estéreis todas as mulheres da casa de Abimeleque por causa de Sara, mulher de Abraão.” (Gen. 20:18). Isso também nos mostra que é Deus quem abre e fecha o útero. “porque o Senhor havia tornado estéreis todas as mulheres…” (Gen. 20:18). “...e a tornou fértil.” (Gen. 29:31).

Deus suprirá todas as suas necessidades. Mas e se não conseguirmos suprir as necessidades de mais filhos? Muito do que precisamos é fé. Declare esse verso: “O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus.” (Filpenses 4:19). Precisamos reavaliar as nossas prioridades. Será que as suas necessidades na verdade são “desejos”? “Somos o povo mais rico da história, mas os mais temerosos com relação aos custos para a criação de filhos.” Mary Pride – De Volta ao Lar, pg. 48. Que sejamos “…não apegado ao dinheiro.” (1 Tim. 3:3).

Aquela que permanece em casa. Como dona-de-casa você pode declarar esse verso enquanto busca prover para a sua família. “…Reis e exércitos fogem em debandada; a dona-de-casa reparte os despojos.!” (Salmos 68:12). Muitas de nós, por estar em casa, compramos em vendas de garagem e lojas baratas. E também, muitas que possuem famílias grandes compartilharam que as mulheres que escolheram limitar suas famílias lhes deram sacolas e caixas de roupas de marca.

Devemos nos contentar com isso. Muito do que você quer dar aos seus filhos é algo que mais tarde os arruinará e os levará à destruição deles. Não são as crianças que “têm tudo” – os brinquedos, roupas e seus próprios quartos – as mais mimadas, ingratas e miseráveis? Não são essas as mesmas crianças que quando entram na adolescência são atraídas para as drogas, ocultismo ou que com muita frequência tornam-se suicidas? Eis o que a Palavra diz: “por isso, tendo o que comer e com que vestir-nos, estejamos com isso satisfeitos. Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição,” (1 Tim. 6:8-9).

Estar contentado. Você quer que seus filhos sejam descontentes quando estiverem casados porque você os educou para terem muitas riquezas? Você não deve ensinar suas filhas a estarem contentes para que não sejam forçadas a trabalhar fora de casa? Nossos objetivos com nossos filhos não deve ser ensiná-los a ter uma boa ética no trabalho? Não foi o homem rico que se afastou de Jesus e foi incapaz de entrar no Reino? Você lembra-se do quão difícil é para um camelo passar pela agulha?

Então não é que tenhamos medo de não poder prover as necessidades de nossos filhos e de nossos futuros filhos. Estamos enganados e na verdade tomando essa decisão baseadas em prover “desejos” que os levarão à destruição. “Conservem-se livres do amor ao dinheiro e contentem-se com o que vocês têm, porque Deus mesmo disse: “Nunca o deixarei, nunca o abandonarei” (Heb. 13:5).

Amor ao dinheiro. Parece que as crianças hoje tendem a ser um fardo financeiro pelo dobro do tempo que eram antigamente. A contribuição das crianças para a família e a sociedade está agora atrasada por anos enquanto eles jogam e vão à escola. Os jovens de gerações passadas ajudavam a preservar comida, costurar roupas, colher e plantar nos campos ou trabalhavam como aprendizes para ajudar a família financeiramente. Quando alcançavam a adolescência, eles eram claramente ativos e não uma dívida. Todas nós conhecemos jovens acima de vinte anos que ainda moram com seus pais. Isso acontece mesmo após seus pais pagarem grandes quantias de dinheiro em uma faculdade. Pergunte-se por que você acha importante enviar seus filhos para a faculdade. É para terem um bom caráter? “pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos.” (1 Tim. 6:10).

Medo. Ao invés do medo de “ter filhos” que o mundo continua a nos dizer, vamos falar sobre o temor do que eles não estão nos dizendo. Não só perdemos bênçãos, mas estamos vivendo de forma perigosa por querer parar as bênçãos de Deus. Lembre-se “Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá.” (Gal 6:7). Por que queremos semear uma semente (sendo íntimos) e não querermos colher o fruto do ventre (um bebê)? Com o aborto, na verdade arrancamos a raiz do solo! Senhoras, como vocês podem acreditar em Deus para a sua salvação, mas não confiar Nele para o número de filhos que você deveria ter? Confiamos nossa eternidade a Ele, mas não conseguimos confiar nossa fertilidade!

Multiplique a sua semente. Quais são os perigos de parar a sua fertilidade? “A pílula – um abortivo; perturba o revestimento do útero (endométrio), assegurando que nenhum bebê que tenha sido concebido possa implantar-se corretamente. Portanto, o bebê morre de fome com cerca de sete a nove dias de idade. O minúsculo infante é então expelido do útero – uma vítima de aborto. A pílula também pode causar hipertensão, coagulação sanguínea, diabetes – por isso o aumento da diabetes gestacional e recomendações de exames mandatórios para todas”. (Informação de várias publicações IBLP) “esteja certo de que o abençoarei e farei seus descendentes tão numerosos como as estrelas do céu e como a areia das praias do mar. Sua descendência conquistará as cidades dos que lhe forem inimigos.” (Gen. 22:17).

Trabalham em vão na construção. Muitas de nós acreditam no Planejamento Familiar Natural (tabelinha). Acreditamos que se nossos maridos e nós “planejarmos” nossa família “naturalmente”, estamos trabalhando com Deus. Não estamos apenas sendo responsáveis? Não. Ainda estávamos dizendo que sabíamos, acima de Deus, o que era melhor para nossas famílias. Aquelas que decidem confiar em Deus experimentaram tanta liberdade. Dar essa responsabilidade a Deus tirou um enorme fardo. Algumas de nós nunca mais tiveram filhos e outras tiveram mais alguns. Ao confiar no SENHOR para construir nossa casa, temos confiança que temos o Seu melhor. “Se não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção...” (Sl. 127:1).

Semente desperdiçada. E com relação àqueles métodos contraceptivos usados pelos homens, àqueles que métodos impeditivos? Não surpreendentemente, a Bíblia cobre todos eles, quando o “sêmen era derramado.” (Gen. 38:9). “Mas Onã sabia que a descendência não seria sua; assim, toda vez que possuía a mulher do seu irmão, derramava o sêmen no chão para evitar que seu irmão tivesse descendência. O Senhor reprovou o que ele fazia, e por isso o matou também.” (Gen. 38:9-10).

Era estéril. Como as mulheres começaram a brincar de “Deus” com seus corpos ao decidir quando e se ficariam grávidas, elas começaram a decidir sobre a vida ou morte do bebê que estavam carregando. Quando começamos a seguir a mentira daquelas que são pró-aborto de que “podemos fazer o que quisermos com nossos corpos”, vemos essas consequências.

Esterilidade. Muitas mulheres estão incapazes de engravidar devido ao controle de natalidade, parceiros múltiplos e danos por abortos. Isso causou uma obsessão entre as mulheres americanas para ter filhos a “todo custo”. “Quando o Senhor viu que Lia era desprezada, concedeu-lhe filhos; Raquel, porém, era estéril.” (Gen. 29:31). Como resultado nós temos:

Aborto. Disseram-nos que é errado permitir que crianças “indesejadas” nasçam. Mas a verdade é que esses bebês definitivamente são desejados. Os longos anos de espera para aqueles que desejam adotar um bebê são uma prova disso.

Fertilização in-vitro. Muitos não acham errado em fazer teste com bebês em tubo para casais que não têm filhos. Agora estamos alerta com relação aos muitos óvulos fertilizados que são despejados em uma placa de Petri e também abortados no ventre. Como esse método é muito caro, os médicos colocam diversos óvulos fertilizados, na esperança de que alguns vingarão. Muitas vezes o resultado é uma “gravidez múltipla” e o casal escolhe “quantos e quais” serão poupados e quais serão abortados. Muitas de nós também conhecem a história do médico que usou seu próprio esperma, para poupar tempo e dinheiro e estima-se que ele seja pai de centenas de crianças na região de Chicago.

Mães substitutas. Essas são as mulheres que são pagas para carregar o filho de um homem para outra mulher. Isso não é novo. Hagar foi a primeira e a mãe substituta mais conhecida. O ódio que Sara sentiu por ela e a destituição de Ismael e Hagar, sem mencionar as guerras que continuam até o dia de hoje, nos mostram o resultado desse caminho pecaminoso de ter um filho a “todo custo!”

Prostituição gratuita. A mentira do “amor livre” não é nada mais do que mulheres se prostituindo. Mas as mulheres pagaram o preço. Desde que o movimento feminista começou e também a invenção da pílula, “sexo casual” é supostamente nosso direito como mulheres. Agora espalhamos doenças venéreas, AIDS, gravidez não planejada, abortos, infertilidade, vergonha mental e emocional, altos índices de suicídio (especialmente entre adolescentes) e baixo senso de valor próprio. Esses são alguns dos resultados de libertar-se de habitar nas Leis de Deus.

Homossexualidade. Agora tenho certeza de que você se pergunta como o controle de natalidade e a esterilidade encorajaram e espalharam a homossexualidade. “Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza. Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão.” (Rom. 1:26-27). Temos visto alguns dos “castigos merecidos” do seu erro. A AIDS corre desenfreada, especialmente entre os homossexuais. Quando mulheres desprezam seus filhos, param de carregar o fruto do seu ventre e voluntariamente esterilizam-se, isso não é natural! Homossexuais (aqueles que removeram o resultado possível da união entre um homem e uma mulher) acreditam na clara mensagem que a união física é para o prazer e não para produzir frutos da semente do homem.

Filhos são bênçãos. (Gen. 1:22, Gen. 1:28)

Nossos filhos são nossa recompensa. (Salmos 127:3)

Deus abre e fecha o ventre. (Gen. 20:18, Gen. 29:31)

Deus nos ordenou a multiplicar e encher a Terra. (Gen. 1:22, Gen. 1:28, Gen. 8:17, Gen. 9:1, Gen. 48:4, Lev. 26:9, Deut. 7:13, Deut. 8:1, Deut. 30:16, Jer. 30:19, Jer. 33:22 e Heb. 6:14).

A Terra não está cheia; não estamos superpovoados.

Não devemos dar desejos aos nossos filhos ou isso os levará à sua destruição.

Deus suprirá todas as nossas necessidades; não temos que nos preocupar. (Filipenses 4:19)

Nem todos serão abençoados com uma família grande; alguns terão apenas um ou dois filhos sem ter que “ajudar a Deus” com controle de natalidade ou esterilização.

Ao usar qualquer tipo de controle de natalidade ou esterilização, estamos impondo uma maldição ou punição sobre nós mesmos como Deus fez àqueles na Bíblia. (Gen. 38:9-10)

Não podemos dizer que realmente somos Pró-vida se usamos controle de natalidade, já que isso está fundamentado em aborto.

Feliz é o homem com a aljava cheia. O que fazer se você quer mais filhos e seu marido não? Primeiro você precisa orar e se arrepender de qualquer coisa que você tenha feito para encorajar o coração dele a voltar-se contra o desejo de ser “feliz”, já que “Como flechas nas mãos do guerreiro são os filhos nascidos na juventude. Como é feliz o homem que tem a sua aljava cheia deles! Não será humilhado quando enfrentar seus inimigos no tribunal.” (Salmos 127:4-5). Você murmura e reclama sobre a quantidade de “trabalho” que os filhos que Deus já te deu te dão? “Façam tudo sem queixas nem discussões,” (Filipenses 2:14). Quando seu marido chega em casa do trabalho, você faz dele o seu “ajudador”, esperando que ele te ajude com as coisas de casa? “Então o Senhor declarou: ‘Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda’” (Gen. 2:18). Seus filhos são agradáveis de se estar por perto ou são incontroláveis e desrespeitosos? Eles dominam a você e a sua casa? “A vara da correção dá sabedoria, mas a criança entregue a si mesma envergonha a sua mãe.” (Prov. 29:15). (Não perca a lição 14, “Os Ensinamentos de Sua Mãe.”)

Os corações dos pais aos filhos. Ore esses três versículos: (1) Peça ao Senhor para falar ao coração do seu marido com relação aos seus futuros filhos. “Os filhos são herança do Senhor, uma recompensa que ele dá.” (Salmos 127:3). (2) Peça a Deus para restaurar o coração do seu marido aos seus filhos e aos seus futuros filhos. “Ele fará com que os corações dos pais se voltem para seus filhos, e os corações dos filhos para seus pais; do contrário, eu virei e castigarei a terra com maldição.” (Malaquias 4:6). (3) Peça ao Senhor para voltar o coração do seu marido. “O coração do rei é como um rio controlado pelo Senhor; ele o dirige para onde quer.” (Prov. 21:1). Se seu marido lhe disser para continuar tomando a pílula ou cuidar dos sinais de fertilidade, não resista à sua autoridade; apenas ore. Confie que Deus o irá direcionar. No fim, seu marido é o responsável e não você. Você é responsável por submeter-se à autoridade que Deus colocou sobre você, e esta é o seu marido. “Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos.” (Efésios 5:24).

O que fazer se seu marido fez vasectomia ou você fez uma laqueadura tubária? Muitos casais confessaram para mim que estavam tão sobrecarregados que cometeram o grande erro de esterilizarem-se, que mudou suas vidas. Alguns tomaram o passo de reverter a esterilização permanente. Procure um médico especialista em reversão de vasectomia. E, antes que você decida deixar pra lá devido aos custos envolvidos, ore para que Deus traga provisão para isso. Ele é o Deus do impossível e o Deus de segundas chances!

Todo pensamento cativo. O que você faz se foi você quem decidiu limitar ou espaçar seus filhos? Examine suas motivações e medos. Seu motivo é egoísmo, querer mais coisas materiais ou mais tempo para “você mesma”? Se você caiu nessa mentira, lembre-se desse versículo: “Não será assim entre vocês. Ao contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo; e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo de todos.” (Marcos 10:43-44). Certamente uma mãe, especialmente a de muitos filhos, será uma serva. Deus nos diz que somos grandes! Ser servo foi a mensagem que Jesus pregou e viveu enquanto Ele andava aqui na Terra e uma de Suas mensagens mais esquecidas hoje. Lance por terra todo pensamento falso. “Destruímos argumentos e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo.” (2 Cor. 10:5).

Faz da carne a sua força. Você se sente esmagada com os filhos que você tem? Primeiramente então confira se você está seguindo a sabedoria de Deus que está em Provérbios, com relação à educação de filhos. (Veja a lição 14, “Os Ensinamentos de Sua Mãe e o livro Workers@Home[Trabalhadoras em Casa], pois “Meu povo foi destruído por falta de conhecimento. Uma vez que vocês rejeitaram o conhecimento...” (Oséas 4:6.)) Não confie em peritos ou autores cristãos ou seculares; vá diretamente ao Autor e Criador dos seus filhos para ter as respostas. “Mas bendito é o homem cuja confiança está no Senhor, cuja confiança nele está.” (Jer. 17:7). “Assim diz o Senhor: Maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta do Senhor…” (Jer. 17:5). Confira se tudo o que você faz pelos seus filhos (todas as atividades extracurriculares) têm valor eterno. “Corte” ao mínimo aquelas que não se qualificam. Satanás a está cansando e fazendo com que você seja derrotada para que ele alcance o seu objetivo de “impedir que mais crianças cristãs nasçam!”

O medo traz uma armadilha. Será o medo do parto? Comece a examinar as suas decisões de parto para encontrar a forma que mais segue a intenção de Deus para isso. Tenha fé Nele e em como Ele fez o seu corpo perfeito, o corpo que carrega um bebê sendo criado dentro do seu útero. Ele vai dizer que você está “sozinha” quando chegar a hora do bebê nascer ou até mesmo na hora de alimentar essa criança? Ele falhou na forma como a fez, embora Ele tenha criado esse bebê perfeito dentro de você? “Quem teme o homem cai em armadilhas, mas quem confia no Senhor está seguro.” (Prov. 29:25).

Há um livro maravilhoso e PODEROSO que acabei de ler e que é altamente recomendo a cada mulher para ler e acreditar – Parto Sobrenatural da Jackie Mize! Uma mãe de seis (que tem um casamento restaurado e cujo marido é médico) me contou sobre isso. Ela disse que teve os primeiros três naturalmente e os últimos três sobrenaturalmente SEM DOR!! Comprei o livre e fiquei boquiaberta. Usarei esses princípios e versículos para preparar minhas três filhas para suas futuras gestações (e minha também se o Senhor tiver planos para que tenhamos mais!). Você pode ler os testemunhos no Amazon.com, mas pelo testemunho da minha amiga e depois de ler o livro, estou totalmente convencida de que não só é possível, como é o plano de Deus para os Seus! 

Meu povo perece. ”Meu povo foi destruído por falta de conhecimento” (Oséas 4:6). Que conhecimento pode ser colhido de ver tantos casamentos quebrados e com problemas? Falta de submissão ou ter um espírito rebelde eventualmente destruirão seu casamento e a impedirá de receber proteção. Se seu marido deseja ter filhos ou se ele não os deseja, submeta-se a ele. “Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor,” (Efésios 5:22, Col. 3:18, 1 Pet 3:1). (Veja a lição 8, “Esposas, Sejam Submissas”, pois “Meu povo foi destruído por falta de conhecimento. Uma vez que vocês rejeitaram o conhecimento.” (Oséas 4:6)).

Ocupadas em casa. Quando você trabalha fora de casa, os seus filhos e quaisquer futuros filhos tornam-se um fardo e não uma bênção, pois a maior parte do seu salário vai para os cuidados com seus filhos. Uma mulher sentou para ver o lucro que tinha trabalhando em tempo integral. Ela descobriu que lucrava apenas U$1,00 por hora depois de pagar as contas que tinha com seus três filhos. Geralmente sair de casa é o plano de Satanás para dividir e conquistar. Você deve orar consistentemente para permanecer em seu lar. Pelo fato de tantas mulheres estarem trabalhando fora de casa, nossos lares ficam vazios e estão se despedaçando. “a serem prudentes e puras, a estarem ocupadas em casa...” (Tito 2:5). (Veja a lição 13, “Os Caminhos da Sua casa),” pois “Meu povo foi destruído por falta de conhecimento. Uma vez que vocês rejeitaram o conhecimento...” (Oséas 4:6)) E também, voltar à escola tem contribuído grandemente para que as mulheres caiam em adultério e sejam forçadas a deixar seus pequenos. Eva queria e desejava conhecimento. “…Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês, como Deus, serão conhecedores do bem e do mal.” (Gen. 3:5).

Preservada ao ter filhos. Deus tem uma promessa para aqueles que confiam Nele com relação a ter filhos. “Entretanto, a mulher será salva dando à luz filhosse permanecerem na fé, no amor e na santidade, com bom senso.” (1 Tim 2:15). Apenas alguns exemplos:

Duas das mais contenciosas mulheres que já conheci são mães de grandes famílias e foram abençoadas com maridos extremamente devotos. Seus casamentos foram “preservados”.

Tivemos mulheres que compartilharam que devido a uma gravidez ou um recém-nascido, foram “poupadas” de situações difíceis. Foram “preservadas” de dificuldades externas.

Uma mulher foi poupada medicamente porque todas as vezes que o médico queria realizar um procedimento médico (hoje sabemos que era perigoso), estava grávida. Ela foi “preservada” fisicamente.

Outra mulher disse que seus sogros continuamente atormentavam seu marido para que ela voltasse a trabalhar e ganhar seu sustento. Quando seu quarto filho nasceu, seu marido foi olhar os gastos com as crianças e constatou que eles na verdade perderiam dinheiro se sua esposa trabalhasse. Seus pais pararam de forçar. Ela foi “preservada” e pôde permanecer em seu lar.

Conclusão

 Quem é o inimigo? Em última análise, é Satanás. É ele quem está por trás do pecado, e aqueles que ouvem as suas mentiras são seus escravos. Temos muitos porta-vozes dele; hoje em dia são conhecidas como feministas. O objetivo delas foi perverter o caminho de Deus para as mulheres que era ter filhos. A organização NOW literalmente odeia homens e voltou-se às outras mulheres para companhia e ao governo para sua proteção. Essas são as mulheres que você está imitando quando você se recusa a ter filhos e obedecer ao mandamento de “ser fértil e multiplicar”. Essas mesmas mulheres que nunca conhecerão um homem, com essas mentiras convenceram massas a “matar ou assassinar” seus próprios filhos como sacrifício ao deus do feminismo, o “eu”. Que Deus nos perdoe por ter ouvido e concordado com suas mentiras, “pois eles são de seu pai”, o pai da mentira. (João 8:44)

Então O obedeça. Se você escolher seguir as crenças do mundo, no fim das contas você terá escolhido seguir e ser escrava de Satanás. Se vocês creem em Deus, então O obedeçam! “Por que vocês me chamam “Senhor, Senhor” e não fazem o que eu digo?” (Lucas 6:46). Você decidiu pedir ao Senhor pela Sua salvação, mas Ele não é na verdade o seu Senhor e Mestre? Se Ele é seu Senhor, então aja conforme. Se bebês são uma bênção, então aja dessa forma e confie a sua fertilidade a Deus!

Que Deus Possa Lhe Abençoar!

“Sua mulher será como videira frutífera em sua casa;

seus filhos serão como brotos de oliveira

ao redor da sua mesa.”.

Salmos 128:3.

Compromisso pessoal: Confiar todas as áreas da minha vida a Deus, incluindo a gestação de filhos. “Com base no que aprendi da Palavra de Deus e ao observar os frutos da desobediência dessa geração, comprometo-me a render meu corpo ao Senhor. Se passei da idade de ter filhos ou estiver permanentemente incapaz de ter filhos, comprometo-me a espalhar a Verdade e confessar meus pecados a outros para desencorajá-los a cometer os mesmos erros.”

Se você está pronta para se comprometer com DEUS em terminar o curso, em concordando e clicando aqui você então estará pronta para documentar esta próxima etapa ao longo de sua jornada de restauração no formulário "Meu diário". Não se apresse, sente-se, pegue seu café ou chá e derrame seu coração no seu Diário.

 Como “Semelhantemente, as mulheres mais velhas ...devem ensinar o que é bom. Devem instruir as mulheres mais jovens...” (Tito 2:3), você terá a oportunidade de falar com as mulheres mais jovens que ainda são solteiras como parte de seu ministério.