“Um Entendimento Maior sobre Ministração"

Há cerca de um mês atrás, eu disse ao Senhor que sentia que Ele poderia estar me mostrando que era chegada a hora de deixar ir o RMIOU, devido às enormes e constantes dificuldades que estavam me esgotando. E também porque não estávamos vendo os frutos do nosso trabalho. Ajudar a treinar mulheres para que elas se tornem ministras e ajudem o RMIEW, trabalhar com nossas ministras e tentar treiná-las, estava tomando a maior parte do meu tempo e eu sabia que esse estresse e esgotamento claramente não estavam vindo Dele e que esse não era o Seu jugo.

Mateus 11:30

“Pois Meu jugo é suave e Meu fardo é leve.”

Logo depois que falei com o Senhor que eu ia deixar ir, as coisas tomaram um outro rumo surpreendente, claro, porque eu estava deixando ir. Contudo, mesmo elas tendo melhorado ainda havia algumas questões para as quais eu continuei a BD.

Então, como seria de se esperar, o verdadeiro avanço aconteceu devido à uma grande prova, que não estava relacionada ao RMIOU. Deus usou um teste em minha vida pessoal para o bem, a fim de me mostrar aquilo que agora parece óbvio, mas que, honestamente, tinha me escapado por todos estes anos. O que nós realmente fomos chamadas a fazer como Ministras— e, portanto, o que eu preciso fazer para treinar as ministras na RMIOU— é simplesmente alimentar as mulheres com as verdades espirituais.

Alimente Minhas Ovelhas

João 21:17-19  A Mensagem

"Jesus perguntou pela terceira vez: ‘Simão, filho de João, você me ama?’ Pedro ficou aborrecido por Ele ter perguntado a terceira vez ‘Você me ama?’.  Então respondeu: ‘Senhor, tu sabes de tudo. E Tu sabes que Te amo.’

Jesus disse: ‘Alimente minhas ovelhas.’”

O que eu compreendi finalmente foi que não se trata de interagirmos ou ministrarmos pessoalmente porque, quando as mulheres estão feridas terrivelmente como elas estão quando nos procuram, elas precisam é do Consolo do Senhor, o seu Marido.

Sim, nós compreendemos isso já faz um tempo, mas mesmo assim eu ainda vacilava, ou me envolvia muito acreditando que de alguma maneira nós precisávamos ajudá-las de uma maneira individual, uma a uma, o que tem a tende a acabar se transformando em aconselhamento.

Eu também acreditava, erroneamente, que ajudar a “corrigir” aquelas que buscam a nossa ajuda seria benéfico para elas. Não foi de se estranhar que pouquíssimas delas lidaram bem com a nossa correção, devido, mais uma vez, ao fato de elas estarem muito feridas, motivo esse que as levou a nos procurarem. Honestamente, eu deveria saber disso porque, afinal de contas, o nome do nosso ministério é Encorajando Mulheres!

O que eu compreendi foi que o que poderá Alimentar mais as Suas Ovelhas (e jovens carneirinhas), o que trará também uma quantidade maior de Encorajamento, o que fará mais para ajudar a espalhar a verdade e as Boas Novas—é darmos um passo atrás e simplesmente ALIMENTARMOS as mulheres com uma variedade de Encorajamento. Em outras palavras, através do nosso Encorajamento Diário, do Relatório de Louvor e dos nossos vários cursos— todos eles cheios da Sua Palavra que cura.

Salmos 107:20

"Ele enviou a Sua palavra, e os sarou, e os livrou da sua destruição."

Sempre que nos cansamos, e nos tornamos ineficazes como ministras, é porque estamos nos embaraçando com uma mulher ferida e desesperada que está se afogando e precisa de um Salvador, um Marido Celestial, o Príncipe da Paz, e de todas as outras Pessoas que Ele pode ser para ela.

Quando eu finalmente compreendi esta revelação completamente, eu pude então entender por que o RMIOU não estava florescendo da maneira que eu sabia que ele poderia ou deveria florescer— porque o seu alicerce não estava estabelecido corretamente. Em vez de treinar “Ministras de Casamento”, no sentido em que eu estava tentando fazer, nos envolvendo e entrincheirando com as mulheres que preenchem os “Questionários de Avaliação”, Ele quer que possamos dar um passo atrás e simplesmente oferecer a elas o nosso Curso 1 GRATUITAMENTE, encorajando-as a começar a sua cura.

Nós então seguimos em frente e atualizamos o link que é enviado a elas quando preenchem seus QAC e, como esperado, como estávamos tentando treinar as Ministras de Casamento antes— o Senhor simplesmente começou a fazer que desse certo!!

E para todas as nossas ministras que ainda não estão prontas para serem treinadas como Ministras de Casamento, o primeiro objetivo do nosso treinamento ministerial agora será encorajar “primeiramente” através dos RLs das Ministras e dos Comentários da Mensagem Semanal (quando elas preenchem seus formulários), que agora começamos a usar aos domingos em nossos Encorajamentos.

A definição do verbo “ministrar” é “atender às necessidades de (alguém)”. E se tem uma coisa que eu sei com certeza é que o Seu povo, que é chamado pelo Seu nome, está perecendo desesperadamente por falta de conhecimento e alimento espiritual nutritivo— o alimento espiritual pelo qual estão famintas. É por isso que o Senhor tem me lembrado constantemente que a minha maior prioridade, e a deste ministério, é alimentar as mulheres espiritualmente todos os dias, como eu disse, através das mensagens que enviamos.

E, além desta maneira espiritual de começar o dia, com nossos Encorajamentos (a fim de que as mulheres possam já acordar indo na direção certa e seguir no caminho estreito ao longo do dia), elas precisam também de uma série de verdades espirituais, para sustentá-las, e é aqui que entra a nossa grande variedade de lições. Embora nossos livros tenham mudado muitas vidas, é através da combinação da leitura e de em seguida derramar o seu coração nos formulários “O que Aprendi”, que temos testemunhado tantas mulheres se recuperando de suas crises com uma rapidez muito maior— e com resultados duradouros! Elas finalmente encontram alegria ao serem encorajadas a não segurar nas nossas mãos ou olhar para nós de maneira alguma, mas sim segurar na mão DELE e olhar para ELE para que ELE as guie, pedindo a ELE que revele as verdades que elas precisam e estão desesperadas para encontrar.

Salmos 34:5

“Os que olham para ele estão radiantes de alegria; seus rostos jamais mostrarão decepção.”

É através do nosso relacionamento com Ele que somos capazes de brilhar, e isso é o que irá ajudar as outras pessoas a nos virem, enquanto ainda estão cercadas pela sua escuridão e pela sua dor. Contudo, quando os feridos nos encontram, é o Seu calor e a Sua luz que brilha em nós, e é isso o que eles realmente precisam seguir. É muito parecido com a lua que reflete a luz do sol, mas, “na realidade”, não passa de um deserto empoeirado e estéril.