“Deem, e lhes será dado:

uma boa medida, calcada, sacudida

e transbordante será dada a vocês.

Pois a medida que usarem,

também será usada para medir vocês.”

—Lucas 6:38

 

Esta manhã, como faço todas as manhãs desde que comecei a viver a minha vida abundante, eu estava animada para descobrir a nova revelação que o Senhor me mostraria. Então lá estava eu: café em mãos, a Bíblia aberta e uma antecipação fluindo em mim a ponto de eu mal poder esperar para que Ele compartilhasse um segredo novo e oculto para mim, exatamente como diz em Isaías 48:6 que Ele faria, “De agora em diante eu lhe contarei coisas novas, coisas ocultas, que você desconhece.”

Com o coração disparado eu abri a minha Bíblia e perguntei ao Senhor onde, em qual verso, Ele queria que eu abrisse. Ele começou me guiando através de uma série de versos que se aplicam não somente a mim, mas também a todas vocês que têm ansiado e desejado conhecer o segredo da abundância. E não é de se surpreender que o segredo seja este—doar.

“Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que o que lavra alcançará ao que sega, e o que pisa as uvas ao que lança a semente; e os montes destilarão mosto, e todos os outeiros se derreterão. E trarei do cativeiro Meu povo Israel, e eles reedificarão as cidades assoladas, e nelas habitarão, e plantarão vinhas, e beberão o seu vinho, e farão pomares, e lhes comerão o fruto. E plantá-los-ei na sua terra, e não serão mais arrancados da sua terra que lhes dei, diz o SENHOR teu Deus.” (Amós 9:13–15).

Em seguida Ele me levou até estes versos, “Então o SENHOR respondeu: ‘Escreva claramente a visão em tabuinhas, para que se leia facilmente. Pois a visão aguarda um tempo designado; ela fala do fim, e não falhará. Ainda que se demore, espere-a; porque ela certamente virá e não se atrasará’” (Habacuque 2:2–3). Então, com meu computador aberto, eu comecei a documentar, registrar e inscrever estas verdades, sabendo também que o que Ele me disse e envisionou acontecerá exatamente como foi dito. E continuei lendo...

“Olhem as nações e contemplem-nas, fiquem atônitos e pasmem; pois nos dias de vocês farei algo em que não creriam, se lhes fosse contado.” (Habacuque 1:5).

Pulando alguns versos, em seguida Ele me levou a ler: “Mesmo não florescendo a figueira, não havendo uvas nas videiras; mesmo falhando a safra de azeitonas, não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral nem bois nos estábulos, ainda assim eu exultarei no SENHOR e me alegrarei no Deus da minha salvação. O SENHOR Soberano é a minha força; Ele faz os meus pés como os do cervo; Ele me habilita a andar em lugares altos.” (Habacuque 3:17–19).

O que o Senhor está dizendo a você neste verso, àquelas de vocês que têm um coração desejoso de doar, e o que Ele tem falado a mim também, é que estamos às portas de coisas maravilhosas que estão para acontecer em nossas vidas! Como Ele disse essa manhã, “Vocês não acreditariam se lhes fosse contado!” E Ele termina dizendo que, muito embora neste momento não estejamos vendo nada, pela fé, nós devemos continuar a louvá-Lo.

Então, agora que eu registrei a visão, é hora de explorarmos ainda mais esta maravilhosa revelação, para que possamos compreender plenamente esta verdade a fim de permanecermos em um constante estado de louvor!

É tão fácil para mim acreditar nestas promessas que o Senhor me revelou esta manhã porque, quando olho para a minha vida agora em comparação a como ela era há um ano atrás, não é tão difícil enxergar a impossibilidade que havia de eu ver tudo isso realmente acontecendo. Por exemplo, antes de encontrar a vida abundante, eu nunca me aventurei muito fora de casa, ao contrário, eu ficava mais no meu quarto, onde eu trabalhava, e nunca nem me arriscava no andar de baixo. Lá embaixo ficava a sala de estar da família, o quarto dos garotos e também o escritório do meu marido. Isso há apenas um ano atrás.

Esta manhã eu desci as escadas para ir para o meu novo escritório, enquanto começava a completar meus planos para a minha segunda viagem ao redor do mundo—para visitar lugares que eu havia lido a respeito, mas não sabia nem onde eles se localizam no mapa—e até mesmo para visitar países que eu nem sabia que existiam. No ano passado, se o Senhor tivesse me dito que tudo isso aconteceria dentro do espaço de apenas um ano, eu “não acreditaria se me contassem”!

Seja o que for que esteja para acontecer este ano será algo que irá transformar a minha vida; não apenas a minha vida, mas também a dos meus filhos, o futuro do meu ministério, a vida de cada uma das mulheres a quem a minha vida tocar, e a sua vida também (porque foi por isso que Ele te guiou a ler este livro). Como resultado, o que estás prestes a acontecer com você também irá tocar a vida de todas as pessoas com quem você entrar em contato. Veja, esta é a questão: Deus toca as nossas vidas a fim de que nós possamos tocar outras vidas e causar um efeito de propagação para espalhar o Seu amor e as Suas verdades para inúmeras almas feridas que precisam Dele desesperadamente. Isto, querida amiga, é uma revelação que você precisa tomar posse e esconder profundamente em seu coração: Deus nos para que possamos dar aos outros—este é o segredo para se viver abundantemente.  

Da mesma maneira e com a mesma medida com que Ele nos deu o Seu Filho, que agora se tornou o nosso amado Marido e que tem nos amado de uma maneira tal que cura os nossos corações e faz com que nos sintamos limpas, queridas e que não necessitemos de ninguém ou nada mais que não seja Ele mesmo, as outras pessoas também necessitam Dele desesperadamente. Então isso significa que não podemos guardar a Ele ou ao Seu amor apenas para nós mesmas, mas devemos doar este presente do Seu Filho e compartilhá-Lo com as pessoas. Ele deseja ser o mesmo Amado, Aquele que Cura, o Provedor e Protetor para cada uma das mulheres que encontrarmos, e isso acontecerá— assim que as nossas vidas brilharem tão intensamente a ponto de fazer com que todas as pessoas que encontrarmos nos perguntem sobre esta brilhante esperança que há dentro de nós!

É por isso que é importante estar preparada para saber como você irá responder quando as pessoas perguntarem, como nos é dito em 1 Pedro 3:15 NIV, “Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós.” A versão da Bíblia A Mensagem diz desta maneira, “Estejam prontos para falar e explicar a qualquer um que perguntar por que vocês adotaram esse estilo de vida, sempre com a maior gentileza.” Você precisa respeitar o fato de que nem todo mundo está pronto para conhecê-Lo, então o seu objetivo é simplesmente compartilhar a sua esperança, e aquilo que transformou você, e garantir que você irá esperar até que te perguntem. E também, ter um coração que não esteja tentando empurrar nada em cima de ninguém, fará com que as mulheres, em especial, testemunhem o seu amor irradiante por elas e pelos outros até que cada uma delas seja naturalmente atraída e deseje experimentar o que você possui, que é Ele.

Querida amiga, cada vez que Deus nos revela mistérios, como quando nos revelou que temos um Marido que nos ama como Ele mesmo nos ama, é a fim de que nós revelemos estes mesmos mistérios e verdades para outras pessoas, ao vivermos de uma maneira tal que nossas vidas falem por si mesmas, e para que possamos em seguida dar a elas a verdade quando nos perguntarem. “Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens.” (2 Coríntios 3:2). Esta é a maneira correta e verdadeira de “testemunhar”—através do que as pessoas testemunham em nossas vidas e não as confrontando. Nosso Marido nos cobre de bênçãos e de amor para que possamos, em troca, irradiar o Seu amor e derramar Suas bênçãos e amor sobre os outros. Este é o segredo—dar aquilo que Ele tem nos dado.

Bênçãos Irão Te Ultrapassar

Voltando ao primeiro verso em que o Senhor me disse, “Eis que vêm dias, diz o Senhor,   em que o que lavra alcançará ao que sega, e o que pisa as uvas ao que lança a semente” isto também é algo que acontece quase todos os dias na minha vida, e na sua—se você aprendeu o segredo de dar aquilo com que Ele tem te abençoado.

A maneira como eu compreendia o significado deste verso é totalmente diferente de como eu agora o entendo. A palavra “ultrapassar” ao correr a corrida da vida significa que a benção alcança a linha de chegada antes de nós. “Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, Autor e Consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que Lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus. Pensem bem Naquele que suportou tal oposição dos pecadores contra Si mesmo, para que vocês não se cansem nem se desanimem.” (Hebreus 12:1–3).

Há alguns anos atrás, sempre que uma provação atingia a minha vida, eu começava a acreditar que alguma coisa boa viria daquela situação— algum dia— dali a alguns anos ou algumas décadas mais tarde. Contudo, ao longo deste último ano que passou, eu comecei a procurar aquela benção não para dali a um ano ou uma década, mas sim imediatamente; imediatamente após o fim do teste. E então foi exatamente isso que começou a acontecer. Chegou o dia em que tudo aquilo que eu havia semeado começou a me alcançar, e muitas vezes até mesmo antes da provação sequer ter atingido a minha vida. O dinheiro aparecia em minhas mãos ou na minha carteira, ou na minha conta bancária, antes mesmo que eu precisasse dele. Planos para aquilo que eu precisaria fazer surgiam até antes que alguém me fizesse uma pergunta.

Então, como eu disse, sempre que Deus me revelava uma nova verdade, me dando algo maravilhoso para que eu pudesse caminhar naquela direção, eu, em seguida, começava a viver aquela verdade e a compartilhava com as outras pessoas. E como meus filhos são as pessoas mais próximas a mim, e são também a minha herança que continuarei doando aos outros quando eu não estiver mais aqui, sou guiada frequentemente a dar as verdades primeiro a eles. O princípio das nossas bênçãos nos ultrapassando foi um senhor princípio.

Isso aconteceu no dia em que minha sobrinha estava voltando para casa. Como nós precisaríamos dirigir para o aeroporto, que fica há mais de três horas de distância, então meu irmão se ofereceu para pagar um hotel para já passarmos a noite lá perto. Oh, o favor de Deus. No caminho, nós passamos por uma cidadezinha no meio do nada e minha filha se inclinou para mim e sussurrou, “Mamãe, eu sinto muito, mas acabei de me lembrar de que esqueci de trazer o meu maiô. Eu sinto muito!!” e eu pude ver que ela estava quase chorando porque nós tínhamos escolhido aquele hotel justamente por causa da sua piscina maravilhosa e da hidromassagem. Eu imediatamente assegurei a ela que não precisava se preocupar, nem ficar com medo ou se sentir mal, mas que, ao contrário, ela deveria se animar porque a Sua benção nos ultrapassaria! Sem exageros, assim que voltei o rosto vi ao meu lado direito um pequeno Walmart; eu virei o carro imediatamente e expliquei que obviamente Ele queria abençoá-la com um maiô novo! Então parafraseando Isaías 40:2, “Falai benignamente... e bradai-lhe que já a sua milícia é acabada, que a sua iniquidade está expiada e que já recebeu em DOBRO da mão do SENHOR, por todos os seus pecados [ou erros].” Muito embora a estação dos trajes de banho já tivesse passado, de fato, quando entramos, bem na frente da loja, minha filha encontrou um dos maiôs mais bonitos que eu já tinha visto e ele foi para lá de ungido. Este maiô durou vários verões e ainda estava bem conservado quando minha filha o deu para a sua irmã, e serviu nela perfeitamente. Somente Deus poderia fazer isto!

Minhas filhas não somente saíram desta experiência com uma compreensão de como as bênçãos nos ultrapassam, mas aprenderam a se certificar de procurá-las imediatamente, conhecimento esse que Ele primeiro deu a mim. Mas lembre-se de que minha sobrinha também estava conosco, e portanto ela levou isso consigo e compartilhou, pela sua maneira de viver, com a sua irmã e com os seus pais!! Este efeito de propagação do Seu amor por nós se espalhou por meio caminho ao redor do mundo!!

Abraçar a Espera

Agora vamos em frente e discutir esse famigerado e odiado princípio da espera. Uau, o Senhor me deu uma nova compreensão sobre este princípio também!

Se você for como eu era, saiba que eu simplesmente odiava, detestava e me contorcia quando era forçada a esperar. Mas agora fico entusiasmada quando me é pedido que eu espere porque sei que a espera é uma parte excitante do Seu plano. Por quê? O que mudou? A revelação que sempre esteve lá na Escritura, mas que eu nunca quis realmente abraçar:

“Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.” (Isaías 40:31).

Eu agora adquiri experiência suficiente para saber que, quando é requerido que eu espere por alguma coisa, qualquer coisa, é porque Deus orquestrou aquele período de espera a fim de me dar o tempo que preciso para “renovar as minhas forças”, para que assim eu “não me canse ou me fatigue” quando as novas bênçãos chegarem na minha vida. A espera também é um sinal para mim de que o que vem pela frente vai exigir uma força maior (física, mental, emocional e/ou espiritual) do que a que eu tenho no momento presente. Portanto, eu agora fico mais do que feliz em esperar e usar esse tempo para desenvolver a minha força com pura animação—a força que irá me carregar através de qualquer onda que eu esteja prestes a enfrentar. Esta é uma boa metáfora, ou ilustração, de como se beneficiar da adversidade, já que foi assim que Deus criou nosso mundo, e de como nós, como Sua noiva, somos capazes de viver abundantemente.

Ondas de Adversidade

Outra revelação foi que por anos eu nadei através das ondas na minha vida apenas para, eventualmente, me cansar e ser derrotada. Contudo, no decurso de apenas um ano, eu aprendi o segredo para vencer essas ondas de adversidade de uma maneira diferente, não mais resistindo ao mal. Aprendi que todas as vezes em que alguma coisa, ou alguém, vem contra mim, eu preciso dar meia volta e pegar uma carona com a adversidade porque Deus quer me levantar ainda mais alto, para que eu viva de uma maneira ainda mais abundante. Lembre-se, “O Senhor Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas.” (Habacuque 3:19). Isto realmente me aconteceu quando comecei a viver as tão negligenciadas Bem Aventuranças encontradas no livro de Mateus. A maioria das pessoas para de ler depois que Ele lista todos os “Bem aventurados”, mas continue lendo e você alcançará uma verdade ainda maior, quando Jesus depois diz...

Eu, porém, vos digo que não resistais ao mau; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra; E, ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa; E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas. Dá a quem te pedir, e não te desvies daquele que quiser que lhe emprestes. Ouvistes que foi dito: AMARÁS O TEU PRÓXIMO, e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.” (Mateus 5:39-45).

Para tirar proveito da onda de adversidade você precisa seguir a corrente, e nunca se opor a ela. Jesus explicou como devemos reagir quando as pessoas nos dizem para fazer alguma coisa que não esteja em concordância com o que a igreja nos diz. Contudo, Ele mesmo fez questão de documentar o que disse, “Eu, porém, vos digo...” Então antes, como fazem todas as pessoas que ignoram a verdade, eu resistia ao mal e me certificava de nunca permanecer perto o suficiente de ninguém que houvesse me esbofeteado alguma vez. Eu evitava ver essas pessoas, e se fosse forçada a encontrá-las, eu me mantinha afastada emocionalmente. E certamente que eu não fazia mais ou dava mais do que aquilo que me pediam; portanto, eu continuava perdendo as bênçãos da Sua mensagem e o segredo de se viver abundante e poderosamente—dando—especialmente para aqueles que nos ferem ou nos usam.

O que mudou foi que, depois que encontrei a minha vida abundante, comecei a receber o que eu precisava diretamente de Deus, como por exemplo, a sabedoria, e diretamente do Senhor, como o amor que eu tão desesperadamente necessitava. Então, assim que passei a receber o que Eles dois estavam me dando, finalmente fui capaz de doar aquilo que estava sendo generosamente derramado sobre mim para as outras pessoas. Uma vez que recebi tanto amor e aceitação do Senhor (quando me tornei plenamente Sua noiva), qualquer pessoa maldosa que quisesse me esbofetear (emocionalmente, com suas palavras ou com ações) não conseguia mais me ferir de maneira alguma. Depois de um tempo cada bofetada se tornava apenas um alerta, me avisando que eu estava prestes a subir mais alto novamente, e isso significava que o Senhor iria me pedir que desse mais do que me seria pedido—dar àqueles que me machucaram e queriam me usar—e é aí então que as grandes bênçãos chegam, quando a pessoa para quem você está dando não merece!

Dar quando nos é exigido, roubado, ou quando pedido de uma maneira indelicada, é incrivelmente poderoso. A adversidade, eu agora compreendo, é na verdade o combustível que precisamos, é como água para a semente que trará a colheita abundante que Ele nos prometeu. Então, entendida esta verdade, agora se tornou muito mais fácil abraçar a adversidade, ao invés de fugir ou forçar meu caminho através dela. Tenha isso em mente quando as suas plantações, os seus campos não estiverem produzindo frutos. Se você não aguá-los, ou se não colocar combustível em seu motor espiritual, é de se admirar que eles não estejam fazendo progresso? Leia este verso:

“Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte.” (2 Coríntios 12:10). “Não digo isto por causa de necessidade, porque já aprendi a contentar-me com as circunstâncias em que me encontre.” (Filipenses 4:11). Para ser honesta, eu nunca fiquei contente com nada que lembrasse uma dificuldade ou uma perseguição, simplesmente porque eu não havia estado aberta, ou nem ao menos sabia que eu precisava receber abertamente aquilo que Deus e meu Marido queriam me dar. Mas, uma vez que eu recebi, absorvi, vivi e doei, somente então eu fui capaz de ficar “contente em quaisquer circunstância” em que eu me encontrasse.

Raiz dos Males: Amor ao Dinheiro

Uma área em que eu aprendi a abraçar este princípio de doar é no que diz respeito a doar financeiramente. Nós estamos sempre com tanto medo de não ter o suficiente que tolamente retemos o que possuímos, devido ao amor ao dinheiro, somente para depois descobrirmos que nossos medos se materializaram e se cumpriram. Aquilo que tememos, na verdade, acontece porque é manifestado ou criado por causa dos, e devido aos, nossos medos. Como este verso é verdadeiro para mim agora que aprendi o segredo de doar, especialmente doar e abençoar aos meus inimigos: “Um dá liberalmente, e se torna mais rico; outro retém mais do que é justo, e se empobrece.” (Provérbios 11:24). O oposto deste verso está em Jó 3:25, “Porque aquilo que temo me sobrevém, e o que receio me acontece.” “O pior dos meus medos tornou-se realidade; o que eu mais temia aconteceu.” Bíblia A Mensagem.

Quando tememos não ter o suficiente, nós ficamos com medo e então passarmos a reter  justamente aquilo que fora previsto para nos fazer prosperar (darmos aos nossos inimigos mais do que eles pediram ou exigiram de nós). Esta retenção resulta em “carência”—e com isso o medo de não ter o suficiente e o pavor de passar necessidade recaem sobre nós! Este é o terrível e interminável círculo vicioso em que vivem tantos cristãos e que o mundo “testemunha”. E a verdade é que esta futilidade só pode ser quebrada quando recebemos todo o amor que o Senhor tem por nós, quando nos tornamos Sua noiva, a fim de que confiemos Nele o suficiente para aplicar o que Ele nos disse, “Eu, porém, vos digo...” “Deem, e lhes será dado: uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante.” Quem de nós não quer receber bênçãos transbordantes?!? Todas nós queremos, mas é preciso doar quando é difícil fazê-lo e doar para qualquer pessoa que não acreditamos que mereça.

Se doar é algo que você considera difícil de fazer, a fonte do problema está em você ainda não ter o suficiente Dele.Você não precisa de mais dinheiro, mas sim de mais Dele. Ele que te ama de uma forma tal que faz com que você se sinta verdadeiramente a Sua noiva! Quando nós buscamos o Senhor e o Seu amor com todo o nosso coração e desejamos, ansiamos e colocamos o nosso foco somente Nele, Ele promete que “todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6:33). As coisas ou as outras pessoas não irão mais importar em sua vida. Isso é a pura verdade. Uma vez que você tenha o suficiente Dele, você passará a desejá-Lo mais e mais—e você não irá mais desejar as coisas ou o dinheiro ou as outras pessoas. Você não irá mais desejar atenção e nem precisar de companhia. E é aí então que, finalmente, você estará livre para doar, porque o amor que salvou este mundo estará transbordando em sua vida! Quando você não mais precisar ou desejar coisas, dinheiro, pessoas—então todas estas bênçãos te serão “acrescentadas abundantemente”, a ponto de que qualquer pessoa que se aproxime de você também seja saturada pelas Suas bênçãos.

Este é o segredo da vida—Ele deu.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16).

Diário