Tirando o Máximo Proveito dos Seus Passos: Arrume a “Casa Bagunçada” em Minutos!

Varrerei a casa…
—1 Reis 14:10

Eu garanto que este método fará com que você economize tanto tempo, e te dará um estímulo tão grande, que você nunca mais vai querer voltar a arrumar a sua casa, ou recolher os objetos espalhados, da maneira como fazia antes. Muitas vezes nós temos a sensação de que passamos o dia inteiro ajuntando coisas aqui e ali e mesmo assim não chegamos a lugar nenhum. Embora eu ainda dê uma arrumada em uma ou outra coisa quando entro em um cômodo, eu não gasto mais meu tempo e energia correndo de um lugar para o outro, apanhando objetos ou ajeitando a casa. Eu uso este método há anos!

Economize Tempo e Energia com a “Varredura”

Este método é tão bom que pode ser usado até quando você estiver deitada no sofá com enjoos matinais— basta fazer com que os seus filhos menores recolham as coisas que estiverem espalhadas pela casa, antes que o “papai chegue”. Eu sei que dá certo por experiência própria—fiz isso centenas de vezes! E se esse é um método que funciona apenas com a ajuda dos filhos pequenos, e uma mãe com enjoos (que engatinha de um cômodo para o outro e se deita em qualquer cama ou sofá que ela encontra disponível, ou muitas vezes até no chão mesmo!), então você pode ter certeza de que a “Varredura” funcionará para você também! Eis aqui o meu método à prova de falhas, que é simples mas funciona!

Para Começar

Você irá precisar de: uma ou várias cestas de lavanderia para recolher os objetos espalhados pela casa (quanto maior a bagunça, mais cestas você irá usar), um saco de lixo para a lixeira e uma sacola de papel pardo grande (ou baldes menores—um para cada cômodo da casa para separar os objetos).

Use uma caneta hidrográfica preta para escrever o nome dos cômodos (ex: “Quarto principal, lavanderia, quarto do Tyler, etc.) na bolsa ou na cesta. Guarde-as quando terminar para que elas possam ser reutilizadas várias vezes.

Varredura

Recolha. Agora use as suas cestas de lavanderia para recolher tudo que não pertença àquele cômodo. Comece por um cômodo e sistematicamente vá trabalhando na casa toda. O melhor lugar para começar é pela porta da frente (ou a porta de trás se o seu marido entra em casa por ela). Coloque qualquer objeto que você encontrar perto da porta dentro da cesta, coloque os jornais velhos no saco de lixo e os brinquedos na cesta.

Arrume. Assim que tiver recolhido todos os objetos (tudo que não pertencer àquele cômodo) e os tiver colocado na cesta ou no lixo, arrume ou endireite os travesseiros, limpe as mesas, arrume alguma cama que esteja desfeita (e a propósito, crianças pequenas amam passar o aspirador). Com o seu primeiro cômodo pronto, você estará pronta para seguir para o próximo!

Use este método à medida que você for passando de um cômodo para o outro. Eu prefiro começar pelo meu próprio quarto e ir seguindo pela casa toda da mesma maneira. Faça aquilo que funciona melhor na sua casa. Se você buscar ao Senhor, Ele irá guiá-la para o que dará mais certo para você e para a sua família.

Regras. Certifique-se de NUNCA colocar nada líquido ou molhado na cesta. Certifiquese também de NUNCA colocar a carteira do papai, o talão de cheques ou outros objetos importantes na cesta. Em vez disso, mande uma das crianças (ou você mesma) colocar essas coisas na cômoda ou na escrivaninha dele.

Confissão: Anos atrás, quando eu ainda estava casada, durante uma varredura de emergência (veja abaixo) eu coloquei alguns objetos importantes do meu marido na cesta. DIAS depois (eu havia escondido a cesta em nossa lavanderia), quando saía de casa apressado, ele me perguntou se eu tinha visto o seu talão de cheques. Eu fiz uma oração rápida e o Senhor me fez lembrar da cesta com os objetos que não haviam sido separados ainda. Eu corri lá, enfiei minha mão no meio de todas aquelas “coisas” e puxei o talão de cheques desaparecido. Deus é bom! Amém?

Eu acho que nem preciso dar um exemplo do que acontece quando alguma coisa molhada, ou líquida, é colocada na cesta. Mesmo uma “gota” caída de um copo de café pode fazer uma verdadeira bagunça (veja abaixo uma Dica para copos de café descartáveis).

Certifique-se de que você e seus filhos estejam absolutamente cientes das “regras” antes de irem em frente com este método maravilhoso. Como acontece com todas as coisas, ele pode ser uma bênção ou uma maldição, dependendo da sua obediência ao seguir o regulamento.

Dica: esta é da época em que morávamos a uma hora de distância da nossa igreja, e alguns de nós levávamos o nosso café “para viagem”. Depois que vi a bagunça que uma “simples gota” pode fazer, eu desenvolvi este método que ensinei a todos os meus bebedores de café. Assim que você terminar de tomar o seu café (ou de colocá-lo no copo), coloque um guardanapo embaixo do copo descartável e tampe-o novamente. Isto irá absorver a “última gota” e eliminar a bagunça que poderia acontecer.

Separe. Depois de ter recolhido os objetos em todos os cômodos, e limpado e arrumado o resto do ambiente, traga todas as cestas para um mesmo lugar.

Agora separe as coisas que você recolheu de cada cômodo: de cada quarto, cada banheiro, da cozinha, da sala, da lavanderia, etc. Quando estiver tudo separado, leve aquela bolsa ou balde para o cômodo correspondente (que já estará arrumado) e guarde os objetos!

Se você estiver contando com a ajuda das crianças, não deixe que eles guardem as coisas (pode ser que você nunca mais encontre esses objetos). Apenas peça a eles que coloquem a bolsa ou a cesta no cômodo até que você mesma consiga chegar lá (seja caminhando ou engatinhando se estiver sofrendo com os enjoos matinais).

Mais Informações sobre a Varredura

Distrações! Não se distraia tentando desentulhar uma gaveta ou um closet (como aprendemos no Capítulo 2). Se você ainda não desentulhou a sua casa, eu recomendo fortemente que você separe uma hora específica todos os dias para fazer isso (porque será extremamente mais fácil conseguir manter tudo limpo e organizado). Para manter organizados aqueles lugares que “não são muito vistos” eu tenho um método infalível, falarei sobre isso no Capítulo 7, “o método” que trata de como designar essas áreas para um dos seus cartões semanais ou mensais.

Então, repetindo, não se distraia. Concentre-se em terminar o que você começou—“faça uma varredura na casa inteira!”

Lidando com as emergências. Se surgir uma emergência (como por exemplo o seu marido chegar mais cedo ou uma visita inesperada aparecer), empregue o método da “Varredura”, mas espere até que as coisas se acalmem, ou que as visitas tenham ido embora, antes de separar os objetos das cestas. Mas também não espere demais —porque pode ser que você (ou o seu marido) não consigam encontrar o talão de cheques, ou outra coisa que vocês precisem, já ela estará bem no fundo da cesta escondida no closet! Mais uma vez, eu sei disso por experiência própria porque tem acontecido comigo tantas vezes!

Programações e rotinas. Além disso, estabeleça algum tipo de programação ou rotina para você (e seus filhos) fazerem a “Varredura.” Se você for casada, use a programação do seu marido como um começo. (Nós falaremos sobre rotinas mais detalhadamente em um próximo capítulo). Mas caso você esteja seguindo este livro metodicamente, começar a ter uma programação é simplesmente incluir em sua vida: horários de acordar, de dormir, de fazer as refeições, de educar os seus filhos e de fazer limpezas. É mais fácil até cuidar dos bebês quando você os encoraja a comer e dormir em horários regulares. (Embora eu não promova a programação rigorosa descrita no livro Baby Wise, eu acredito que as crianças devam ter ordem e rotina. Veja a lição, “Os Ensinamentos da Sua Mãe” no manual Uma Mulher Sábia para mais informações sobre os motivos).

Siga em frente. Eu uma vez ouvi Elisabeth Elliot dizer aos seus ouvintes para apenas “realizarem a próxima tarefa”, seja ela lavar a louça ou arrumar a cama. Lembre-se, “Ela está atenta ao andamento da casa, e não come o pão da preguiça.” (Pv. 31:27). Se o telefone tocar, ou houver alguma outra interrupção, pare e resolva a pendência, mas volte imediatamente a fazer “a próxima tarefa”. Se você é daquele tipo que simplesmente não consegue desligar o telefone quando começa a conversar, então não atenda quando ele tocar. Use a caixa postal a seu favor e retorne as ligações quando for conveniente (a menos que seja o seu marido que esteja ligando). Falar ao telefone tem sido uma grande fraqueza para mim. E é por isso que eu NUNCA atendo ao telefone fixo em nossa casa, e só atendo ao celular quando um dos meus filhos me liga, ou quando é alguém que eu conheço e sei que preciso atender imediatamente. Do contrário eu espero e retorno as ligações quando estou disponível, e não a qualquer hora em que as pessoas me ligam.

Como Conseguir Fazer Mais Coisas

Nosso maior problema em conseguir fazer muitas coisas está descrito nos seguintes três versículos:

“Ela é espalhafatosa e provocadora, seus pés nunca param em casa; uma hora na rua, outra nas praças, em cada esquina fica à espreita.” (Pv. 7:11–12).

“Não sejas frequente na casa do teu próximo, senão ele se cansará de ti e te detestará.” (Pv. 25:17).

“Não porei coisa injusta diante dos meus olhos.” (Sl. 101:3).

  1. Fique mais em casa! “Ela é espalhafatosa e provocadora, seus pés nunca param em casa; uma hora na rua, outra nas praças, em cada esquina fica à espreita.” (Pv. 7:11– 12). Eu percebo que quando não estou conseguindo manter a minha casa “em dia”, geralmente é porque estou “saindo” demais. Eu preciso verificar quais são as minhas prioridades e permanecer em casa para trazer paz e estabilidade para a minha família. Se você tem que resolver coisas fora de casa, sempre que possível, tente fazer tudo em um único dia da semana já separado para este propósito.

Assim que a minha filha mais velha começou a dirigir, eu comecei a pedir a ela que assumisse muitas coisas que eu costumava fazer. Foi bom porque ela pôde aprender a fazer compras e a devolver produtos. Até fazer uma lista de onde ela precisava ir naquele dia foi uma experiência de aprendizagem valiosa (falaremos disso em um próximo capítulo).

Atualmente, eu espero até ter um compromisso, ou algo que me faça ter que sair de casa, e procuro resolver tudo que posso enquanto estou na rua. Isto me mantém em casa, o lugar onde encontro mais paz e onde crio estabilidade para os meus filhos.

  • Pare de falar com suas amigas ou familiares pelo telefone. “Não sejas frequente na casa do teu próximo, senão ele se cansará de ti e te detestará.” (Pv. 25:17). Seja através de uma visita ou de um telefonema para uma amiga (ou para um parente), se você fizer isso com muita frequência, vocês acabarão se tornando um incômodo uma para a outra. Marquem uma hora para se encontrarem regularmente, em vez de ficar jogando conversa fora pelo telefone, conversando “de corpo presente” mas com a “cabeça longe” e desconcentradas.

Você ficaria surpresa ao descobrir que a maioria dos aborrecimentos em sua vida e no seu lar são causados pela frequência com que você negligencia a sua casa e os seus filhos para atender ao telefone e outras interrupções corriqueiras. Eu parei de atender ligações durante o tempo em que estou educando meus filhos porque, inevitavelmente, isso faz com que eu perca o controle das crianças. Se eles “continuavam trabalhando” como eu pedi que fizessem, eles sempre faziam alguma coisa errada que precisaria ser refeita. Você sempre pode retornar as ligações das pessoas em um horário que seja mais conveniente para você e para a sua família. Como eu disse, use as mensagens de voz a seu favor, ou peça a um dos seus filhos maiores para checar as suas ligações. Todo mundo ficará mais feliz se você fizer isso!

Seja você aquela que liga, ou a que recebe as ligações, o telefone (e agora o celular) pode ser uma tremenda maldição para uma casa bem administrada ou para uma existência pacífica.

  • Desligue-a! “Não porei coisa injusta (exemplo perfeito: seu aparelho de televisão!) diante dos meus olhos.” Para mim não existe nada mais inútil do que a TV. Nós tínhamos um aparelho de televisão, que o meu marido ligava em certas ocasiões para assistir a alguns eventos esportivos (e que eu amaria ter jogado no lixo!), além de um outro que era conectado somente a um videocassete. Ele era ótimo para assistirmos as fitas educacionais e de temas espirituais, e para as “noites em família” (quando assistíamos a um bom filme clássico em preto e branco, comíamos pizza e saboreávamos uma sobremesa gostosa às sextas-feiras).

Aqueles eram os “bons tempos”! Deus me fez passar por mais um refinamento, e mais uma experiência de “morrer para mim mesma”, quando nos mudamos do nosso sítio para a cidade. Eu precisei aprender um novo nível de submissão; desta vez com um coração mais disposto e com uma reação mais “alegre” quando meu marido (quando eu ainda estava casada) anunciou que estávamos adquirindo uma “TV por satélite” (conectando nossa TV com o mundo inteiro!), um grande aparelho com tela de plasma, além de outro aparelho enorme para a nossa sala de estar!!

Se você estiver tentando pressionar o seu marido para remover a televisão da sua casa, pare e ore; evite a discussão e confie em Deus! (Veja o capítulo “Ganhar Sem Palavras” no manual Uma Mulher Sábia.)

Só para constar, eu costumava achar que, de alguma maneira, eu precisava me certificar de que meu marido conhecia e compreendia as minhas preocupações e meu desagrado a respeito das coisas que eu acreditava que fossem mundanas ou más. Eu estava errada. Eu percebi que a minha opinião estava baseada no meu medo (nunca baseie nada no medo) de que se eu não dissesse a ele que eu desaprovava a ideia de ter uma televisão em casa (ou qualquer coisa ruim) eu acabaria como na história de Ananias e Safira (veja Atos 5:1– 11)

No passado, eu já havia errado igualmente, quando eu fazia questão de dizer ao meu marido que não me agradava das coisas que ele fazia, não por medo, mas por causa do meu orgulho e da minha arrogância espiritual. Eu acreditava que o meu marido precisava ser ensinado, por mim, o que era o certo e o que era o errado. Este tipo de comportamento “maternal” em relação ao seu marido acabará fazendo com que ele se afaste completamente e não pergunte a sua opinião sobre mais nada. Mas, por serem fiéis ao tipo, uma mulher como eu era não percebe isto, ou realmente nem se importa. Nós acreditamos que seja a nossa responsabilidade liderar a nossa família já que “ele não o faz”. Querida leitora, não existe maneira melhor de afastar o seu marido das coisas de

Deus, e de fazer o que é certo, do que quando você usurpa a posição e a autoridade dele. (Para mais informações a esse respeito leia o manual Uma Mulher Sábia, e saiba que agindo dessa maneira você estará derrubando a sua própria casa!)

Desta vez o Senhor me encorajou a amadurecer; Ele me mostrou que ELE conhecia o meu coração. Ele sabia que eu não queria ter uma televisão em casa novamente depois de doze anos sem ter uma. Deus sempre conhecia o meu coração quando eu enfrentava alguma coisa que me preocupava e que sinceramente eu não desejava. Então eu não precisava me certificar de que o meu marido também soubesse disso! Minha tarefa, como uma ajudadora respeitosa, era sorrir e CONCORDAR. Em seguida eu deveria levar minhas preocupações ao Senhor para que Ele pudesse lidar com elas, caso fosse necessário. Aquela fariseia, cheia de autojustiça, estava sempre querendo vir à tona novamente, então eu sempre precisei tomar cuidado para não julgar o que o meu marido (agora ex-marido) estava ou está ou não fazendo.

Na última edição revisada do Trabalhadoras No Lar, eu compartilhei que talvez fosse eu mesma quem precisasse relaxar um pouco! Mas, se fosse o meu marido quem estivesse precisando ver o perigo de alguma coisa que estivesse entrando ou acontecendo em nosso lar, então eu poderia confiar que Deus cuidaria disso, enquanto eu permaneceria alegre em vez de me estressar ou de me preocupar.

Senhoras, entregue tudo para que o Senhor cuide. Lembrem-se, “O Seu jugo é suave e o Seu fardo é leve”!

O motivo de o Senhor ter permitido esse episódio da televisão, e outras coisas que entraram novamente em nosso lar e na vida do meu marido, foi porque ele (agora meu ex-marido) não compartilhava de maneira alguma das minhas convicções. Isto significa que os meus filhos (mesmo eu nunca tendo dito nada em voz alta) estavam vivendo em um lar onde havia duplicidade de mente. Deus remediou isto entregando o meu marido àquilo que ele buscava (as coisas deste mundo), o que o levou a sair de casa e se casar com outra mulher.

Embora para algumas de vocês isso possa parecer trágico, a verdade é que Deus abençoou a nossa família. Agora o líder da nossa família é o Senhor, que é o meu Marido (Is 54:4– 6) e o Pai dos meus filhos (Sl 146:9). Ao permitir que a iniquidade crescesse, em vez de ficar no caminho dela dando as minhas opiniões contrárias como eu costumava fazer, os meus filhos agora estão crescendo espiritualmente de uma maneira muito rápida!

“O insensato não entende, o tolo não vê que, embora os ímpios brotem como a erva e floresçam todos os malfeitores, eles serão destruídos para sempre.” (Sl. 92:6–8).   

“Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores…” (Sl. 1:1).   

Mesmo que o divórcio jamais teria sido a minha escolha, foi a vontade de Deus que eu encorajasse as mulheres ao redor do mundo a buscarem ao Senhor como o Marido com quem todas nós sonhamos. E você não tem que estar sem marido para recebê-Lo desta maneira. (Por favor leia os livros da série Vida Abundante para obter mais informações)

A Varredura Matinal ou Noturna

A “varredura” é uma ferramenta maravilhosa para deixar a sua casa pronta antes que o seu marido chegue, ou apenas para estar com tudo limpo no fim do dia, esteja você casada ou não. Se você for casada, ou estiver esperando visitas, tire apenas alguns minutos para “fazer uma varredura” pela casa, começando pela porta da frente, ou pela de trás, e siga em direção ao quarto principal ou à cozinha, na direção que o seu marido ou os seus convidados irão tomar.

Se o seu marido tem um trabalho que não envolve hora marcada, e você nem sempre sabe quando ele vai chegar em casa, pergunte se ele pode te ligar rapidamente uma hora, ou meia hora, ou até mesmo quinze minutos antes, de chegar para que você esteja pronta.

Antes de treinar os meus filhos para fazerem a varredura, antes mesmo de eles terem idade suficiente para ajudar, eu usava este método todas as manhãs. Eu acredito que todas as mulheres irão descobrir que isto ajuda a começar ou a terminar bem o seu dia.

Eis o que eu costumava fazer quando meus dois filhos mais velhos eram pequenos. Depois que todos nós nos despedíamos do papai de manhã, eu imediatamente dava um conjunto de brinquedos para os meus filhos se manterem ocupados (mais sobre este assunto no Capítulo 9, “Brinquedos”) e ia lá para cima fazer a “varredura”. Eu entrava no meu quarto, arrumava a cama, recolhia os objetos espalhados ou ajeitava o que estivesse fora do lugar, colocava tudo que não pertencia àquele quarto dentro de uma cesta de lavanderia, inclusive as roupas sujas e as toalhas. Depois disso eu seguia para o banheiro principal e depois para o quarto das crianças. Eu também esvaziava as lixeiras em uma sacola de papel que sempre levava comigo.

Quando era preciso, e se as crianças ainda estivessem brincando tranquilamente no andar de baixo, eu passava o aspirador nos quartos. Em seguida eu descia, dava uma olhada nas crianças e separava as coisas que estavam nas cestas da “varredura” na lavanderia. Eu começava a lavar as roupas, ia para a cozinha encher a lavadora de pratos e limpar as bancadas.

Eu não permitia que os meus filhos fossem para os quartos lá em cima, somente na hora da soneca, o que é bem fácil de fazer se você não guardar os brinquedos no quarto deles (mais uma vez, falaremos do dilema dos brinquedos no Capítulo 9, “Brinquedos”). Ah, e enquanto os seus filhos forem pequenos, porque eles parecem adorar ir para os quartos limpos, coloque um portãozinho para impedir que eles passem para os lugares que você já limpou.

Para Aquelas que Trabalham Fora

Todas nós podemos nos beneficiar deste método de ir de cômodo em cômodo, uma vez por dia, para fazer uma “varredura” — especialmente aquelas de vocês que correm para sair para o trabalho! Este método irá abençoá-la para que, quando você voltar para casa exausta depois de um dia duro de trabalho, você encontre a casa arrumada. Vocês que trabalham fora podem facilmente incorporar esta rotina como sendo a primeira coisa a se fazer pela manhã (se você é uma pessoa diurna) ou um pouco antes de ir para a cama, que é o que eu faço agora mesmo não trabalhando fora.  

Meia hora antes de ir me deitar, eu faço a varredura começando pela cozinha, e sigo em direção à sala de estar, antes de me recolher todas as noites. Depois de anos aplicando este método, a maioria dos meus filhos já fazem isso sozinhos, e até fazem em meu lugar quando eu fico muito cansada (já que agora eu sou uma mãe solteira com seis filhos em casa). Imagine a minha alegria quando eu acordo e vejo que alguém já fez isso por mim! Este versículo é tão verdadeiro: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele.” (Pv. 22:6).

Senhoras, com este tipo de método estabelecido em sua rotina diária— vocês se sentirão absolutamente bem! Vocês descobrirão também que fazer a varredura todas as manhãs, ou todas as noites, ajudará a manter a sua casa limpa e a sua vida menos estressante.

Conclusão

Senhoras, eu garanto que a “varredura” irá revolucionar e trazer alegria à sua vida novamente. Em vez de limpar da maneira que a maioria de nós têm feito, indo e vindo pela casa, arrumando as bagunças aqui e ali onde você as encontra— vocês farão tudo sistemática e rotineiramente.

Mais uma vez, o método da “varredura” trata-se apenas de pegar uma ou duas cestas grandes de lavanderia e começar por um cômodo da casa, recolhendo tudo que estiver no chão, nas mesas, prateleiras, etc. enquanto você vai “varrendo” pela casa inteira. Assim que a casa estiver completamente limpa, separe o que você recolheu em bolsas ou cestas para levar para cada cômodo onde estes objetos devem ficar.

E, como mencionei antes, eu descobri que a maneira mais fácil de separar as suas cestas é escrevendo os nomes nas bolsas de papel. Etiquete uma bolsa para cada cômodo da casa e uma outra para o “lixo”, ou leve a lixeira para o lugar onde você fará a separação dos objetos. Coloque nas bolsas aquilo que pertence a cada cômodo e, quando estiver tudo separado, leve-as para os cômodos (que agora já estarão arrumados) e guarde os objetos. Dobre as bolsas e guarde-as dentro de uma outra bolsa, e deixe-a na sua lavanderia perto das suas cestas. Este método tem sido, até agora, a maneira mais rápida de arrumar a casa, porque ele é tão eficiente que faz com que você possa pular muitas etapas! Uma casa arrumada mantém o nível de estresse da sua vida familiar muito baixo. Eu venho usando este método (e todos os outros descritos neste livro) há anos e tenho ensinado centenas de mulheres a fazerem o mesmo. Eu oro para que esta seja a resposta às suas orações.

Filed under:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *